Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Com Mancuello e ex-pivô da NBA na torcida, Flamengo bate o Paulistano


Apesar de o público ter sido apenas razoável no ginásio do Tijuca, dois personagens do esporte chamaram a atenção dos rubro-negros. Se Mancuello, novo reforço do time de Muricy Ramalho, tirava uma foto atrás da outra, Roony Turiaf, ex-pivô de Los Angeles Lakers, Golden State Warriors, New York Knicks, entre outras equipes da NBA, a liga americana de basquete, era assediado por quem realmente conhece do assunto. Amigo de JP Batista – os dois estudaram juntos na Universidade de Gonzaga, nos EUA -, o francês de 2,08m vibrava a cada cesta do Flamengo, mas sabia que a coisa não estava das melhores. Se desta vez a atuação rubro-negra não encheu os olhos dos ilustres torcedores, pelo menos serviu para ampliar a série invicta dos donos da casa. Num jogo fraco tecnicamente, o atual tricampeão venceu por 75 a 65 (33 a 33), chegou à 10ª  vitória consecutiva e manteve a liderança isolada do NBB 8. 

 
Flamengo Paulistano NBB TIjuca Tênis Clube (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo) 
O americano Meyinsse teve boa atuação na partida (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
 
- Era um jogo que nós sabíamos que seria difícil até o final e mesmo tentando 20 pontos a menos que o habitual nós tivemos a mesma eficiência e mostramos a força do nosso grupo. A oscilação no terceiro quarto é uma coisa normal num jogo desse nível, mas conseguimos recuperar rápido, abrimos uma boa diferença e conseguimos uma vitória que nos mantém na liderança - afirmou o técnico José Neto.

Marquinhos foi o cestinha, comandando o Flamengo, com 17 pontos, pegando ainda oito rebotes. Rafa Luz colaborou com 10 pontos, cinco rebotes e quatro assistências. Dawkins fez 15 pontos e liderou o Paulistano na pontuação, mas sem conseguir levar seu time a mais uma vitória.

O jogo

O jogo começou arrastado. Mas não só por culpa das duas equipes. É verdade que Flamengo (22.2%) e Paulistano (29.5%) tiveram um aproveitamento horroroso nos arremessos de quadra, mas o cronômetro dos 24 segundos do ginásio do Tijuca também não ajudou o bom andamento da partida. Com problemas técnicos, o equipamento parou de funcionar e fez a arbitragem interromper o jogo três vezes. No entanto, nada disso justifica os donos da casa terem demorado quatro minutos para sair do zero. A derrota parcial por 13 a 8 só não foi mais desastrosa, porque o time paulista também abusou dos erros.

Mancuello Flamengo Paulistano NBB TIjuca Tênis Clube (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo) 
Mancuello prestigiou o jogo do Flamengo no TIjuca Tênis Clube (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Como de costume, José Neto começou a mexer suas peças ainda no fim do primeiro quarto. Com a bola em jogo no segundo, apenas Marquinhos, dos titulares, permaneceu em quadra. Gustavinho fez o mesmo, só que em menor proporção.  As substituições não alteraram tanto o panorama, mas as bolas de três ao menos começaram a cair. Primeiro do lado do Flamengo, com Mineiro e Marcelinho, depois do Paulistano, com Picos e Jhonatan. O jogo melhorou, ganhou emoção, e a houve uma alternância liderança. No fim, tudo igual: 33 a 33.

O Flamengo voltou diferente no segundo tempo e muito melhor. Com Marcelinho e Rafael Mineiro entre os titulares, a equipe entrou mais ligada e abriu quatro pontos.  Valtinho diminui, Meyinsse ampliou novamente, mas Dawkins deixou tudo igual novamente. O jogo de gato e rato parou por ai. Dispostos a aumentar a série vitoriosa, os donos da casa apertaram a defesa, fizerem sete pontos seguidos e abriram a maior vantagem do jogo. Na mesma hora Gustavinho parou o jogo. O pedido de tempo até quebrou o ritmo do time carioca, e a diferença diminuiu após uma cesta de três de Gruber. Mas a reação paulista ficou nisso. Os rubro-negros continuavam melhores, chegaram a abrir 11 de frente, mas entraram no último período vencendo por nove.

Rafa Luz Flamengo Paulistano NBB (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo) 
Rafa Luz teve atuação decisiva no último quarto (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
 
Quando parecia que a coisa ia engrenar de vez, o time paulista entrou com tudo no segundo quarto, fez 6 a 0 e diminuiu o prejuízo para apenas três pontos.  Neto parou o jogo, segurou a reação do Paulistano, mas o time paulista dava toda pinta de que viraria o jogo. Mas com um elenco forte como o técnico José Neto tem nas mãos, uma hora a situação muda. E foi exatamente isso que aconteceu, o time carioca fez oito pontos seguidos, abriu 11 de frente e deixou a vitória bem encaminhada. Gustavinho parou o jogo, mas era tarde para calar o ginásio do Tijuca. Com um barulho ensurdecedor, o Flamengo resistiu e venceu mais uma.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

FlaTV se aproxima da marca de 100 mil inscritos e já foi acessada em 151 países


Juan foi entrevistado pela FlaTV
A nova FlaTV chegou ao Mais Querido em dezembro de 2015 e, de lá para cá, o canal oficial do Flamengo no YouTube cresceu consideravelmente. Com cerca de 30 mil novos inscritos nos últimos dois meses, a TV rubro-negra respira novos ares e traz uma média de três novos vídeos por dia.

Clique aqui e se inscreva agora na FlaTV, grátis, em um clique.

Em pouco tempo, os números são significativos: em 48 dias, a nova TV teve um número médio de visualizações diárias quase seis vezes maior do que no ano inteiro anterior à sua chegada - um salto de 4 mil para 22 mil. O dia 19 de janeiro foi o que contou com mais visitas ao canal do Mengão - e também com um dos vídeos mais vistos, que mostra um treino de cobranças de falta do argentino Mancuello.

                                                                                                                   Juan foi entrevistado pela FlaTV

Contando com a força da Maior Torcida do Mundo, o canal já foi visitado por 151 países. O top 5 ficou com Brasil, Estados Unidos, Argentina, Portugal, Japão - com seus milhões de fãs de Zico - e Peru - país natal de Guerrero.

A grande tela para os vídeos é a do celular, com 64% das visitas sendo originadas de smartphones, o que vai ao encontro de outro dado: a maioria do público (71%) é formada por jovens de 18 a 34 anos. Em segundo, aparecem os computadores, com 29%, seguidos por tablets (3,5%), SmarTV (2,5%) e console de jogos (1%).

Com conteúdos exclusivos e alta concentração de rubro-negrismo, a FlaTV aproxima a Nação do Mais Querido abordando pautas de todas as modalidades do maior clube poliesportivo do Brasil. Com a qualidade dos vídeos produzidos e a divulgação nas mídias sociais do clube, o novo canal vem ganhando força junto aos perfis oficiais, seja no Twitter, hoje com 3,34 milhões de seguidores, no Facebook, 10,36 milhões, ou no Instagram, 1,04 milhão.

Siga os perfis oficiais do Mengão no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece no Clube.

Autor: Comunicação
Fonte: Site Oficial do Clube

Quarta-feira tem Mengão na Globo

QUARTA-FEIRA, 3
 

 Campeonato Carioca
 

21h45 Macaé x Flamengo
Transmissão: TV Globo para RJ, ES, TO, SE, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF (com Luis Roberto, Juninho Pernambucano e Paulo Cesar Oliveira) e Premiere e Premiere HD (com Daniel Pereira e Carlos Eduardo

Flamengo confirma empréstimo de Jonas para a Ponte Preta até o fim de 2016


Jonas Rodrigo Caetano treino Flamengo (Foto: Gustavo Rotstein)
O Flamengo anunciou oficialmente o empréstimo de Jonas à Ponte Preta. O volante treinou na Gávea na manhã desta segunda-feira, mas nos próximos dias se juntará ao seu novo clube. O contrato vai até o fim de 2016.

– O Flamengo acertou o empréstimo do atleta Jonas para a Ponte Preta até o fim de 2016. Boa sorte ao volante! – postou o clube no Twitter.

O acordo firmado prevê que a Ponte Preta pague integralmente o salário de Jonas até o fim do cotrato. Além disso, não foi estabelecido um valor para opção de compra pelo clube de Campinas e nem taxa de vitrine - uma porcentagem dos direitos dada ao clube que adquire o empréstimo caso haja uma futura negociação em definitivo. 

Com contrato de quatro anos, Jonas chegou ao Flamengo na última temporada após se destacar pelo Sampaio Correa. O Corinthians também tentou a contratação. Ao longo de 2015, foram 38 jogos, com uma sequência como titular, mas terminou no banco de reservas - marcado por lances fortes dentro de campo, com 12 cartões amarelos e uma expulsão.

Jonas, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Jonas acertou a saída do Flamengo para a Macaca por empréstimo(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

A contratação do colombiano Gustavo Cuéllar e a ascensão do jovem Ronaldo tiraram ainda mais o espaço de Jonas no elenco de Muricy Ramalho. O jogador, de 24 anos, ficou fora da lista de inscritos para o Campeonato Carioca. Ele estava no banco na vitória sobre o Atlético-MG, na última quarta-feira, pela Primeira Liga e também entrou no segundo tempo nos outros amistosos da pré-temporada. A intenção do clube - e também dos representantes do volante - é emprestá-lo para retornar ao Flamengo no futuro em condições de ser mais aproveitado.

Jonas chega para o setor mais concorrido da Ponte Preta. Já são seis volantes à disposição de Vinícius Eutrópio: Elton, Marcos Serrato, João Vitor, Renato, Eurico e Ferrugem. Os dois primeiros são os favoritos para iniciar o Paulistão como titulares. A comissão técnica estava satisfeita com as opções para a posição, mas viu em Jonas uma oportunidade de mercado interessante e deu o aval para a diretoria tentar o acerto.

domingo, 31 de janeiro de 2016

Flamengo vence o Colon e garante 1º lugar do grupo C


Marcelinho Machado Flamengo Tony Bishop Jr Correcaminos Liga das Américas basquete (Foto: Jose Jimenez-Tirado/FIBA Americas)

Ainda não foi desta vez que o Flamengo encontrou a sonhada consistência que José Neto tanto quer ver na equipe rubro-negra, mas pelo menos o dever de casa os atuais tricampeões fizeram. E bem feito. Com três vitórias em três jogos, o time carioca deixou o Panamá com 100% de aproveitamento e vai desembarcar no Brasil com a primeira colocação do grupo C da fase de classificação da Liga das Américas. Depois de despachar os rivais argentinos e colombianos, neste domingo a vítima do líder do NBB 8 foi os donos da casa do Correcaminos Colon. Apesar das cinco bolas de três do americano Trevor Gaskins, o time brasileiro foi muito superior no segundo tempo e venceu, de virada, por 68 a 61 (30 a 31).

Mesmo vindo do banco de reservas, o ala-armador dominicano Ronald Ramon anotou 20 pontos e três assistências, deixou a quadra como cestinha da partida e foi o destaque da vitória rubro-negra. Marquinhos, com 15 pontos, e Olivinha, com outros 10, também tiveram boas atuações. Pelos donos da casa, o americano Trevor Gaskins foi o maior pontuador com 17 pontos, 15 deles em bolas de três.

O JOGO
 
De um lado Marquinhos, com sete pontos e 100% de aproveitamento nos arremessos de quadra, do outro Trevor Gaskins, com nove e um desempenho quase perfeito nas bolas de três. Se individualmente o armador americano levou a melhor sobre o ala brasileiro, coletivamente o Correcaminos também foi superior ao Flamengo. Pelo menos no placar parcial por 20 a 17, já que o time carioca errou menos que os donos da casa. 

Se geralmente a equipe rubro-negra sobre de produção quando José Neto começa a trocar suas pelas, desta vez as mudanças não surtiram efeito logo de cara. Com Marcelinho, JP Batista, Gegê e Rafael Mineiro em quadra, o Flamengo ficou mais de três minutos sem pontuar e viu a diferença chegar a sete, a maior dos panamenhos na partida. Ronald Ramon também entrou, e o panorama não mudou. Já a vantagem dos donos da casa foi para nove. O apagão rubro-negro ainda durou mais dois min minutos até Marcelinho voltar a pontuar para os líderes do NBB.

Olivinha Flamengo Correcaminos Liga das Américas basquete (Foto: Jose Jimenez-Tirado/FIBA Americas)Daí para frente o apagão mudou de lado e de cor, e quem congelou foram os braços dos donos da casa. Se o Flamengo ficou quase cinco minutos sem fazer uma única cesta, na segunda metade do período foi o Correcaminos que passou a desperdiçar um ataque atrás do outro. Melhor para o time carioca, que de ponto em ponto passou a frente numa bola de três de Ronald Ramon a menos de 30 segundos do fim. Os rubro-negros só não foram para o vestiário em vantagem, porque Larry recolocou os donos da casa à frente com uma cesta no estouro do cronômetro.

Se defensivamente o Flamengo já havia feito um bom primeiro tempo, ofensivamente o time carioca voltou bem melhor para o terceiro quarto. Principalmente graças aos bons desempenhos de Ronald Ramon e Marquinhos. Comandado pela dupla, o atual tricampeão brasileiro acertou seis ataques seguidos, passou a frente no marcador e abriu 10 pontos de vantagem. Só que Gaskins, que deixou a quadra para trocar suas lentes, continuava com a mão quente. Com mais uma bola de três, a quinta em sete tentadas, o armador americano diminuiu a diferença para sete pontos ao fim do período. 

Mas o Flamengo continuava melhor. Com Ronald Ramon em noite inspirada, os rubro-negros abriram 10 pontos novamente e mantiveram a confortável vantagem por quase todo o período. Os donos da casa até diminuíram o prejuízo para seis pontos em duas oportunidades, mas um lance livre convertido por Marcelinho Machado a 31 segundos do fim praticamente selou a vitória rubro-negra. Os donos da casa ainda tiveram três chances no ataque seguinte para tentar se manter vivo, mas o time panamenho errou as três e o Flamengo garantiu o primeiro lugar do seu grupo.

Flamengo Correcaminos Liga das Américas basquete (Foto: Reprodução/Instagram)
Com vitória sobre o Correcaminos, Flamengo conquista o primeiro lugar do seu grupo (Foto: Reprodução/Instagram)
 
TABELA
 
1º rodada - Sexta-feira (dia 29)
Flamengo 66 x 58 Gimnasia y Esgrima (ARG)
Aguilas de Tunja (COL) 71 x 74 Correcaminos Colon(PAN)

2ª rodada - Sábado (dia 30)
Flamengo 75 x 60 Aguilas de Tunja (COL)
Correcaminos Colon (PAN) 60 x 54 Gimnasia y Esgrima (ARG)

3ª rodada - Domingo
Gimnasia y Esgrima (ARG) 79 x 52 Aguilas de Tunja (COL)
Flamengo 68 x 61Correcaminos Colon (PAN)

sábado, 30 de janeiro de 2016

Prefeitura alega "risco de desastre" e interdita estádio de estreia do Flamengo


Estádio do América, em Edson Passos, é interditado, Flamengo, Boavista (Foto: Reprodução)
Em visita no fim desta tarde, a secretaria municipal de Defesa Civil da prefeitura de Mesquita interditou o estádio Giulitte Coutinho, de Edson Passos. No lacre do campo do América, que receberia o Flamengo nesta noite de sábado - partida às 19h30 contra o Boavista -, a justificativa para interdição é por "risco iminente da ocorrência de desastres". Em comunicado enviado para a imprensa, a assessoria do Flamengo informa que apresentou todos os laudos requeridos para a realização da partida deste sábado e entregou à Ferj. Veja abaixo a imagem dos laudos divulgados pelo clube.

A interdição da prefeitura de Mesquita e os documentos enviados pelo Flamengo são desta sexta-feira. Com ajuda da diretoria do América, o Rubro-Negro tenta reverter a decisão municipal para o jogo deste sábado, às 19h30. A direção do América informa que recebeu comunicado do gerente administrativo do estádio sobre a interdição às 17h30. Presidente licenciado do América, Léo Almada, que se recupera de problemas de saúde, classifica a interdição na véspera do jogo como infeliz. A diretoria do Fla também revelou estranhamento com o fato de o ocorrido ter se dado em cima da data do duelo.

- Ficamos perplexos em saber que o prefeito tem 365 dias no ano e faz interdição 24 horas antes do jogo do Flamengo. Acho que ele foi infeliz. Acho que o prefeito não refletiu que o Flamengo jogando no estádio em seu município traria uma propaganda grande para Mesquita - disse Almada.

Marco Antonio Teixeira contesta os termos colocados no documento municipal e acredita numa solução para que o jogo não seja adiado ou transferido.

- Não existe isso de "risco iminente de desastres". Vamos tomar todas as providências para reverter este quadro. Nós, o América, o Flamengo e a Ferj, estamos mobilizados para isso. Em termos de legislação nacional temos todos laudos, de vigilância, dos bombeiros. O estádio estava completamente liberado - lembrou Marco Antonio Teixeira, diretor de futebol do América.

Em relatório divulgado esta semana pelo Ministério do Esporte, o estádio Giulitte Coutinho teve classificação boa. Na média, tem a mesma nota de outros estádios do Rio, como São Januário, Cláudio Moacyr (Macaé) e Raulino de Oliveira (Volta Redonda).

Confira a íntegra abaixo:
 
"Comunicamos ao público que a edificação encontra-se interditada por esta Secretaria Municipal de Defesa Civil com base na Legislação em vigor, e nas atividades atribuídas a esta SEMDEC estabelecidos no Decreto Nº 244 de 25 de janeiro de 2005, Lei Nº 12.608 de Abril de 2012. Lei complementar Nº 019 de 16 de Dezembro de 2015. Em observância aos autos de Notificação 001/2016 e 002/2016 e aos relatórios número 05/2016 e 01/2016 entregues ao dia 27/01/2016, fica impedido o transito de pessoas neste local por risco iminente de ocorrência de desastres, motivo pelo qual foi necessária a intervenção preventiva. s motivos e documentos relacionados acima estarão disponíveis para consulta pública na Secretaria Municipal da Defesa Civil (Avenida Coelho da Rocha - Nº 1426 - Rocha Sobrinho)."


Relatório Edson Passos, Flamengo (Foto: Reprodução)Relatório Edson Passos, Flamengo (Foto: Reprodução)

Relatório Edson Passos, Flamengo (Foto: Reprodução)Relatório Edson Passos, Flamengo (Foto: Reprodução)

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Defesa funciona, Flamengo supera Gimnasia e larga na frente na Liga das Américas


O Flamengo estreou com vitória na abertura do grupo C da Liga das Américas, no Panamá. No reencontro com o treinador Gonzalo Garcia, melhor para o time da Gávea, que derrotou o Gimnasia y Esgrima Comodoro Rivadavia, da Argentina, por 66 a 58 (35 a 28). Se a partida teve uma pontuação baixa, muito se deve à boa atuação da defesa do Flamengo, em especial no último quarto, quando o Rubro-negro sofreu apenas três pontos. O cestinha do jogo foi o argentino Sandes, que pontuou 17 vezes, seguido por Marquinhos, autor de 15 pontos para o Flamengo. 

O time carioca volta a jogar neste sábado contra o Aguillas de Tunja, da Colômbia, às 21h15 (de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV3 e acompanhamento em tempo real pelo GloboEsporte.com. No domingo, o Flamengo fecha a sua participação na primeira fase contra Correcaminos, do Panamá, time mandante da chave.

Marcelinho Flamengo Ginmasia Liga das Américas basquete (Foto: Divulgação/Fiba Américas) 
O capitão Marcelinho Machado marcou dez pontos na partida (Foto: Divulgação/Fiba Américas)
 
O Ginmasia começou melhor e logo abriu 8 a 3, graças a duas cestas de três de Mainoldi. O Flamengo não se abateu e foi buscar a virada ainda no primeiro quarto, quando Marquinhos sofreu falta e converteu dois lances livres fazendo 9 a 8.  A partir de então, o Rubro-negro passou a dominar o quarto. A um minuto do fim, Marcelinho acertou o seu primeiro chute de três. Para coroar de vez a boa atuação do time brasileiro no período, Mineiro chutou para três pontos no estouro do cronômetro e definiu o placar do quarto em 21 a 15.

O Flamengo não reduziu o ímpeto no segundo quarto. Com cestas de Marcelinho e JP Batista, o Rubro-negro fez 26 a 16 abrindo dez pontos pela primeira vez no jogo, o que obrigou Gonzalo Garcia a parar a partida. Aos poucos, o Ginmasia foi reagindo, chegando a ficar a dois pontos do empate, após pontos marcados por Aguerre e Clancy. Foi a senha para o Flamengo acordar e voltar a se impor em quadra. A quatro minutos do intervalo, Mineiro acertou belo chute de três. Na sequência, Meyinsse cravou e fez 29 a 20. O Ginmasia ainda ensaiou uma reação no minuto final, mas nada o suficiente para impedir a vitória parcial do Flamengo por 35 a 28.

O terceiro quarto começou animado. Com um minuto jogado, os argentinos já haviam acertado dois chutes de três, um com Schattmann, outro com Mainoldi. O Flamengo respondeu com pontos de Meyinsse e Rafa Luz, mantendo nove pontos de vantagem: 40 a 31. A partir da metade do quarto, porém, o Ginmasia passou a dominar a partida. Envolvido facilmente, o Flamengo viu o time argentino encostar no placar após um chute certeiro para três pontos de De los Santos: 43 a 41. 

E foi o mesmo De los Santos foi quem empatou a partida convertendo dois lances livres na sequência. A partir de então, o jogo passou a ficar lá e cá. Se De los Santos comandava as ações pelo Ginmasia, Marcelinho fazia o mesmo pelo Flamengo. No fim do quarto, prevaleceu a melhor pontaria do time argentino, que foi para o período final vencendo por 55 a 49. 

O Rubro-negro voltou para o último quarto disposto a reverter o placar, pontuando nos dois primeiros minutos com Meyinsse e Rafa Luz. O Ginmasia não deixou por menos e respondeu com duas cestas seguidas do pivô americano Clancy. Nervosos, os times passaram a errar muitos arremessos na metade do quarto. A três minutos do fim, Rafael Mineiro teve a chance de empatar a partida em dois lances livres. Contudo, ele errou os dois arremessos. 

No minuto seguinte, porém, Mineiro se redimiu e fez 58 a 58 numa bandeja. Empolgado, o mesmo Mineiro deu a bola para Meyinsse fazer os dois pontos da virada. A 50 segundo do fim, Rafa Luz roubou bola no meio da quadra e arrancou sozinho para fazer 62 a 58. Para fechar o caixão do time argentino, que não conseguiu mais pontuar no jogo, Meyinsse ainda acertou uma ponte aérea nos segundo finais, fechando o placar em 66 a 58.

Ferj sinaliza com clássicos do Carioca fora do Rio, mas vasco é contrário mais tem medo de enfrentar Flamengo no seu galinheiro(estádio)



Como o Maracanã e o Nilton Santos estão fechados para as obras visando as Olimpíadas, o local de disputa dos clássicos do Campeonato Carioca tornou-se um tema que divide opiniões. Com a possibilidade de o Engenhão reabrir apenas para as semifinais e as finais, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) sinaliza com a possibilidade de os clássicos serem disputados fora do Rio
- Os jogos dos clássicos podem sair do estado do Rio de Janeiro. Se existir um entendimento entre os dois clubes, esses dois jogos podem ser realizados fora do estado. E a gente acredita até que tenha um apelo maior se jogar em Brasília, por exemplo, pois o futebol carioca lá é sempre bem favorecido - disse Marcelo Viana, diretor de competições da Ferj.

Eurico Miranda, presidente do vasco sanitário,  é contra a ideia de tirar os clássicos do Rio de Janeiro. Com a capacidade para receber 15.000 torcedores, de acordo com a Polícia Militar, o galinheiro de São Januário, casa do tri-segundona

- O vasco não quer jogar fora do Rio. O vasco entende que o campeonato é do Rio de Janeiro e não joga fora - disse o mandatário vascaíno. 

O vasco sanitário, inclusive, possui ''laudo inventado'' da PM que permite a realização de clássicos no galinheiro São Januário. A informação é endossada por Viana.

- O laudo de segurança da Polícia Militar é bem claro. Pode realizar clássico em São Januário desde que você aplique 90% para o mandante e 10% para o visitante - confirmou o diretor da Ferj. 

A última vez que teve um clássico em São Januário foi 11 anos atrás. Em 2005, um jogo entre Flamengo e vasco,  pelo Campeonato Brasileiro, chegou a ter registro de confusão entre as torcidas. 

Sem o Maracanã, o Fla vai mandar seus jogos pelo Carioca no estádio Giulite Coutinho, que pertence ao América. O Fluminense escolheu jogar no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, a 130 km da capital. 



Macaé inicia venda de ingressos para a partida com o Flamengo nesta sexta


Estádio cláudio moacyr de azevedo, o moacyrzão, macaé (Foto: Gustavo Garcia / GloboEsporte.com)Ainda sem sequer ter estreado no Campeonato Carioca de 2016, o Macaé já se antecipou e iniciou a venda de ingressos para a partida contra o Flamengo, que será válida pela segunda rodada do estadual e que vai acontecer no Cláudio Moacyr, o Moacyrzão, na próxima quarta-feira, às 21h45. Os bilhetes estão disponíveis desde a manhã desta sexta-feira e vão custar R$ 60 (inteira). A carga total de entradas será de 13.300 mil. No dia, os ingressos só estarão à venda no estádio do time do Norte Fluminense. 

Os clubes vão se reencontrar pela primeira vez após o polêmico duelo realizado na primeira rodada do Campeonato Carioca de 2015. O empate por 1 a 1 ficou marcado por uma invasão de torcedores do Flamengo ao vestiário do Macaé e que resultou em uma agressão ao ex-goleiro do Alvianil Praiano, Ricardo Berna. 

Além disso, o ex-atacante Alecsandro - hoje no Palmeiras -, teve que substituir Paulo Victor no gol do Flamengo - já que o Rubro-Negro havia feito todas as substituições -, após o goleiro sofrer uma pancada na cabeça no segundo tempo.



A estreia do Macaé no Campeonato Carioca acontece neste sábado, diante do Friburguense, no Estádio Eduardo Guinle, às 17h, em Nova Friburgo. No mesmo dia, o Flamengo encara o Boavista no Giulite Coutinho, às 19h30, em Mesquita. O GloboEsporte. com acompanhe as emoções das duas partidas em tempo real.

Serviços para o jogo entre Macaé x Flamengo.
 
Preço dos ingressos:
- R$ 60 (inteira)
- R$ 30 (meia)

Pontos de venda até a próxima terça-feira:
- Sede do clube (Rua Alfredo Backer, número 203, Centro)
- Choperia Largadão (Rua Dr. Télio Barreto, número 1.003, Centro)
- Barbearia do Joãozinho (Rua Tenente Coronel Amado, número 198, Centro)
- Niel Restaurante (Rua Itaipu, número 251, Praia do Pecado)
- Banca de jornal Top 7 (Praça Veríssimo de Melo, Centro)
- Bilheterias do Moacyrzão (Barra de Macaé)

Pela internet (até terça-feira, às 13h):
- Site: www.ingressofacil.com.br

No dia do jogo (a partir das 10h):
- Bilheterias do Moacyrzão (Barra de Macaé)


Carta branca à Primeira Liga evitou caos político no futebol brasileiro


Ao autorizar que a Primeira Liga organize seu torneio, a CBF evitou uma guerra jurídica e um cenário de caos no futebol brasileiro. Os dois lados da disputa já se armavam para um confronto que parecia inevitável.

De um lado, os clubes pretendiam manter sua posição irredutível e estavam dispostos a continuar peitando a CBF. Do outro, a confederação pediu ajuda para a Conmebol e planejava acionar os clubes na Fifa - o que poderia gerar suspensões e, no limite, desfiliações.

Gilvan Tavares, Rubens Lopes,  Walter Feldman, cbf, primeira liga, ferj (Foto: Vicente Seda) 
Walter Feldman, Gilvan Tavares (presidente da Liga) e Rubens Lopes após reunião na CBF (Foto: Vicente Seda)
 
Mas uma reunião na sede da CBF e uma série de telefonemas entre cartolas selaram a trégua. No Rio, encontraram-se o presidente da Ferj, Rubens Lopes, o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, e o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello. Lopes terminou isolado e não teve outra opção que não ceder.

Na última segunda-feira, a CBF havia pedido socorro à Conmebol, que respondeu com um ofício. Na carta, com data de 27 de janeiro (última quarta-feira) fica claro o que a CBF pensava sobre a Primeira Liga até mudar de ideia no dia seguinte:

- Acusamos o recebimento de seu comunicado [...] na qual nos informava que a competição organizada por uma Liga [...] infringe várias disposições e regulamentos da CBF - diz trecho do comunicado.

Leonardo Silva, zagueiro do Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)A Conmebol ameaça ainda com "sanções nacionais e internacionais", sem especificar quais, e pede que a CBF a mantenha informada sobre a evolução do caso. A evolução do caso foi a aprovação, por parte da CBF, para que a Liga organize "jogos amistosos". Na prática, a Liga faz o que quiser e entrega troféu ao campeão.

A pressão do Flamengo - e também do Fluminense - sobre a Federação do Rio foi o ponto de virada no impasse. Os dois clubes vão jogar o estadual deste ano com seus times principais porque ainda estão sob contrato de transmissão do torneio. No ano que vem, sem contrato, o cenário seria outro. A Ferj aceitou perder agora para tentar evitar perdas ainda maiores em 2017. Ainda assim, publicou em seu site a carta da Conmebol na noite de quinta-feira.

Dirigentes de clubes consultados na noite de quinta-feira e na manhã desta sexta-feira mantiveram o discurso de que a Primeira Liga vai continuar avançando na direção de um projeto nacional.

Veja a seguir a tradução da carta da Conmebol:

Estimado presidente,

Acusamos o recebimento de seu comunicado no dia de ontem na qual nos informava que a competição organizada por uma Liga composta pelos clubes dos estados do Sul do Brasil e mais dois clubes do Estado do Rio de Janeiro e Minas Gerais infringe várias disposições e regulamentos da Confederação Brasileira de Futebol.

Também nos chegou cópia da Resolução da CBF RDI 01/2016, de 25 de janeiro, que no ponto 2 de sua parte resolutiva estabelece não aprovar a solicitação para a realização de qualquer torneio que não esteja inserido  no calendário nacional de 2016.

Sobre o assunto, nos permitam recordar-lhes que, de acordo com artigo 18.1 do Estatuto da Fifa, as associações nacionais são as competentes para aprovar os estatutos e regulamentos das Ligas e das entidades de clubes. Por sua parte, o artigo 7 do Estatuto da Conmebol obriga as associações nacionais a cumprir sua normativa e as da Fifa, e garantir que seus membros (clubes, ligas, federações) igualmente respeitem e cumpram seus respectivos estatutos e regulamentos. De acordo com o artigo 9.2 do Estatuto da CBF, a referida Liga aparentemente não cumpre com os requisitos exigidos para que possa ser admitida pela CBF. Inclusive porque não integra o calendário oficial da CBF de 2016 (artigo 20, parágrafo 3o da Lei Brasileira 9.615/98).

Em razão do anteriormente exposto, a participação de clubes em uma competição não reconhecida ou autorizada por sua associação nacional poderia resultar na imposição de sanções com efeitos nacionais e internacionais (artigo 4.1m do Estatuto da Conmebol).

Solicitamos que por favor nos mantenham informados da evolução deste caso.

Gorka Villar
Diretor Geral

Alfredo Montanaro
Assessor Jurídico

 
carta da conmebol para a CBF sobre a Liga (Foto: Editoria de arte) 
Ofício enviado pela Conmebol sobre a Primeira Liga (Foto: Editoria de arte)