Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Wallace pede providências contra hostilidades: "Alguém vai ser morto"


Wallace Flamengo (Foto: Wallace Flamengo)
"P... da vida" com o momento do Flamengo em 2015, o zagueiro Wallace também está cansado dos hostilidades que não apenas o Rubro-Negro mas todos os outros times sofrem após fracassos. Segundo o capitão rubro-negro, protesto é do jogo, mas excessos e, principalmente, agressões ultrapassam o limite do aceitável. Diante disso, cobrou que os atletas se posicionem e pediu à imprensa uma cobertura mais ampla desse tipo de acontecimento.

- Eu discuti isso no avião (que levou o Flamengo de São Paulo para o Rio no último domingo) com alguns jogadores. Acho que a culpa é nossa (dos jogadores), porque a gente não se expõe nem fala. Acho que vocês (da imprensa) também têm um pouco de culpa, porque a gente dá pouca ênfase a isso. O Rodrigo foi agredido no Vasco, e isso foi muito pouco comentado. A partir do momento em que tivemos uma posição mais firme.... O torcedor tem todo direito de cobrar, mas a partir do momento que ele vai para as vias de fato, aí eu acho que já extrapolou o bom senso. Ninguém quer perder, infelizmente acontece. Agora o torcedor que é honesto e correto jamais vai fazer isso - opinou.
 
O camisa 14 rubro-negro revelou-se pessimista em relação a uma movimentação por parte dos jogadores, tratando a classe como desunida. Ainda assim alertou que o pior pode acontecer caso medidas drásticas não sejam tomadas.

- Agora talvez fique discurso vazio da minha parte, porque isso de eu esperar que os jogadores se unam é coisa impossível. Lamento esse tipo de situação, porque vai chegar o momento que alguém vai ser morto. Passei isso no Corinthians quando a gente perdeu para o Tolima. Tentaram nos agredir, e nós ficamos expostos como marginais. Cabe às pessoas responsáveis se posicionarem, e nós, como atletas, cidadãos, profissionais e pais de família que muitos são, também. Sinceramente, se um cara desse tentasse me agredir, eu não aceitaria. Eu tomaria minhas providências. Espero que a classe tenha um pouco mais de consciência em relação a isso - encerrou.

O Flamengo, 10° colocado com 44 pontos, volta a campo no domingo, às 17h, na Arena do Grêmio, onde enfrenta os donos da casa.

Nenhum comentário: