Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

terça-feira, 28 de abril de 2015

Flamengo e Vitória disputam semifinal sub-17



Flamengo e Vitória eliminaram Corinthians e São Paulo, respectivamente, e iniciam a disputa das semifinais da Copa do Brasil sub-17. A partida realizada do Estádio da Cidadania, em Volta Redonda, será transmitida pelo SporTV, às 19h45, com narração de Antero Neto, comentários de André Loffredo e reportagens de William Kayser.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Icasa x Flamengo tem ingressos de até R$ 200; venda inicia nesta quarta


Fachada do Estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte (CE) (Foto: Tiago Campos)O amistoso entre Icasa e Flamengo, que ocorre no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte, no sábado (2), tem o preço dos ingressos definidos. Os bilhetes comprados de forma antecipada para a geral e social custarão R$ 100,00. Já as cativas irão custar R$ 200. Os sócios torcedores do Icasa, equipe convidada pela empresa organizadora, não terão direito a entrada gratuita. Os ingressos serão vendidos a partir de quarta-feira (29), no CT do Praxedão.

O jogo foi contratado pela MF Granados e servirá às equipes como preparação para o Campeonato Brasileiro. Uma parceira entre os times que pretende viabilizar o empréstimo de jogadores do Flamengo ao Icasa também foi firmado.

O Icasa se prepara para o Campeonato Brasileiro, já que no estadual parou nas semifinais, depois de derrota para o Fortaleza. O Flamengo também ficou nas semifinais do Carioca, eliminado pelo rival Vasco, e se prepara para a Série A do Brasileiro. A Ferj autorizou o Rubro-Negro carioca a participar do amistoso.

Arthur Maia avalia reforços do Flamengo e vê com bons olhos busca por camisa 10


A chegada dos reforços no Flamengo foi comemorada pelo grupo. Após a eliminação do Campeonato Carioca, a equipe já promoveu a estreia de Almir, contratado a custo zero por boas atuações com a camisa do Bangu no estadual. O meia entrou no segundo tempo da vitória por 2 a 0 contra o Salgueiro, pela Copa do Brasil. Outra novidade foi o lateral-esquerdo Armero, que nesta segunda-feira treinou pela primeira vez com os companheiros no Ninho do Urubu.


Arthur Maia Flamengo (Foto: Igor Rodrigues) 
Com os novos reforços, Arthur Maia acredita num Flamengo forte para o Campeonato Brasileiro (Foto: Igor Rodrigues)
 
Arthur Maia, novidade do Rubro-negro no início da temporada, comemorou a chegada dos dois jogadores. O meia, que deu lugar a Almir no jogo da classificação contra a equipe pernambucana, exaltou a qualidade do concorrente pela vaga no meio-campo e destacou a irreverência e experiência do lateral-esquerdo colombiano.

- O Almir é um cara bem tranquilo, muito quieto, muito na dele. Eu já o conhecia por ter jogado em outros lugares e acompanhar o futebol. Com o Armero, o primeiro contato foi no treino de hoje, mas o Marcio Araújo conhecia ele, já falou que é um cara super gente boa, engraçado, que faz com que o grupo fique extrovertido, possa ter essa qualidade dentro do grupo. Também dispensa comentários, é um jogador de Copa do Mundo. Nosso grupo está bem fortalecido, pensando agora em trabalhar e conseguir coisas boas daqui para frente.

Ciente da busca da diretoria por um nome de peso para a camisa 10 e já acostumado com a disputa pela titularidade dentro do grupo, Arthur Maia não desanima. Pelo contrário. Para o camisa 19, a chegada de um novo companheiro seria traria ainda mais qualidade ao elenco rubro-negro.

- Eu penso sempre em mostrar que eu sou um jogador para essa posição. Eu jogo nessa posição. Muitas vezes as pessoas confundem, por eu ser um jogador de velocidade. Mas o meu pensamento é ajudar o Flamengo. Se vier esse jogador (camisa 10) vai ser muito válido, só vai fortalecer a equipe para brigar lá em cima do jeito que a gente está pensado.

Armero, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Nesta segunda-feira, Armero treinou pela primeira vez com os companheiros do Fla (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)


Mesmo sem corresponder às expectativas da torcida no Carioca, o meia lista os motivos pelos quais o torcedor deve ficar esperançoso para o Campeonato Brasileiro: arrancada em 2014, Luxemburgo e novas caras.

- O torcedor deve acreditar pela recuperação que existiu no campeonato passado, pelo treinador que tem, por ter chegado no ano passado e ter conseguido deixar o Flamengo em décimo lugar, com a situação difícil que estava. Com reforços e com o trabalho que vem sendo feito, temos tudo para brigar lá em cima pelo Brasileiro.

O Flamengo estreia na competição nacional no dia 10 de maio, contra o São Paulo. A escolha do mando de campo da equipe paulista definirá o destino da intertemporada rubro-negra entre Atibaia-SP e Brasília.

Atibaia ou Brasília? Flamengo aguarda São Paulo para definir destino de treinos


Flamengo Atibaia (Foto: Ivan Raupp / GloboEsporte.com)O Flamengo retomou as atividades nesta segunda-feira, no Ninho do Urubu, mas parte dos 13 dias de trabalho que se seguem até o começo do Brasileirão serão feitos longe do Rio de Janeiro. Contudo, o destino ainda não está definido. A diretoria aguarda uma definição do São Paulo, primeiro adversário no Campeonato Brasileiro, sobre o mando de campo da partida para escolher entre Atibaia e Brasília.   

As duas opções do Rubro-negro são simples. Caso o São Paulo mande o jogo no Morumbi, a delegação parte para Atibaia. O Flamengo fez a preparação para o Campeonato Carioca na cidade do interior paulista. Se o Tricolor vender o mando, a partida pode ser disputada no Mané Garrincha, em Brasília, fazendo com que a diretoria mudasse o local de preparação para a capital do país.   

No primeiro dia de trabalho, Armero foi a principal novidade do treinamento, o primeiro com os novos companheiros. Após sofrer com muitos jogadores lesionados no Estadual e com atletas ainda longe da forma física ideal, a comissão técnica aposta em um período intenso de recuperação e entrosamento.   

Flamengo e São Paulo estreiam no Brasileirão no dia 10 de maio, ainda sem local definido, às 16h (de Brasília).

Icasa enfrenta Flamengo em partida amistosa no Estádio Romeirão



Romeirão, estádio, Juazeiro do Norte, entrada (Foto: Juscelino Filho)Se o desembarque do Flamengo no sertão cearense já causou movimentação no Cariri, imagina ver os atletas de tão longe em campo. Próximo a estrear na Série C do Campeonato Brasileiro, Icasa enfrentará o Flamengo em uma partida amistosa no próximo sábado (2), às 19h30, no Estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte.

O jogo foi contratado pela MF Granados e servirá às equipes como preparação para o Campeonato Brasileiro. Uma parceira entre os times que pretende viabilizar o empréstimo de jogadores do Flamengo ao Icasa também foi firmado.

O Icasa se prepara para o Campeonato Brasileiro, já que no estadual parou nas semifinais, depois de derrota para o Fortaleza. O Flamengo também ficou nas semifinais do Carioca, eliminado pelo rival Vasco, e se prepara para a Série A do Brasileiro.

Fim de folga: Flamengo se reapresenta com lateral Armero em treino físico

Foram quatro dias de folga. Após a vitória contra o Salgueiro, por 2 a 0, e vaga garantida na terceira fase da Copa do Brasil, os jogadores do Flamengo ganharam um descanso. Nesta segunda-feira, sem a presença do treinador Vanderlei Luxemburgo, o grupo se reapresentou no Ninho do Urubu, com uma novidade: Pablo Armero. O colombiano fez o seu primeiro trabalho com os novos companheiros.

Armero treino Flamengo Ninho do Urubu (Foto: Pedro Martins/Agif/Estadão Conteúdo) 
Armero faz seu primeiro trabalho com o grupo do Flamengo (Foto: Pedro Martins/Agif/Estadão Conteúdo)
 
 
 

Treino Flamengo Ninho do Urubu (Foto: Igor Rodrigues/GloboEsporte.com)Foi tranquilo o retorno do Flamengo aos treinamentos. Após trabalho na academia, alguns jogadores deram voltas no gramado, intensificando a parte física. Após trabalhos leves na quinta-feira, Armero conheceu os jogadores do elenco e também suou a camisa. Foi o primeiro dia dos 13 restantes até a estreia no Campeonato Brasileiro, contra o São Paulo. A diretoria aguarda a definição do clube paulista do local da partida para confirmar a intertemporada em Atibaia, local onde o clube se preparou no início do ano.

Após a eliminação na semifinal do Campeonato Carioca, os jogadores mudam o foco para a competição nacional. O Flamengo volta a treinar no Ninho do Urubu ainda nesta segunda-feira, às 16h.




Treze dias para ajustes: Flamengo esquece o Carioca e inicia maratona

 

As reclamações referentes à arbitragem do segundo jogo com o Vasco, pela semifinal do Campeonato Carioca, não ofuscaram, para o treinador Vanderlei Luxemburgo, a necessidade de correções de erros no time do Flamengo. Se no início do ano as expectativas sobre o desempenho do Rubro-Negro no estadual eram grandes, a reta final na competição - empate sem gols com o Nova Iguaçu, empate e derrota para o arquirrival, também sem balançar as redes, - ligou o alerta de preocupação do comandante e da diretoria do clube.

A vitória por 2 a 0 sobre o Salgueiro, na segunda fase da Copa do Brasil, que eliminou o jogo de volta, deu certo ânimo à equipe. Agora, após quatro dias de folga, o elenco se reapresenta para iniciar um período de 13 dias de treinamento intensivo. Nessas duas semanas antes da estreia contra o São Paulo no Campeonato Brasileiro, Luxa pretende fazer ajustes no time. Com a aparente consciência de que a maratona será importante, os jogadores parecem empolgados. Um deles é Wallace. O capitão frisou que o Flamengo precisa retomar a confiança.

- Não acho que essa reta final do Campeonato Carioca nos atrapalhe na disputa do restante da temporada. Mas acaba tirando a confiança. Nós temos a consciência de que perdemos muito mais por demérito nosso do que propriamente mérito das equipes adversárias. Que tudo isso sirva de lição para não cometermos os mesmos erros no Campeonato Brasileiro. Esse período vai ser bom, vamos corrigir erros e nos fortalecer. Fortalecer os acertos que tivemos. Vamos rever muitas coisas. Temos que aproveitar - disse Wallace.

Arthur Maia não foge à opinião do zagueiro capitão. O meio-campo, que vem recuperando espaço na equipe após um período afastado por lesão e marcou um dos gols na vitória sobre o Salgueiro, destacou a importância de ter a tranquilidade para trabalhar, mas com intensidade forte.

- É muito importante para dar confiança ao grupo depois da eliminação ruim no Campeonato Carioca. Ganhamos esse tempo de preparação para o Campeonato Brasileiro, e isso vai ser essencial. Serão dias de preparação em que a nossa equipe terá tranquilidade para trabalhar bastante e chegar forte ao Brasileiro - afirmou Arthur Maia.

O período servirá, além dos ajustes, para o entrosamento dos recém-chegados Almir e Armero com o grupo rubro-negro. O meia estreou diante do Salgueiro, mas afirmou que precisa de mais alguns dias de treinamento para atingir a forma ideal. O colombiano, na última quinta-feira, realizou trabalhos leves e segue as orientações da preparação física.

No inicio da semana que vem, está prevista a ida para Atibaia, mesmo local da pré-temporada deste ano, onde farão uma semana de treinamentos. Há ainda a possibilidade de um amistoso entre Flamengo e Fluminense. Se o jogo for confirmado, a data da viagem pode ser alterada. 

A estreia no Brasileirão acontece no dia 10 de maio, um domingo, no Morumbi, contra o São Paulo. A partida será realizada às 16 horas (de Brasília).

domingo, 26 de abril de 2015

Angústia fica para trás, e Arthur celebra volta da titularidade com gol

Titular pela primeira vez desde que se recuperou de um desconforto muscular na coxa esquerda, Arthur Maia abriu o placar na vitória por 2 a o sobre o Salgueiro e ajudou o Flamengo a se classificar para a terceira fase da Copa do Brasil, evitando o jogo de volta contra o time pernambucano. O meia está retomando a boa forma aos poucos e ganhou confiança com o gol da última quarta-feira.

- Foi um momento muito importante para mim. Me deixou muito feliz por ter voltado a começar jogando e ter ajudado a equipe a conseguir a classificação - disse ao GloboEsporte.com.

Arthur vinha sendo titular do Flamengo no início da temporada, mas perdeu a posição pouco antes de se machucar. Ele ficou no departamento médico por mais de um mês. O momento foi complicado para o jogador.



Arthur Maia, desembarque, Rio de Janeiro, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)Arthur Maia sente que o momento é de levantar voo na Gávea (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)

- É sempre difícil para qualquer jogador ficar no departamento médico. Eu particularmente fiquei muito angustiado com isso, sem poder ajudar os companheiros. Mas graças a Deus está tudo bem. Estou podendo fazer o que mais amo. Esse jogo foi importante para eu readquirir a confiança com o gol. Agora, a gente vai ter um tempo grande de trabalho para começar bem o Brasileiro.

O clube da Gávea fará uma intertemporada de uma semana, provavelmente em Atibaia-SP, antes da estreia no Campeonato Brasileiro, contra o São Paulo, no dia 10 de maio. Arthur Maia espera usar esse tempo para recuperar de vez seu lugar na equipe, mas sem esquecer o espírito coletivo.

- O jogador quer estar sempre jogando. Comigo não é diferente. Sempre deixei claro que quero fazer o meu trabalho para poder ser útil ao Flamengo. O Vanderlei sabe bem o que vai ser melhor para o time o grupo. O importante é estar todo mundo pronto para poder ajudar quando ele precisar.

sábado, 25 de abril de 2015

São José bate Flamengo no Rio para empatar a série



Eram os mesmos times em quadra, mas na tarde deste sábado, a atitude de São José era definitivamente outra. O time do interior paulista não baixou a guarda após a derrota por 23 pontos no jogo 1 das quartas de final do NBB e, com uma forte defesa, neutralizou a equipe do Flamengo para vencer por 82 a 76 no ginásio do Tijuca e empatar a série em 1 a 1. Agora, São José jogará as duas próximas partidas em casa, na terça e na quinta-feira da próxima semana. O time que chegar a três vitórias avança às semifinais.

- O mais importante foi a nossa postura o jogo inteiro, que no primeiro jogo não tivemos. Eles são favoritos e temos que jogar como time pequeno, que corre atrás e dá o sangue. Melhoramos nossa defesa e conseguimos a vitória. Mas não está nada ganho. Todo mundo conhece o Flamengo, tem ótimos jogadores, foi uma vitória muito importante, mas não podemos diminuir o ritmo de jogo - dissê o pivô Caio Torres, campeão pelo Flamengo na temporada 2012/2013.

Do lado carioca, Marquinhos reconheceu que a equipe falhou nos momentos mais importantes:

- Tínhamos que jogar mais com o físico, voltamos melhor nesse aspecto, mas erramos algumas bolas em lances decisivos , eu e outros jogadores, e eles acertaram as bolas nas horas decisivas.

 
O jogo

Empolgado pelos torcedores, que cantavam sem parar, o Flamengo começou com tudo a partida deste sábado. Apesar da dianteira de quatro pontos logo no início - Meyinsse e Olivinha pontuaram - , logo a afobação entrou em cena. Erros sucessivos fizeram o Fla ser surpreendido na reposição defensiva. Exemplo disso foi quando, no arremesso de três pontos errado por Benite, Laws aproveitou o contra-ataque e colocou os visitantes pela primeira vez à frente (9 a 7). Aos poucos, o Flamengo foi recuperando o controle do jogo, mas o São José não aliviava na marcação. No fim do primeiro quarto, Benite precisou fazer uma bela jogada individual na zona morta para deixar o time da casa na liderança (21 a 20).

São José não diminuiu o trabalho defensivo, forçando os rubro-negros a cometer diversos erros de passe e até mesmo nem acertarem o aro nos arremessos, caso de Marcelinho. A gota d’água para o técnico José Neto foi na metade do quarto, quando o time paulista abriu quatro pontos de frente (28 a 32). Mal sabia ele que o papo não adiantaria muito. Após Gegê errar um passe na boca do garrafão, Dedé fez a bandeja. Em seguida, Renan anotou uma grande cravada depois de um passe de costas de Betinho, aumentando a vantagem paulista (38 a 31). O Flamengo ameaçou uma reação com duas roubadas de bola que resultaram em quatro pontos de Benite (35 a 38), mas São José trabalhou bem a bola nos dois últimos minutos. Deu até para Dedé acertar o tiro de três pontos para dar uma boa folga no placar aos visitantes (41 a 35).

No retorno para a partida, o Flamengo demorou para dar sinais de que poderia conseguir a virada. O São José continuava marcando bem e mantinha a vantagem. O problema foi quando passou a também errar demais no ataque. Assim como os rivais fizeram durante todo o primeiro tempo, os jogadores rubro-negros aproveitaram os contra-ataques até, nas mãos de Olivinha, alcançar o empate (46 a 46) e, com Meyinsse e Marquinhos, a virada (50 a 49) faltando três minutos para o fim do período. Os times se alternaram na dianteira, e o placar entrou no último quarto empatado em 57 a 57.

Durante pouco mais de três minutos, o São José ficou à frente. Convertendo dois lances livres, Benite recolocou o Fla em vantagem (63 a 62). Mais uma vez, as duas equipes se alternavam na ponta, por um ou dois pontos de vantagem. No minuto final, Laws converteu da linha de três para os visitantes, e Marquinhos deu o troco na mesma moeda, deixando o Flamengo na frente (75 a 74).

Para estragar a alegria da torcida carioca, o ex-rubro-negro Caio Torres brilhou no momento decisivo. Recebeu no garrafão, fez a cesta, sofreu a falta e converteu o lance livre mesmo debaixo de muita vaia (75 a 77). Faltavam 33 segundos para o estouro do cronômetro, e Marquinhos desperdiçou um lance livre de dois cobrados. Em seguida, Caio Torres converteu mais dois, deixando o São José na boa (79 a 76). Herrmann errou a tentativa para três que poderia empatar a partida,  e o time paulista ainda anotaria mais três pontos em lances livres para selar o triunfo por 82 a 76.


Em jogo de tempos distintos, Fla e Bota empatam na final da Taça GB


Botafogo e Flamengo empataram em 2 a 2 no primeiro jogo da decisão da Taça Guanabara Sub-20, disputado neste sábado, no Engenhão. Após uma etapa inicial muito fraca, rubro-negros e alvinegros protagonizaram um segundo tempo eletrizante. Lima e Vinícius Tanque anotaram para o Glorioso, enquanto Cafú e Thiago Santos marcaram os gols do Fla.

A exemplo do que ocorre na decisão entre os profissionais, o melhor colocado na Taça Guanabara antes das fases de mata-mata tem a vantagem dos dois empates. Assim, o Flamengo joga por um empate no próximo sábado, às 15h, na Gávea, para levantar o caneco. A diferença em relação à categoria principal é que não houve finais da Taça GB, e o critério anteriormente citado será aplicado nas partidas que apontarão o Campeão Carioca. Nos juniores, ainda haverá a disputa da Taça Rio, que indicará o outro finalista da competição.

Matheus Sávio, flamengo x botafogo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado, pelo duelo de volta da decisão (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
 
Disposição os times mostraram desde o início do jogo. Mas o primeiro tempo não reservou grandes emoções aos espectadores que compareceram ao Nilton Santos. O Botafogo levou mais perigo. Lima, Leandro e Tanque movimentavam-se bem, e Moraes animou a torcida alvinegra quando recebeu uma falta quase em cima da linha da grande área - nenhuma jogada de muito perigo, porém. Enquanto isso, o Rubro-Negro apostava na parceria Matheus Sávio e Jajá. Eles, porém, também não conseguiram levar grandes sustos ao adversário.

Se a etapa inicial foi morna, a segunda começou sem tempo para desatenções. Logo aos quatro minutos, Lima subiu por trás da zaga rubro-negra para aproveitar cruzamento da direita e abrir o placar. Os jogadores alvinegros não tiveram muito tempo para comemorar. Cinco minutos depois, o gol de empate do Flamengo - em um lance parecido, mas desta vez da esquerda: Cafú aproveitou a brecha na defesa para deixar tudo igual. O Rubro-Negro cresceu demais na partida, dando muito trabalho a Saulo. Aos 39, conseguiu a virada. Thiago Santos, aproveitando-se de falha infantil de Emerson, marcou. Já nos acréscimos, quando tudo se encaminhava para a vitória flamenguista, Vinícius Tanque fez jus ao apelido e, como um autêntico centroavante, subiu mais que todos para empatar e dar números finais ao duelo.

Nos bastidores, Flamengo costura contratação de Petros, do Corinthians




Petros jogou 11 partidas: 663 minutos em 2015 (crédito: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)Pensando também na composição do elenco, a diretoria do Flamengo está costurando a contratação de Petros, do Corinthians. O jogador, que atua tanto como volante como meia, é visto como uma peça primordial para o futuro do Rubro-Negro na temporada. Isso porque o técnico Vanderlei Luxemburgo entende que ele pode exercer três ou quatro funções no time e isso o facilitaria na montagem do novo esquema.

Em um primeiro momento, o Flamengo tentou o empréstimo de Petros, mas hoje cogita até mesmo comprar o jogador. O Corinthians, em julho do ano passado, gastou cerca de R$ 3 milhões para comprar 50% do jogador. A ideia inicial é pagar um pouco menos do que esse valor por ele nesta temporada.

Petros funciona como um terceiro homem de meio de campo no esquema idealizado por Luxemburgo. A ideia é que ele exerça função parecida com a que desempenhava Elias no esquema de Jayme de Almeida. Não como um volante tal qual Márcio Araújo e nem um meia como Everton.

Vale lembrar que o Rubro-Negro já tinha feito uma consulta por Petros no início do ano, mas a negociação não andou.

Flamengo sonha em ter time para disputar próxima edição da Superliga


Alexandre Póvoa em inaguração de ginásio (Foto: flamengo; alexandre povoa)

Em um projeto que visa reformular vários esportes olímpicos do clube, a diretoria do Flamengo trabalha a possibilidade de montar uma equipe para disputar a Superliga de vôlei. Vice-presidente de esportes olímpicos do clube, Alexandre Póvoa revelou que existe o interesse de o time rubro-negro entrar na disputa já na próxima edição, mas que tudo ainda está no âmbito da conversa. A ideia seria uma parceria com uma equipe existente.

- Nós estamos conversando. Temos muito interesse em já disputar este ano. Têm barreiras de regulamento, uma série de coisas. Estamos conversando com parcerias e com a CBV. Estou otimista. Mas não depende só da gente, não é montar um time e jogar. Se o Flamengo entrar este ano, vai ser para jogar em parceria com algum dos clubes que já existem - disse Póvoa.

Diretor técnico de competições de quadra da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), Ramadés Lattari confirmou o interesse do Rubro-Negro em montar uma equipe para a competição. Segundo o dirigente, a intenção seria começar disputando o torneio masculino para, na temporada seguinte, ser representado também no feminino. 

- É uma espécie de namoro. O Flamengo está com uma política com essa diretoria de ir crescendo aos poucos. Eles procuraram a gente dizendo que tinham conversado com uma outra equipe e queria unir forças para participar da Superliga. O que a CBV pode fazer é dar força porque o acerto depende deles - disse.

Radamés falou sobre a força de ter times de camisa disputando a Superliga, e lembrou casos como o do Cruzeiro, atual campeão.

- Qualquer coisa que possa fortalecer a Superliga é importante. Pelo que tenho escutado, o Taubaté fechou com o São Paulo, já temos o Cruzeiro. Então, acho que o campeonato fica interessante porque vamos ter equipes de clubes, prefeituras, universidades e patrocinadores.

Dos esportes olímpicos do Flamengo, o destaque é o basquete. Atual bicampeão do NBB, a equipe comandada pelo técnico José Neto tem um retrospecto recente vitorioso, sendo campeão da Liga das Américas e da Copa Intercontinental de Clubes, no ano passado. Na atual temporada, o time disputa as quartas de final do torneio nacional. 


Bandeira de Mello participa de jogo de inauguração de campo society

Após a reinauguração do ginásio na sede social na manhã deste sábado, o presidente do Flamengo, Eduardo bandeira de Mello,esteve na inauguração do novo campo society da Gávea. O grupo Pelada Fla-Gávea agradeceu a diretoria pela obra realizada e convidou o presidente rubro-negro para a primeira partida do novo campo. 

Bandeira de Mello disputa jogada  (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Bandeira de Mello disputa jogada durante partida de inauguração do campo society (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Fla-EUA: em parceria com comitê americano, clube reinaugura ginásio


O acordo firmado entre o Flamengo e o Comitê Olímpico Americano começou a ganhar forma. Neste sábado, o clube reinaugurou oficialmente o ginásio Togo Renan Soares-Kanela, na sede social da Gávea. Com presença de ex-atletas de peso do futsal e do vôlei, foi realizada uma cerimônia que marca também a entrega da obra realizada pelo Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC) que fechou uma parceria com o clube carioca para os Jogos Olímpicos de 2016.

A atual diretoria do Flamengo firmou um contrato novo em 2013, rompendo um primeiro que previa apenas o aluguel das instalações. Na nova parceria, ficou estabelecido que os americanos forneceriam recursos para melhorias na infraestrutura, além de trocas de experiência com intercâmbios. O time dos Estados Unidos poderá usar locais da Gávea até a conclusão dos Jogos Paralímpicos de 2016. O investimento é de um pouco mais de 1 milhão de dólares, voltado para o legado.

Flamengo inauguração ginásio A (Foto: Reprodução) 
Vice de Olímpicos, Póvoa, e o presidente Bandeira de Mello na cerimônia deste sábado (Foto:Gilvan de Souza/Flamengo)
 
- O Comitê Americano queria um lugar central, como esse, para treinar em boas condições. Além da força do Flamengo, da torcida do Flamengo no Brasil. Então, eles precisavam, primeiro, melhorar as nossas instalações. Depois, queremos um intercâmbio maior com eles. São os maiores atletas do mundo, queremos trocas de experiências. Não quero só que fiquem aqui e vão embora depois das Olimpíadas, mas que deixem um legado, que meus técnicos possam estar com eles. Dentro deste espírito, o valor do contrato foi triplicado - explicou o vice-presidente de esportes olímpicos do clube, Alexandre Póvoa.

O Rubro-Negro também pretende trabalhar forte no ponto de vista do marketing com essa parceria. A pouco mais de um ano dos Jogos Olímpicos, o vice-presidente de esportes olímpicos espera que a torcida do Flamengo também ''adote'' os atletas americanos durante o período.

Ginásio Togo Renan Soares (Foto: Amanda Kestelman) 
Ginásio Togo Renan Soares será usado pelos americanos em 2016 (Foto:Gilvan de Souza/Flamengo)

- Outro contrato que é interessante para eles (Estados Unidos) é voltado para o marketing. Ou seja, na época das Olimpíadas, vamos fazer a ''Fla-USA'', fazer com que a torcida do Flamengo  se engaje no espírito olímpico americano. Deixou de ser um contrato de aluguel e virou uma parceria grande - disse o dirigente.

Além do ginásio Kanela, que receberá treinos de handebol e vôlei do time americano em 2016, o ginásio de basquete Helio Maurício também já ganhou melhorias que foram entregues no fim do ano passado. Já o centro de lutas está no meio de suas obras. Recentemente, o USOC também decidiu utilizar as instalações do Cláudio Coutinho, espaço dedicado aos treinos de ginástica artística. O Comitê Olímpico do Brasil (COB) também utilizará o local quando seu Centro de Treinamentos, na Arena da Barra, for entregue ao Comitê Organizador dos Jogos.
 
Obras no centro de lutas da Gávea já começaram  (Foto: Amanda Kestelman)- A gente entrou em acordo com eles sobre o Claudio Coutinho. Só falta assinar o contrato. O ginásio já recebeu equipamentos mordemos do COB, vai receber mais da Lei Pelé, e o Comitê Olímpico Americano vai reformar todo o espaço, fazer um ginásio totalmente climatizado. Vai ser um dos melhores do Brasil - disse Póvoa.

De acordo com o dirigente do Flamengo, estima-se que o investimento em legado que o clube receberá com a parceira esteja na casa dos 3 ou 4 milhões de reais. Alexandre Póvoa também ressaltou que os sócios poderão continuar frequentando o clube mesmo no período em que os atletas americanos estiverem treinando no local.

O evento deste sábado também contou com a presença do presidente Eduardo Bandeira de Mello. As ex-jogadores de vôlei Isabel e Jaqueline foram homenageadas dando nome ao novo vestiário feminino do ginásio reformado. O ex-atleta Nalbert e os e ex-jogadores Julio Cesar Uri Gueller e Adílio, que iniciaram suas carreiras no futsal, também fizeram parte da festa.

Marcus Vinicius Freire, diretor executivo de esportes do COB, foi um dos ex-atletas homenageados que participaram da cerimônia nesta sábado. Ex-jogador de vôlei, ele se mostrou satisfeito tanto com as obras do ginásio destinado ao esporte quanto com o andamento da parceira entre o USOC e o Flamengo.

- A gente começa a ver de imediato que as Olimpíadas estão chegando aí. Nós comemoramos há pouco tempo 500 Jogos, agora já vemos os investimentos feitos pelos comitês estrangeiros e que vão ficar de legado para o Brasil. Hoje estou aqui feliz da vida de ver um ginásio, que não é o melhor dos mundos, mas é muito melhor do que quando meu filho foi embora para os Estados Unidos, porque não tinha onde treinar aqui no Rio - celebrou.

Jaqueline Isabel Flamengo (Foto: Amanda Kestelman) 
Jaqueline e Isabel dão nome ao novo vestiário do ginásio Togo Soares (Foto:Gilvan de Souza/Flamengo)

Desequilíbrio muscular é a causa das lesões de Paulinho, diz médico do Flamengo


Paulinho, lesão, Flamengo (Foto: ANDRÉ MOURÃO / AGÊNCIA ESTADO)
Um dos jogadores mais queridos pela torcida rubro-negra, Paulinho não tem conseguido emplacar uma sequência de jogos pelo Flamengo neste ano. Fez apenas seis partidas na temporada, todas entrando no segundo tempo. O atacante tem frequentado o departamento médico com assiduidade por conta de seguidas lesões. A primeira, a mais grave, ocorreu em setembro do ano passado, e ele precisou passar por uma cirurgia no ligamento cruzado anterior do joelho direito. Entregue à preparação física no começo de 2015, Paulinho foi tratado com calma pelo clube e só voltou a jogar no começo de março. Mesmo assim, voltou a sofrer com a parte física e já sentiu a coxa direita em duas oportunidades.

Neste momento, o camisa 26 está tratando um edema grau 1 no músculo posterior da coxa direita. Médico do Fla, Márcio Tannure explicou que Paulinho perdeu massa na perna direita e teve um desequilíbrio muscular por conta da primeira lesão, fato que garantiu ser normal. E é essa a razão para os problemas em sequência.

- O que acontece com o Paulinho não é incomum se pegar o histórico dos atletas que vêm de cirurgia no cruzado. O cara que faz essa cirurgia perde muita massa, e cria-se um desequilíbrio muscular. Até que essa musculatura volte a estar equilibrada é comum que ocorram pequenas lesões. Ele particularmente está pior porque já não tinha muita musculatura, sofre mais ainda. Os jogadores que têm um equilíbrio muscular melhor sofrem menos com isso. Mas a grande maioria dos que fizeram cirurgia de cruzado tem esses casos no início.

Ainda segundo Tannure, o jogador ainda não tem previsão de volta. Tudo depende de como ele vai reagir ao tratamento. Além dele, o departamento médico do Flamengo conta apenas com Nixon atualmente. O atacante passou por cirurgia no tendão patelar do joelho esquerdo em março e se recupera no prazo esperado. Também não tem previsão de retorno.

Três jogadores foram entregues à preparação física nos últimos dias: Canteros se recuperou de um estiramento do ligamento colateral medial do joelho esquerdo e é o mais avançado para voltar a jogar; Cáceres melhorou de um problema no quadril; e Samir se livrou de uma lesão no músculo adutor da coxa direita.

O Flamengo está de folga até domingo, com exceção desses cinco atletas, que seguem treinando à parte ou no DM, e terá duas semanas para se preparar para o Campeonato Brasileiro. A primeira semana terá atividades no Ninho do Urubu, sendo que em três dias de forma integral, e depois o grupo viajará para uma intertemporada. O destino mais provável é Atibaia-SP. A estreia no Brasileirão está marcada para 10 de maio, às 16h (de Brasília), contra o São Paulo, no Morumbi.

Bandeira de Mello diz que decisão de Fla-Flu amistoso pode sair em breve



Eduardo Bandeira de Mello Flamengo, coletiva, FERJ (Foto: Uanderson Fernandes / Ag. Estado)A chamada “final moral” do Campeonato Carioca pelos torcedores de Flamengo e Fluminense pode estar próxima de acontecer. Após as eliminações das duas equipes e as polêmicas com a Federação de Futebol do Rio de Janeiro, o presidente Eduardo Bandeira de Melo confirmou que o Fla-Flu amistoso poderá sair do campo das ideias e partir para dentro das quatro linhas nas próximas horas.

- Nós estamos trabalhando nessa possibilidade. A ideia é que seja fora do Rio de Janeiro. Acho que nas próximas horas, no máximo até amanhã, a gente já deve ter uma novidade sobre a realização desse amistoso.

Vale lembrar que para esse amistoso acontecer, Fla e Flu precisam do aval da FERJ e que a sua realização sem a permissão da Federação poderá acarretar em multa para as duas equipes.

Ainda sobre a polêmica semifinal entre Flamengo e vasco, o presidente vascaíno Eurico Miranda, deu declarações afirmando que “o respeito voltou” à São Januário após a classificação dos vascaínos para a final do Campeonato Carioca. Evitando entrar em polêmicas, Bandeira de Mello afirma que o Vasco precisa ser respeitado assim como qualquer outra equipe.

- Você tem que perguntar pra ele. Acho que o vasco é um adversário tradicional que merece respeito. Tenho amigos torcedores do vasco que eu sempre respeitei e sou respeitado. Acho que o respeito é uma via de mão dupla. O vasco tem que ser respeitado assim como qualquer outro clube.

Enquanto a decisão da realização do amistoso contra o Fluminense não sai, a equipe de Vanderlei Luxemburgo segue a sua preparação para a estreia do Campeonato Brasileiro, dia 10 de maio, contra o São Paulo, no Morumbi.

Taça Guanabara Sub-20: Bota e Flamengo começam decisão com desfile de joias


Times de melhor campanha no Campeonato Carioca Sub-20, Flamengo e Botafogo começam neste sábado, às 17h, a decidir a Taça Guanabara, no Engenhão. Apesar de valer o título do primeiro turno do estadual da categoria e de quebra em cima de um arquirrival, a disputa pelo caneco na base acaba ficando em segundo plano para o interesse na formação e teste das promessas. O GloboEsporte.com acompanha a partida em tempo real

Os dois times entram em campo recheado de jogadores que já tiveram oportunidades no elenco principal, alguns com certo destaque: caso de Matheus Sávio e Dierson. Entretanto, uma das maiores atrações encontra-se lesionada: Douglas Baggio, artilheiro da competição com 16 gols, está fora com um problema no tornozelo direito.

Atento às promessas, o GloboEsporte.com destaca as joias que merecem olho vivo:

Jorge, lateral-esquerdo(seleção)

Jorge, Flamengo x Bangu (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)O único entre os participantes da final que foi recentemente convocado para a Seleção de base. Lateral-esquerdo de 19 anos, Jorge aparece como um jogador com bom poder de apoio e conclusão. Prova disso são os os quatro gols marcados pelo jogador neste estadual. Foram três contra o Boavista, na primeira fase, e o gol de empate na segunda partida de semifinal contra o vasco.

Jorge foi relacionado em algumas oportunidades para o time principal. Entretanto, foi utilizado apenas uma vez, no Carioca do ano passado no empate contra o Bangu. Na ocasião, o lateral entrou na segunda etapa.







Vinicius tanque, atacante

Vinicius Tanque, atacante do sub-20 do Botafogo (Foto: Divulgação)Ninguém marcou mais gols no Botafogo do que o atacante de 20 anos. Tanque é o vice-artilheiro do Campeonato Carioca Sub-20, com 15 gols - o líder é Douglas Baggio, do Flamengo, que tem 16. Com porte físico avantajado, o atacante faz deste quesito seu principal trunfo dentro de campo.

Promessa das categorias de base do Glorioso, o jogador teve apenas uma chance na equipe profissional até então: foi relacionado para a partida contra o Goiás, no Campeonato Brasileiro do ano passado, mas sequer entrou em campo. Neste sábado, é a principal esperança de gols do time do técnico Maurício de Souza.








Matheus sávio, meio-campo(seleção)


Matheus Sávio, Flamengo x Nacional (Foto: André Durão)Este jovem meio-campo tem apenas 18 anos e é tratado como um joia dentro do Flamengo. Na torcida também. Tanto que um grupo intitulado "Flamengo da Nação" ajudou a comprar parte dos direitos federativos do atleta.

Veloz e habilidoso, Matheus Sávio tem sido utilizado na equipe principal, onde já marcou três vezes em cinco jogos neste ano. Um deles, inclusive, na vitória contra o Fluminense. No Carioca Sub-20 divide a criação ao lado do também badalado Jajá. Marcou outros três gols pelo estadual da categoria de base. Antes disso, o meio-campo já havia sido o grande nome da equipe na conquista do Torneio Otávio Pinto Guimarães no ano passado.






Dierson, volante

Dierson Botafogo treino (Foto: Vitor Silva / SSPress)O volante de 19 anos é bem conhecido pela torcida botafoguense. Com a chegada de Renê Simões, ele passou a figurar na equipe profissional e fez sua estreia no Campeonato Carioca deste ano, na vitória sobre o Tigres. O menino também atuou no jogo seguinte, contra o Resende, e foi relacionado para outras quatro partidas. 

No Campeonato Carioca Sub-20, Dierson marcou apenas um gol. Porém, o volante se destaca em campo pela entrega na marcação e também na qualidade do passe.







Ataque x defesa

O Flamengo aparece com a melhor campanha e é o único invicto na competição até o momento. Foram 10 vitórias e quatro empates em 14 jogos. O Rubro-Negro tem também o ataque mais positivo do torneio com 46 gols. Porém, é justamente neste setor que o time tem o seu maior desfalque para a partida: o atacante Douglas Baggio não joga por conta de uma lesão.

- O grande objetivo da base é formar o atleta para o profissional. Uma final envolve muitas variáveis que somente aquele momento dará ao atleta e irá contribuir na sua formação. Até agora, na minha opinião, conseguimos ser competitivos e também apresentando um bom nível de jogo. Estamos querendo manter essa filosofia também nesses dois jogos. Entendo que, dessa forma, estaremos mais perto do que queremos. Jogar bem irá nos aproximar desse objetivo - afirmou o técnico do Flamengo, Zé Ricardo, que recentemente rejeitou um convite para a Seleção Sub-15 para permanecer no comando da equipe.

O Botafogo fez a segunda melhor campanha na fase de grupos. E, se o adversário tem o melhor ataque, o Alvinegro tem a defesa menos vazada da competição: apenas oito gols sofridos. O técnico Maurício de Souza tem dois desfalques para a partida. Suspensos por terem sido expulsos na partida de semifinal contra o Fluminense, o lateral-direito Diego e o atacante Luiz Henrique não jogam. Entram, respectivamente, Erick e Leandro.

- Acho que o mais importante é o clube ter filosofia na maneira de jogar, construir a maneira de jogar. E, dentro desta maneira de jogar, buscar ganhar títulos. Claro, existem as variações, tudo pode acontecer durante a partida. Mas o mais importante, na minha opinião, sem dúvidas é a filosofia de jogo. E que siga o padrão do clube. Dentro da filosofia, temos que buscar ganhar. Acho que não precisa dissociar a formação da vitória. Você pode formar e vencer - disse o técnico Maurício de Souza.



Vice diz que Flamengo já tem investidor para Maracanã: "Poderia assumir amanhã"


O Governo do Estado e a concessionária do Maracanã negociam um reequilíbrio do contrato de concessão, afetado diretamente pela decisão de não demolir o Célio de Barros e o Júlio de Lamare, que dariam lugar a um estacionamento e um shopping. O Flamengo acompanha de perto o caso e seu vice-presidente de finanças, Rodrigo Tostes, garante, em entrevista ao GloboEsporte.com: o clube já tem um investidor, poderia assumir a arena "no dia seguinte" e não pretende renovar o contrato - que vai até o fim de 2016 - para atuar no estádio nos termos atuais. O cartola afirma que o atual modelo de negócio do Maracanã não é viável, nem para a concessionária, nem para os clubes, e alega que falta, na gestão do estádio, "gente que entenda do negócio". O prazo estipulado para o clube saber o que vai fazer - se terá chance de administrar o Maracanã em algum momento ou terá de buscar estádio próprio - é o fim deste ano.

Há, porém, um grande obstáculo para as pretensões do clube a curto prazo. A concessionária também fará a obra olímpica no complexo, já demonstrou intenção de manter a concessão e a devolução imediata do Maracanã provocaria uma nova licitação, criando um alto risco de atraso nos trabalhos, tudo o que o governo quer evitar. O secretário estadual da Casa Civil, Leonardo Espíndola, já afirmou que pretende resolver a questão com a concessionária até maio.

A empresa entregou em fevereiro a sua proposta para equilibrar o contrato de concessão e ainda não houve uma resposta. Mas a preocupação do governo ficou nítida com a intervenção nos bastidores para que fosse solucionado pelo menos em parte, o impasse dos preços dos ingressos no Campeonato Carioca. Havia risco, com a briga, de o Maracanã ficar sem jogos do torneio, o que levaria a concessionária a ter prejuízo com o estádio parado e afetaria diretamente a conta para que a empresa permaneça até 2016 e conclua a obra para as Olimpíadas.

Flamengo x Vasco Maracana (Foto: Richard Souza / globoesporte.com) 
Custos do Maracanã são alvo constante de críticas dos clubes cariocas (Foto: Richard Souza / globoesporte.com)
 
Apesar de assegurar não ter problemas em assumir a gestão do Maracanã sozinho, Tostes diz que o Flamengo não fecha portas para ter outros clubes ao seu lado. Ele defende também o fim da proibição da venda de bebidas alcoólicas nas arenas, o que alega trazer mais prejuízos do que benefícios para a segurança e, claro, para os cofres.

Confira a entrevista de Rodrigo Tostes ao GloboEsporte.com:

 O Flamengo nunca imaginou jogar com custos tão altos. A gente recebe a planilha, mas não sabe exatamente de onde vêm aqueles custos todos. O que digo e repito é: se houver interesse, de qualquer um dos entes, o Flamengo está pronto para pegar o Maracanã no dia seguinte. Poderia assumir amanhã.
Rodrigo Tostes, vice de finanças do Flamengo

GloboEsporte.com: Como fica essa questão do Maracanã, esse acordo? Não é só o Flamengo que reclama dos custos...

Rodrigo Tostes:
O que vejo do Maracanã é o seguinte: todo mundo reclama. O Maracanã, o Fluminense, o Flamengo, então acho que tem de ser pensada uma nova estratégia. O consórcio tinha no seu plano de negócios um shopping, um estacionamento, fazer daquilo um complexo, hoje não conseguiu mais fazer, então reclama. O Flamengo nunca imaginou jogar com custos tão altos. A gente recebe a planilha, mas não sabe exatamente de onde vêm aqueles custos todos. Existe uma estrutura muito grande criada no entorno do Maracanã. Acho que não faz sentido o Maracanã voltar para o governo, que tem outras prioridades. O que digo e repito é o seguinte: se houver interesse, de qualquer um dos entes, o Flamengo está pronto para pegar o Maracanã no dia seguinte. Poderia assumir amanhã. O Flamengo já tem estratégia, estrutura para ter um investidor por trás, ser o administrador do estádio.

Sozinho?

Sozinho. Ou com outros parceiros que queiram entrar. Não foi possível fazer isso na outra licitação porque não foi permitido. A gente deu passos muito grandes e deu provas nesses últimos anos de que tem competência e, mais do que isso, um processo publicado mostrando que temos condição de administrar qualquer estádio do Brasil. Os modelos que vejo em todos os lugares não deram certo sem participação de clube. Você vender um Flamengo jogando no Maracanã por 30 anos, tem um apelo completamente diferente de contratos de curto prazo. Se for a casa do Flamengo, o potencial de receita que traz para quem estiver investindo com o Flamengo é muito maior.
Rodrigo Tostes, vice de finanças do Flamengo (Foto: Ivan Raupp)Ou seja, do jeito que está o Flamengo não tem interesse em um contrato mais longo?

De jeito nenhum. Mas nem... De jeito nenhum. Pelos custos que o Flamengo vê hoje no Maracanã... O Flamengo não acredita que o estádio seja viável, que alguém, com esse modelo que está hoje, vá investir nele. Agora, se houver uma nova tentativa de colocar os clubes como parte do negócio, buscar mais eficiência, o Maracanã é totalmente viável. Dizer que o Maracanã não é viável não é correto. O que falta ali é gente que entenda do negócio e que faça ali o modelo de negócio para aquilo que pode ser feito. Eu não posso colocar ingresso a R$ 20, R$ 30, botar um tapete vermelho e servir caviar. Isso não pode ser feito. Tem de ser discutida também a volta da venda de bebida alcoólica. É um perigo muito maior do que vender lá dentro, todo mundo entra faltando cinco minutos para o jogo, bebem lá fora, bebem rápido, bebem mais que o necessário, e isso é uma perda de receita cavalar para quem administra o estádio, 70% da receita de bar vem de bebida alcoólica, isso tem de ser repensado. Já pode na Fonte Nova, por que o Rio não está acompanhando isso? Essa discussão precisa ser feita.

Existe alguma previsão para o Flamengo ter um estádio próprio?

A gente está buscando, e não é de hoje. Só que a vida é feita de prioridades. A gente tinha que fazer uma série de ações dentro e fora do clube nesses dois primeiros anos. Apareceram "n" propostas de negócios para o Flamengo, como terrenos na Barra da Tijuca, terrenos em Duque de Caxias-RJ, entre outros, mas a modelagem econômica nunca fechou. O Flamengo não vai fazer um negócio que o endivide nos próximos 20 anos e não lhe dê uma possibilidade de receita. Agora a gente pensa que precisa buscar um modelo. Mas tudo depende do Maracanã. Mantendo a atual situação, com contrato com o Maracanã, é urgente que o Flamengo precisa de um estádio para 40, 45 mil pessoas. Essa é a ideia, e o Flamengo passa a jogar alguns jogos no Maracanã. Qual a viabilidade econômica do Maracanã sem o Flamengo? Não sei. Isso não é problema nosso, e sim de quem administra o estádio. Essa é uma realidade. Ponto dois: o Flamengo passa a administrar o Maracanã com "x", "y" e "z". É uma outra necessidade de estádio, de um estádio pequeno. Hoje isso já está claro, e há algum tempo não estava. O nosso prazo é tomar essa decisão até o final do ano. Até o fim do ano a gente tem que ver se vai ter oportunidade de algum dia poder administrar o Maracanã. Precisamos saber para onde vamos.

O contrato do acaba em 2016. Há alguma conversa para renovação?

O que a gente sabe que existe é uma conversa do Maracanã com o Governo do Estado para tentar encontrar uma solução, seja lá qual for. O que posso dizer claramente em relação ao Maracanã é o seguinte: o Flamengo já oficializou, foi formalmente dizer ao governador que está pronto para pegar o Maracanã no dia seguinte se o consórcio vier a entregar o estádio. Já tem estrutura pronta, parceiro pronto, que sabe administrar o estádio. Já tem alguém para investir. Se tiver uma eventual saída da concessionária, temos a estratégia pronta. Se o Governo do Estado quiser, o Flamengo assume o Maracanã no dia seguinte. Logicamente tem algumas condições. O Flamengo não pode absorver nenhum dos passivos que estão vindo desse contrato. Mas estaria pronto.

Como seria essa administração? Uma empresa administraria para o Flamengo?

Seja qual for o modelo societário, o Flamengo é parte da organização. Se vai ter o Flamengo e mais alguém isso não está absolutamente fechado. Mas o Flamengo já tem uma empresa parceira para administrar o estádio, já tem empresa parceira para fazer o financiamento de todos os investimentos que precisarem ser feitos. Esse é o modelo negócio: o Flamengo com o conteúdo, alguém administrando o estádio e um parceiro investidor.