Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

terça-feira, 28 de julho de 2015

Time feminino faz seu primeiro jogo na Gávea

Após estrear com goleada, o time de futebol feminino do Flamengo, em parceria com a Marinha do Brasil, encara seu próximo desafio contra o Bangu, na próxima quarta-feira (29), às 15h, na Gávea. O jogo, válido pela segunda rodada do Campeonato Carioca, marca a estreia do Flamengo jogando em casa.

No último domingo (26.07), a equipe do Flamengo, em parceria com a Marinha do Brasil, venceu o Karanba, por 4x0, no Estádio dos Cordeiros, em São Gonçalo. A equipe mostrou sua força e largou na liderança da competição, levando vantagem no saldo de gols em relação a Barcelona e Bangu, que também estrearam com vitória.

O time do Flamengo é fruto de uma importante parceria entre o clube e a Marinha do Brasil para o desenvolvimento do futebol feminino. Com a iniciativa, o Flamengo joga o Campeonato Carioca e disputará o Brasileiro com a equipe de futebol feminino da Marinha.






Pará se anima com chance, mas afirma: "Não acho que estava tão mal"

Pará foi barrado após a derrota por 2 a 0 para o Atlético-MG, no dia 20 de junho. O lateral-direito voltou a campo nos 2 a 0 sobre o Náutico, quase um mês depois, mas não por opção técnica e sim devido ao fato de Ayrton estar inapto a defender o Flamengo na Copa do Brasil - já jogou pelo Palmeiras. Oportunidade genuína mesmo tornou a receber no domingo passado, na vitória por 1 a 0 sobre o Goiás, após primeiro tempo ruim de Ayrton. Sua entrada ajudou a consertar a avenida concedida ao adversário pelo setor.

Perguntado se a nova chance o faz reconquistar a confiança perdida em decorrência das vaias, o camisa 21 diz nunca ter deixado de acreditar no próprio taco e vai além: não comunga do julgamento feito pela torcida a respeito do próprio futebol.

Pará Flamengo (Foto: Ivan Raupp) 
A entrada de Pará contra o Goiás realinhou o time do Fla, e o lateral espera desempenho ainda melhor (Foto: Ivan Raupp)

- Na verdade eu nunca perdi a confiança. Sei que sou capaz de apresentar um futebol melhor do que eu vinha apresentando, mas não acho que estava mal. Infelizmente a fase do time não era das melhores. Mas nunca faltou empenho, vontade e confiança, não só de mim, mas de todo elenco. Graças a Deus as coisas melhoraram, mas podemos crescer ainda mais. E é pra isso que estamos trabalhando - afirmou.

O bom segundo tempo contra o Goiás é um indício de que retomará a titularidade? Pará não arrisca opinar sobre o tema, todavia garante ter totais condições de reassumir o posto.

- Quem escala o time é o Cristóvão. Eu sempre vou trabalhar pra jogar, para ser titular. Nenhum jogador fica satisfeito com a reserva, todo mundo quer jogar. Respeito a opção dele, mas continuo trabalhando forte, como sempre fiz. Se o Cristóvão optar por mim, estou preparado e à disposição dele. O mais importante é que o time voltou a vencer e vem jogando bem.

Pressionado nos momentos de dificuldade, o paraense de São João do Araguaia diz compreender a situação, porém pede apoio incondicional dos torcedores contra o Santos, no próximo domingo, às 16h.

- Torcedor quer resultado, independentemente de quem estiver jogando. A fase do time não era boa, então o comportamento era normal. Estamos falando de Flamengo, da maior torcida do Brasil. A pressão existe, e temos que saber lidar com isso. Mas, com eles do nosso lado, as coisas ficam mais fáceis. Domingo eles vão lotar o Maracanã, como de costume, e vamos fazer de tudo para sair com a vitória e presenteá-los.
.

Exausto, atacante do Flamengo dá entrevista inusitada após classificação no sub-17

Com três gols no segundo tempo, o Flamengo venceu o Figueirense por 3 a 0, nesta segunda-feira, e garantiu vaga na final da Taça BH sub-17. Apesar do placar elástico, está enganado quem pensa que o time carioca encontrou facilidade em campo. Um dos destaques do Rubro-Negro na competição, o atacante Antônio Carlos não escondeu estar exausto em uma entrevista inusitada para o SporTV. Com uma respiração ofegante, o jovem teve dificuldades para analisar a partida.

- Flamengo é assim. No último tempo, eu saí cansado mesmo, exausto. Isso é Flamengo. O Flamengo é assim mesmo (...). Esse time é guerreiro o tempo todo. Competitivo pra cacete...desculpa. E é isso aí - disse o atacante, que contou com a ajuda da repórter Luciana Machado para responder as perguntas.

O adversário do Flamengo na final da competição será o Corinthians, que goleou o Avaí por 4 a 0, também nesta segunda. A decisão acontece na próxima quarta-feira, às 19h (de Brasília), sem local ainda definido. O SporTV transmite o confronto final da competição.

Antônio Carlos Flamengo SporTV Taça BH sub-17 (Foto: Reprodução SporTV) 
Apesar da vitória por 3 a 0 do Fla, Antônio Carlos estava exausto ao fim do jogo pela Taça BH sub-17 (Reprodução SporTV)

Cirino nega ciúmes por frisson com Guerrero: "Fazendo gols, tudo bem"

Marcelo Cirino; atacante do Flamengo (Foto: Reprodução/SporTV)O gol da vitória do Flamengo por 1 a 0 contra o Goiás, no Serra Dourada, pelo Brasileirão foi de Marcelo Cirino, mas o passe de Paolo Guerrero ganhou tanto destaque quanto a conclusão do atacante. Em participação no “Seleção SporTV”, o jogador negou que o frisson causado pelo peruano diante da imprensa e da torcida cause ciúme no grupo rubro-negro.

– Ele é um jogador extremamente qualificado, chegou e está nos ajudando muito. Enquanto estiver fazendo gols, estiver nos ajudando e o foco estiver nele, tudo bem – afirmou.

Questionado ainda se manchetes com o nome do camisa 9 em um jogo em que ele voltou a marcar após três meses de jejum incomodaram, Cirino negou.

– Fazer o quê? Fazendo gols, mesmo que não falem de mim, não tem problema  – brincou.

O gol do Fla saiu após uma mexida do técnico Cristovão Borges, que deixou os dois atacantes mais próximos na linha de frente. Guerrero pela primeira vez passou em branco, mas foi fundamental ao ser o garçom do jogo.

– No primeiro tempo, a bola estava chegando pouco ao ataque. No intervalo, ele fez duas alterações: colocou Alan Patrick no meio e Pará na lateral. E o Alan, com a qualidade que tem, fez a bola chegar mais, e me aproximou do Guerrero. As jogadas começaram a fluir, com o Everton saindo mais pela esquerda e eu ficando centralizado com Guerrero. E foi pelo meio chegamos ao gol da vitória – analisou.

Com o triunfo, o Flamengo deu um salto na tabela, subindo para o 11º lugar com 19 pontos. O próximo jogo será no domingo, diante do Santos, às 16h, no Maracanã.

Tudo ou nada: com Cristóvão à frente, Flamengo não soma um empate sequer


Cristóvão Borges não nega: tem predileção pelo ataque. Após a vitória por 1 a 0 sobre o Goiás, no domingo passado, convocou não só seus comandados mas outros times brasileiros a voltarem a "propor o jogo", termo da moda tratado como sinônimo de ofensividade. Em que pese sua preferência, o treinador não arma sua equipe no sentido de matar ou morrer, mas os resultados têm sido reveladores: em 13 jogos, são sete vitórias e seis derrotas.

Cristóvão Borges Goiás x Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
A vitória de domingo fez o rendimento de Cristóvão crava exatos 50% no Brasileirão (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

No domingo passado, Cristóvão aludiu à forma da equipe no Campeonato Brasileiro sob sua batuta - só fez um jogo pela Copa do Brasil e triunfou diante do Náutico, por 2 a 0. Venceu Chapecoense, Coritiba, Joinville, Internacional, Grêmio e Goiás. Perdeu para Fluminense, Cruzeiro, Atlético-MG, vasco, Figueirense e Corinthians.  

- O aproveitamento é de 50% desde que assumi, estaríamos na nona colocação. Também é um momento em que a equipe mostrou reação. Está melhorando, ficando forte e se consolidando. Tudo que acontece de positivo tem que vir junto com vitórias para fortalecer e confirmar. A gente começou a conseguir isso - afirmou.

O Flamengo, 11º colocado com 19 pontos no Campeonato Brasileiro 2015, volta a campo no próximo domingo, às 16h (de Brasília). O Peixe está no 15º lugar, com 16 pontos.

Acabou o caô, o Guerrero chegou

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Flamengo vence o Figueira e enfrenta o Corinthians na decisão da Taça BH


Flamengo enfrenta o Corinthians na decisão da Taça BH (Foto: Reprodução/ SporTV)Com gols no segundo tempo, o Flamengo bateu o Figueirense por 3 a 0, nesta segunda-feira, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, e garantiu vaga na decisão da Taça BH sub-17. Pepê, Hugo e Klebinho marcaram os gols do Mengão que pega na final o Corinthians, que eliminou o Avaí com uma vitória por 4 a 0.

O Flamengo chega à decisão invicto, com quatro vitórias e três empates. Antes de eliminar o Figueirense, a equipe já havia passado pelo Atlético-PR, nas quartas de final, e Grêmio, nas oitavas, além de ter sido o primeiro em seu grupo na fase inicial.

A decisão da Taça BH acontece na próxima quarta-feira, às 19h (de Brasília), sem local ainda definido. O Sportv transmite a decisão da competição.

Flamengo x Santos: em venda só para sócios, 5 mil ingressos foram comercializados


A venda de ingressos para o jogo entre Flamengo e Santos, no próximo domingo, ainda está restrita apenas para sócios-torcedores do rubro-negro. Em parcial divulgada na noite desta segunda-feira, o clube divulgou que 5 mil entradas foram comercializadas. A venda para o público em geral começa nesta terça-feira, na internet, e na próxima quarta, nos pontos de venda físicos.

A expectativa da diretoria do Flamengo é que o público presente no jogo contra o Santos supere o da partida contra o Grêmio, que marcou a estreia de Guerrero diante da torcida rubro-negra. Foram mais de 51 mil presentes e 44 mil pagantes.



Confira as informações sobre ingressos, segundo o site do Flamengo:

Valores:

Norte: R$ 60 (inteira) / R$ 30 (meia-entrada)
Sócio-torcedor: R$ 30 (inteira)/ R$ 15 (meia-entrada)
Sócio-torcedor Tradição: R$ 40 (inteira) / R$ 20 (meia-entrada)

Sul: R$ 70 (inteira) / R$ 35 (meia-entrada)
Sócio-torcedor: R$ 35 (inteira) / R$ 17,50 (meia-entrada)
Sócio-torcedor Tradição: R$ 55 (inteira) / R$ 27,50 (meia-entrada)

Leste e Oeste: R$ 100 (inteira) / R$ 50 (meia-entrada)
Sócio-torcedor: R$ 50 (inteira) / R$ 25 (meia-entrada)
Sócio-torcedor Tradição: R$ 75 (inteira) / R$ 37,50 (meia-entrada)

Maracanã Mais: R$ 195 (inteira) / R$ 120 (meia-entrada)
Sócio-torcedor: R$ 120 (inteira) / R$ 82 (meia-entrada)
Sócio-torcedor Tradição: R$ 165 (inteira) / R$ 105 (meia-entrada)

Horários e pontos de venda para sócios-torcedores                                          

Gávea – Sede do Flamengo – Rua Borges de Medeiros                                            
29.07 a 01.08 - 10h às 17h
2.08 (dia da partida) - 10h às 12hs                          

Maracanã – Container Mata Machado                                              
29.07 a 30.07 - 10h às 17h
2.08 (dia da partida) - 10h até o fim do 1º tempo 

Barra da Tijuca – FlaBoutique – Av das Américas, 7607 Loja 151                                             
29.07 a 01.08 (não funciona aos domingos) - 10h às 17h                                                  
                                   
Tijuca – FlaBoutique – R. Conde de Bonfim, 685 Loja D                                            
29.07 a 01.08 (não funciona aos domingos) - 10h às 17h                                                    

Andaraí – FlaBoutique/Iguatemi – R. Barão de São Francisco, 236 Loja 15                        
29.07 a 01.08 (não funciona aos domingos) - 10h às 17h                                                

Largo do Machado - Flaboutique -R.Largo do Machado 29 Loja 40 Galeria Condor
29.07 a 01.08 - 10h às 17h 


Sem custos, Fla contrata volante Arthur Bonaldo para equipe sub-20




Arthur Bonaldo é o novo reforço dos juniores (Foto: Divulgação)
 
Revelado pelo Desportivo Brasil (SP), e com passagem no Estoril (POR), o Flamengo contratou o volante Arthur Bonaldo, de 19 anos, para qualificar ainda mais as categorias de base. O jovem jogador, que estava livre no mercado, chega sem custos ao clube, e assinou vínculo até o fim de 2016, com opção de compra por mais duas temporadas.

Guerrero entra em campo com os filhos de Cristiano Araújo e realiza sonho do cantor


Além de ajudar o Flamengo a vencer o Goiás por 1 a 0 no domingo, no Serra Dourada, pelo Campeonato Brasileiro, Paolo Guerrero também realizou o sonho do cantor Cristiano Araújo, que morreu no mês passado vítima de um acidente de carro no estado. O atacante rubro-negro entrou em campo com os dois filhos que o sertanejo deixou, João Gabriel e Bernardo. Felipe, irmão do músico, agradeceu o peruano em sua conta no Instagram.







- Meu irmão! Só tenho a agradecer por tudo que você sempre fez pela minha família. O Cris sempre teve o sonho de ver os filhos dele entrando no campo segurando sua mão. Ontem todos nós realizamos esse sonho. Obrigado por essa amizade tão verdadeira que temos. Que Deus te abençoe irmão!! "Tamo" junto.


Cristiano Araújo era torcedor do Corinthians, clube pelo qual Guerrero jogou entre 2012 e 2015 e virou ídolo conquistado o maior título do Timao, o Mundial de Clubes em 2012.

César Martins admite falta de ritmo na estreia pelo Flamengo: "Cansei um pouco"


Apresentado na terça-feira da semana passada, César Martins não precisou esperar para estrear com a camisa do Flamengo. Com os desfalques de Wallace, Samir e Bressan, o zagueiro foi titular ao lado de Marcelo na vitória por 1 a 0 contra o Goiás, no Serra Dourada. O primeiro jogo, porém, não foi o dos sonhos do jogador, que oscilou bastante durante os 90 minutos e demonstrou falta de ritmo de jogo. 

César Martins Flamengo (Foto: Igor Rodrigues) 
César Martins admitiu cansaço, mas comemorou vitória na estreia pelo Flamengo (Foto: Igor Rodrigues)

Na chegada da delegação ao Rio de Janeiro nesta segunda-feira, César admitiu que a falta de ritmo atrapalhou o rendimento dentro de campo. 

- Vitória importante, o grupo conquistou os três pontos, estamos juntos nessa luta. Senti (a falta de ritmo), cansei um pouco, muito tempo que não fazia um jogo inteiro, mas consegui fazer. Estou muito feliz, ainda mais com a vitória. Essa semana é trabalhar bastante, corrigir os erros e continuar com mais ritmo - afirmou o zagueiro.      

O zagueiro de 22 anos, que chegou por empréstimo até julho de 2016, foi liberado sem custos pelo Benfica, de Portugal. Revelado pelo Atlético Sorocaba-SP, o jogador teve passagem destacada pela Ponte Preta e recebeu elogios de Jorginho, ex-treinador e lateral-direito do Flamengo, que comandou o jogador no clube de Campinas.  

Apesar da falta de ritmo, Cristóvão Borges gostou da estreia de César na zaga do Fla.

- No geral, foi bom. Participação dele foi muito boa. Essas coisas (atabalhoado) seriam normais. É estreia, vem de muito pouco tempo de treino, de pré-temporada, com muito mais trabalhos físicos do que com bola. Essas coisas seriam naturais. Pelas características e biotipo dele, isso demora um pouco, precisa de ritmo. Pela dificuldade do jogo, foi muito boa, e ele também vai crescer junto - disse o treinador, após a vitória sobre o Goiás neste domingo. 

Para a partida contra o Santos, domingo, às 16h, no Maracanã, válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, César Martins é mais uma vez opção para Cristóvão Borges, que pode contar com o retorno de Samir.  

Welinton assina contrato com o Umm Salal, do Catar


O zagueiro Welinton assinou contrato com o Umm Salal, do Catar, nesta segunda-feira. O jogador chega ao clube catari por empréstimo cuja duração é de um ano. Ao fim do período, os árabes podem exercer a opção de compra. Os direitos econômicos estão fixados em US$ 1 milhão (cerca de R$ 3,3 milhões).

Welinton, de 26 anos, tem vínculo com o Flamengo até dezembro de 2016. Estava emprestado ao Coritiba, clube com o qual rescindiu no último dia 5.

Wellinton zagueiro emprestado pelo Flamengo (Foto: Reprodução) 
Wellinton sai do Coritiba para jogar no Catar(Foto: Reprodução)
 
 

Tem Mengão na TV


SEGUNDA-FEIRA, 27  
 
Taça BH de Futebol Sub-17
 
19h Figueirense x Flamengo
Transmissão: SporTV (com Jaime Júnior e Henrique Fernandes)




QUINTA-FEIRA, 30
 
Brasileiro Sub-20

21h Flamengo x vasco sanitário
Transmissão: SporTV (com Jader Rocha e Raphael Rezende)







Com cinco rubro-negros, basquete brasileiro é ouro no Pan


(Gaspar Nobrega/Inovafoto/Bradesco)
Pela sexta vez a Seleção Brasileira masculina de basquete conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, mais uma vez contando com talentos rubro-negros. Neste sábado (25.07), a equipe comandada pelo técnico Rubén Magnano ganhou do Canadá por 86 a 71, na Ryerson Athletic Centre, e garantiu o título invicto da competição. O time nacional contou com boas atuações de Vitor Benite (9pts, 5reb e 7assist), João Paulo Batista (4pts, 2reb, 1assist e 1recup de bola) e Olivinha (10pts e 2reb). Na comissão técnica, a Seleção teve à disposição o treinador José Neto, como auxiliar técnico, e Diego Falcão, preparador físico.

A campanha que teve vitórias sobre Porto Rico (92 a 59), Venezuela (79 a 64) e Estados Unidos (93 a 83), na fase de classificação, e República Dominicana (68 a 62), na fase semifinal. O rubro-negro Benite foi cestinha da equipe nas partidas contra Venezuela, EUA e República Dominicana.

Nas dezessete edições do torneio masculino, o Brasil subiu 14 vezes ao pódio e, por seis vezes, assegurou a medalha de ouro: Cali, na Colômbia (1971); Indianápolis, nos Estados Unidos (1987); Winnipeg, no Canadá (1999); Santo Domingo, na República Dominicana (2003); Rio de Janeiro, no Brasil (2007) e Toronto, no Canadá (2015). Foram mais duas medalhas de prata (1963 e 1983) e seis de bronze (1951 / 1955 / 1959 / 1975 / 1979 e 1995).

Adidas aproveita sucesso de Guerrero e lança camisa do Flamengo no Peru


Paolo Guerrero fez sucesso rapidamente no Flamengo, depois de se destacar pela seleção peruana na Copa América. E, no embalo da boa fase do atacante, a Adidas do Peru tenta capitalizar e já anuncia a chegada da camisa rubro-negra às lojas do país natal do jogador. O uniforme divulgado em redes sociais pela fornecedora do clube carioca não apresenta patrocínios como o que é vestido em campo pelos jogadores. Alguns torcedores, no Twitter, perguntam se também está à venda o uniforme número dois, predominantemente branco, usado por Guerrero em sua estreia contra o Internacional no dia 9 de julho - quando marcou seu primeiro gol pelo Flamengo. Também pela rede social, a empresa informou ao torcedor que, por ora, somente o uniforme principal está disponível nas lojas peruanas.




Tranquilidade e confiança: com Cirino em destaque, Flamengo chega ao Rio

O Flamengo chegou ao Rio de Janeiro na manhã desta segunda-feira com três pontos na bagagem e muita tranquilidade. Após a vitória de 1 a 0 diante do Goiás, no Serra Dourada, a equipe de Cristóvão Borges emplacou a sequência de três triunfos consecutivos e resgatou a confiança da torcida. 

Marcelo Cirino desembarque Flamengo (Foto: Igor Rodrigues/ GloboEsporte.com) 
Marcelo Cirino está mais confiante após fim de jejum com o gol que marcou diante do Goiás, neste domingo 

(Foto: Igor Rodrigues/ GloboEsporte.com)

Guerrero, o mais assediado na chegada da delegação, passou rápido e falou pouco, mas comemorou a continuidade positiva do trabalho. O peruano não marcou, mas deu a assistência para o gol de Marcelo Cirino. O camisa 7 destacou a importância de ter balançado a rede após três meses de jejum. 

- Claro que quero fazer gols sempre, mas nem sempre vou fazer. Fico feliz de ter voltado a marcar e espero agora poder ajudar o Flamengo a conquistar as vitórias, seja com gols ou assistências. 

Além do apoio dos companheiros, Cirino ainda ganhou a confiança de Cristóvão, que afirmou que mais gols virão dos pés do camisa 7. Questionado sobre uma oscilação durante a temporada, não escondeu a queda de rendimento, mas avaliou a situação como natural. 

- (Queda de rendimento) É normal no futebol, mas sempre mantive a cabeça em pé. Graças a Deus as coisas estão voltando ao normal. 

O Flamengo ocupa a 11ª posição no Campeonato Brasileiro, com 19 pontos. Cristóvão Borges terá a semana cheia para trabalhar com o grupo, que volta aos gramados no domingo, às 16h, no Maracanã, contra o Santos.

César destaca retorno de Paulo Victor e agradece à trave: "Salvou no fim"


César contou com ingredientes essenciais para um goleiro neste domingo. Na vitória por 1 a 0 sobre o Goiás, o jogador rubro-negro demonstrou segurança, fez boas intervenções e contou com a sorte ao ser driblado por Liniker. O jogador adversário, porém, finalizou a bola na trave. O cronômetro apontava 44 minutos do segundo tempo. E a boa atuação deve ter sido a última como titular momentâneo do Flamengo. O retorno de Paulo Victor está marcado para o jogo com o Santos pela próxima rodada do Brasileirão, domingo, às 16h, no Maracanã.

- Fiquei triste pelo fato de Paulo Victor ter se machucado. Ele vai voltar, é um goleiro de qualidade. Eu sempre tentei fazer o meu melhor. (Contra o Goiás) Foi um jogo muito bom, o empenho de todo o grupo foi muito importante. Se eu tivesse feito as defesas e não ganhássemos, não teria adiantado nada. Deu tudo certo - analisou César.

Questionado sobre o lance de Liniker - que quase marcou aos 44 minutos do segundo tempo -, o goleiro rubro-negro brincou:

- Trave salvou no final (risos). 

César faz defesa Goiás x Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
César voa para fazer a ponte e salvar mais um chute em direção à meta do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Depois da vitória neste domingo, Cristóvão Borges rasgou elogios para César.

- César foi bem, muito bem. Para nós, não é surpresa, não. Ele tem trabalhado muito bem e, nos últimos jogos, teve boas atuações. No jogo contra o Náutico, em Recife, ele garantiu para a gente. Ganhamos bem o jogo, fizemos os gols e depois ele garantiu. Vem crescendo, vem jogando bem. Diante do Goiás fez um partidaço, acho que ele foi o melhor do jogo. Estamos bem servidos de goleiro - analisou o treinador rubro-negro.  

Diante do Goiás, César completou 16 jogos como profissional. Aos 23 anos, o goleiro, em recente entrevista ao GloboEsporte.com, comentou sobre sua idolatria por Taffarel e fez uma análise sobre os jogos que fez como titular na ausência de Paulo Victor, que está recuperado de fratura na fíbula da perna direita.  



domingo, 26 de julho de 2015

Cristóvão admite erro de marcação, mas exalta Cirino: "Vêm mais gols aí"


Pela primeira vez, o Flamengo venceu três jogos em sequência sob a batuta de Cristóvão Borges. O fato foi valorizado ao extremo pelo treinador. Se não fez uma partida brilhante na vitória por 1 a 0 sobre o Goiás, neste domingo, sobretudo no primeiro tempo, o Rubro-Negro conquistou seu objetivo. Um erro de marcação, opinou o comandante, motivou o sofrimento nos 45 minutos iniciais.

- No primeiro tempo, não conseguimos encaixar aquilo que tínhamos planejado. Não conseguimos executar para marcarmos bem. A marcação que a gente ia fazer com o Ayrton no David estava tirando o Ayrton (da direita), abrindo espaços nas costas dele, e o Murilo jogando muito. Foi aí onde sofremos. Esse foi o grande erro, corrigimos, melhoramos, fizemos um bom segundo tempo e merecemos ganhar - analisou o treinador.

O gol de Marcelo Cirino, o primeiro depois de um jejum de 13 partidas, aliviou não só ao próprio jogador, que se emocionou após o lance, mas a todos do elenco, garante Cristóvão. O treinador, inclusive, mostrou confiança de que o atleta possa emplacar uma fase artilheira:

- Ele, junto com o time, vinha de algumas oscilações, muitas cobranças. E essa coisa de não fazer gol já há algum tempo (o último havia sido contra o Salgueiro, em 22 de abril, pela Copa do Brasil), eu havia falado que ele iria fazer gol. Ainda bem que foi num jogo difícil e que decidiu a partida. Isso é bom, ele fica mais aliviado, todos nós ficamos contentes e com toda certeza vêm mais gols por aí.

Confira outros trechos da entrevista de Cristóvão. 

Primeiro jogo em branco de Guerrero

"Não (precisa fazer gol em todos jogos), quem precisa fazer gol é o Flamengo. Quando der, o Guerrero vai fazer. No primeiro tempo, com a dificuldade que a gente teve, ele foi prejudicado. Chegamos pouco na frente, ele não teve companhia e a bola não estava chegando. No segundo tempo foi diferente, ele participou mais, as jogadas aconteceram, e a equipe foi melhor. Chegamos na frente, e ele tem que ter companhia, a bola tem de chegar, e ele vai continuar fazendo gols".

Fase virou? 

"Essas coisas vão acontecer (não jogar tão bem e vencer). Alguns jogos que fizemos no Maracanã jogamos muito bem, criamos oportunidades, aí o adversário jogava no contra-ataque e matava o jogo. Hoje, no primeiro tempo da gente, corremos muitos riscos. Poderíamos ter perdido a partida no primeiro tempo. A equipe sofreu, soube sofrer, e é importante também isso. Suportou no segundo tempo, nos equilibramos, encaixamos a marcação, botamos a bola no chão, controlamos o jogo, tivemos boa parte de domínio, fomos mais criativos e mais fortes no ataque".

Importância da sequência de três vitórias
 
"O campeonato exige isso, temos que ter sequência de vitórias, regularidade. Passamos muito tempo sem pontuar. Pontuava uma rodada, não pontuava duas. Ficamos muito tempo parados e agora começamos a caminhar. Nós perdemos muito terreno e temos que recuperar. Para recuperar, tem que ser assim, com vitórias. Essa sequência dá mais motivação e confiança. Esse jogo foi fora, o próximo é em casa, diante da nossa torcida, que a gente sabe como eles fazem (a diferença). Fizeram no jogo com o Grêmio e no domingo (contra o Santos) vão fazer de novo. Então, a gente fica cada vez mais confiante".

Cristóvão Borges Goiás x Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Refresco na situação: Cristóvão Borges exalta sequência de três vitórias que aliviam a pressão sobre o treinador do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
 
Convocação à torcida

"Nossa torcida comparece, sempre nos ajuda e empurra. Contra o Grêmio foi assim, num momento em que a gente precisava muito, e eles estavam lá. E domingo com certeza eles vão estar. Claro, nós temos que dar resultado para poder chamar o torcedor. Agora nós começamos a dar. Quando a gente tem dificuldade, eles vão lá. Agora, com esse resultado, com certeza todo mundo vai estar lá no domingo".

Equipe fortalecida

"É um momento que a equipe mostrou reação. Está melhorando, ficando forte e consolidando. Tudo que acontece tem que vir junto com vitórias para fortalecer e confirmar. Levamos algum tempo com dificuldades, trabalhando muito tempo sob pressão, com a obrigação de ganhar".

Estreia de César Martins

"No geral, foi bom. Participação dele foi muito boa. Essas coisas (atabalhoado) seriam normais. É estreia, vem de muito pouco tempo de treino, de pré-temporada, com muito mais trabalhos físicos do que com bola. Essas coisas seriam naturais. Pelas características e biotipo dele, isso demora um pouco, precisa de ritmo. Pela dificuldade do jogo, foi muito boa, e ele também vai crescer junto."

Marcelo Cirino vibra com fim de jejum e nova vitória: "Sair da zona de perigo"

Marcelo Cirino voltou a curtir neste domingo, diante do Goiás, um doce sabor que não saboreava desde o dia 22 de abril. Foi nessa data que o jogador do Flamengo balançara a rede pela última vez ao marcar um dos gols da vitória por 2 a 0 sobre o Salgueiro, pela Copa do Brasil. Agora, pelo Brasileirão, o atacante colocou fim ao longo jejum ao marcar - depois de passe de Paolo Guerrero - o gol que decretou o placar de 1 a 0 sobre a equipe goiana. Com o resultado, o Rubro-Negro se afastou da zona de rebaixamento e terminou a rodada na 11ª colocação, com 19 pontos.

Cirino festejou o gol e o alívio momentâneo do Flamengo.

- Foi uma vitória importante para dar um salto na tabela, sair da zona de perigo. Ali não é nosso lugar. Fico feliz pelo gol, eu vinha treinando para isso, porém, mais pela vitória - afirmou Marcelo Cirino. 

O Rubro-Negro conseguiu quatro vitórias nos últimos quatro jogos fora de casa. Após superar Joinville e Internacional, pelo Campeonato Brasileiro, e Náutico, pela Copa do Brasil, a vítima da vez foi o Goiás. O próximo desafio será em casa, domingo, com o Santos, no Maracanã. 

Depois de cumprir suspensão por conta do terceiro cartão amarelo, Emerson Sheik retornará ao time contra o Peixe. A equipe rubro-negra desembarca no Rio na manhã desta segunda-feira e se reapresentará na terça, no Ninho do Urubu. 

Marcelo Cirino, Alan Patrick e Guerrero Goiás x Flamengo (Foto: Estadão Conteúdo) 
O árbitro Héber Roberto Lopes aponta bola no meio-campo depois do gol de Marcelo Cirino, que recebe abraço de Alan Patrick e largo sorriso de Guerrero. Gol teve participação do trio rubro-negro  (Foto: Estadão Conteúdo)

Goiás 0 x 1 Flamengo



Ficha técnica

Gol: Marcelo Cirino

Público:10.298 pagantes (12.248 presentes)

Cartão amarelo: Paolo Guerrero(Fla), Diogo Barbosa, Carlos (Goi)

Flamengo:César, Ayrton(Pará), Marcelo, César Martins e Jorge; Cáceres, Márcio Araújo, Canteros(Alan Patrick) e Everton; Cirino(Gabriel) e Guerrero.
Técnico: Cristóvão
 
Goiás: Renan, Gimenez, Felipe, Fred e Diogo; Rodrigo, Patrick(Liniker), David e Felipe Menezes; Bruno Henrique(Carlos) e Murilo(Lucas Coelho).
Técnico: Julinho Camargo
 
Data: 29/07/2015
Hora: 16h
Local: Serra Dourada

Transmissão:A TV Globo transmite para o RJ, SC, PR (Curitiba), ES, GO (menos Goiânia), TO, BA, SE, AL, PE (Petrolina), PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF. O Premiere e o PFC HD também passam a partida.

Árbitro:Heber Roberto Lopes (SC-Fifa)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC-Fifa) e Carlos Berkenbrock (SC).

Flamengo massacra Rio Branco e estreia bem no Torneio Touchdown


Contando com a boa atuação dos dois americanos da sua equipe, o Flamengo estreou com vitória no Torneio Touchdown. Neste domingo, o Rubro-negro recebeu o Rio Branco FA no estádio Luso Brasileiro, no Rio, e triunfou por  55 a 06. O time da Gávea volta a jogar no dia 16 de agosto, em Vila Velha (ES), contra o Vila Velha Tritões.

Flamengo Rio Branco Torneio Touchdown futebol americano (Foto: Jayson Braga/Divulgação) 
Flamengo passou fácil pelo Rio Branco na estreia do Torneio Touchdown (Foto: Jayson Braga/Divulgação)
 
Com erros capitais por parte do time visitante, o Flamengo aproveitou para abrir uma boa vantagem já no primeiro quarto de partida. Aproveitando um snap ruim por parte do center capixaba, Euclides recuperou um fumble dentro da endzone adversária, anotando o primeiro touchdown para o Flamengo – extra point convertido por Patrick.Na sequência foi a vez de Frost anotar seu primeiro touchdown na temporada, após uma corrida de 15 jardas.

O segundo quarto continuou sendo dominado por completo pelo time carioca. Com boas jogadas terrestres, o principal reforço do time para esta temporada, Yolanders Pratt, marcou novamente para o rubro-negro, após uma corrida de 68 jardas.

Com o mesmo Pratt, desta vez com uma corrida de 70 jardas para touchdown, o Flamengo ampliou sua vantagem diante dos capixabas. Antes do intervalo, o time carioca ainda marcou por mais duas vezes com as corridas de Frost para touchdown de 20 e 12 jardas respectivamente.

Na volta do intervalo, o Rio Branco descontou com Jalder, após uma recuperação de fumble. A resposta do Flamengo veio no drive seguinte, com um passe longo conectado por Frost encontrando Patrick livre dentro da endzone.

Com a partida definida, o Rubro-negro aproveitou para lançar alguns novatos em campo no último quarto. Aproveitando a oportunidade, Wellington Assis correu para touchdown e fechou o placar da primeira vitória rubro-negra no Torneio Touchdown.

Ex-técnico de César Martins, Jorginho aprova zagueiro do Flamengo: "Muito técnico"

A ausência de Wallace e Samir na delegação rubro-negra que desembarcou em Goiânia no sábado abriu brecha para a estreia de César Martins, apresentado pelo Flamengo como reforço na última terça-feira. Ele enfrenta o Goiás neste domingo, às 16h (de Brasília), no Serra Dourada. Natural de Mairinque (SP), o zagueiro viveu seu apogeu com a camisa da Ponte Preta, na campanha do vice-campeonato da Sul-Americana, em 2013. Seu técnico era Jorginho, um dos maiores laterais-direitos do Fla, clube que também treinou. Conhecedor do atleta e da história rubro-negra, ele encheu a bola do ex-pupilo.

- O César tem altura muito boa, mas é um jogador muito técnico também. Ele tem a vantagem de jogar não apenas de zagueiro, mas também de lateral. Ele é muito forte no um contra um e nas bolas aéreas leva vantagem. Além de ser alto, é realmente muito bom no jogo aéreo - garantiu.

César Martins, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
César Martins vai estrear pelo Flamengo após menos de uma semana de treinos (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
 
Em suas primeiras palavras como flamenguista, César disse ter facilidade para atuar nos dois lados da zaga, declaração corroborada por Jorginho. Ainda agrega características ofensivas ao estilo do ex-pontepretano, ponto no qual teve até de freá-lo no tempo em que trabalharam juntos.

- Comigo jogou nas duas. O ideal é pela direita, mas pode jogar nas duas sem problemas. Ele faz gols, vai à frente. E, muitas vezes por jogar de lateral-direito, tem o ímpeto de avançar. Eu dizia para ele: "Quando está pela lateral tudo bem, mas na zaga tem de dar uma segurada" - relembrou.

Jorginho comandou César Martins quando o jogador tinha apenas 20 anos. E, apesar da tenra idade à época, sentiu que não duraria na Macaca.

- Era um dos jogadores mais promissores do elenco, pelo talento e pela idade. É um cara que realmente queria vencer, eu via que estava claramente buscando um espaço além da Ponte, e ele tem espaço para isso.

Jorginho, técnico da Ponte Preta (Foto: Carlos Velardi / EPTV) 
Jorginho, ex-técnico do Flamengo, foi comandante de César Martins na Ponte Preta em 2013 (Foto: Carlos Velardi / EPTV)
 
Embora o América-RJ ainda fosse forte no início dos anos 80, quando Jorginho se profissionalizou jogando com a camisa rubra, o ex-lateral acredita que César, a exemplo do ocorrido consigo, também tem condições de sair de um pequeno e se destacar pelo Flamengo.

- O César tem uma personalidade muito forte. É um jogador que tem o estilo do Flamengo na questão da raça e da garra. Tem tudo para dar certo no Flamengo - encerrou.

sábado, 25 de julho de 2015

Com mudanças, Flamengo estreia no Touchdown apostando no coletivo e em trio gringo


uniforme Flamengo FAO wide receiver Rodrigo “Vinny” Pons, destaque da seleção brasileira, anunciou sua aposentadoria. O quarterback Ramon “Mamão” e os cornerbacks Bruno “Sapo” e Filipe Sodré, que também defenderam o Brasil no Mundial de futebol americano, também saíram do time. Apesar desses e outros desfalques, o Flamengo FAestá confiante para a temporada, apostando no coletivo e em um trio americano no ataque para estrear bem no Torneio Touchdown contra o Rio Branco FA neste domingo, às 11h, na Portuguesa da Ilha.

- Realmente perder atletas desse nível não é bom para nenhuma equipe. Em outra mão, a saída deles abriu espaço para outros atletas que estão muito motivados em mostrar que podem suprir as ausências. O futebol americano talvez seja o esporte mais coletivo que existe, onde se você não tem 11 atletas em campo sabendo o que tem de fazer, não adianta ter uma ou duas estrelas que saibam muito. Dessa forma, estamos trabalhando principalmente o coletivo para compensar. O time vem treinando o dobro do que ano passado e se preparando de forma completamente diferente também – afirmou o técnico Otavio Roichman





Além do coletivo, três americanos são uma aposta do Flamengo para o ataque nesta temporada. O quarterback KC Frost volta a defender o time e agora ganha a companhia do running back Yolandus Pratt e do coordenador ofensivo Justin Bubbar.

- Talvez este trio seja responsável por grande parte da transformação que será vista em campo a partir desta partida de estreia. O entrosamento entre dois atletas de primeira divisão do college football nos EUA, com a experiência de um treinador acostumado com grandes jogadores na Flórida, trouxe uma nova dinâmica ao nosso ataque, abrindo espaço também para que os brasileiros brilhem – explicou Otavio.



O Flamengo pode ter perdido alguns jogadores de seleção, mas também teve representantes no Mundial. Dentro de campo, estiveram em Ohio o tight end Felipe Leiria "Cebola", os offensive linemen Marcos Martiny e Anselmo Brauer, e o defensive lineman Denis Barros. Na lateral, estavam o preparador físico Leonardo Britto e os irmãos Ivan e Otávio Roichman.

- O Mundial foi, além de tudo, uma grande escola. Estivemos próximos dos melhores jogadores de futebol americano de vários países, sem contar o fato de estar nos EUA, que possui os melhores atletas e ligas. Durante as duas semanas do Mundial, pudemos crescer e desenvolver as características necessárias para produzir melhores resultados dentro de campo – explicou Anselmo Brauer, um dos capitães da seleção.

Agora, Anselmo tenta deixar as lembranças do Mundial um pouco de lado para se concentrar 100% no Flamengo.

- Futebol americano é um esporte de foco. Eu, apesar de toda a experiência e aprendizado com o Mundial, preciso deixar de lado o playbook e o momento do mundial e concentrar 100% para o Flamengo. Somente assim meu time e meus companheiros poderão contar comigo.

Samir não desembarca em Goiânia, e César Martins vai fazer estreia pelo Flamengo

César Martins, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
O zagueiro César Martins, apresentado na última terça-feira como reforço rubro-negro, fará sua estreia pelo Flamengo neste domingo, às 16h (de Brasília), contra o Goiás, no Serra Dourada. Wallace, com uma lombalgia, e Samir, ainda longe de suas condições ideais sob a ótica da comissão técnica, ficaram no Rio de Janeiro.

Após o treino de sexta-feira, Cristóvão Borges, em papo com os jornalistas, deu a entender que Samir não jogaria, porém, condicionou sua inclusão ou não na delegação rubro-negra a uma avaliação realizada neste sábado.

César Martins, de 22 anos, começou a carreira no Atlético Sorocaba, mas ganhou evidência durante o vice-campeonato da Ponte Preta da Copa Sul-Americana de 2013, diante do Lanús, da Argentina. O bom papel na Macaca lhe rendeu uma transferência para o Benfica, de Portugal, em junho de 2014. Pouco aproveitado pelos encarnados - integrava o time B do clube lisboeta -, acabou emprestado ao Rubro-Negro.

Em sua apresentação, o grandalhão de 1,90m garantiu que tinha condições de estrear assim que fosse solicitado.

- Faz três semanas que estávamos treinando, fiquei apenas um fim de semana sem treinar. Espero em breve poder jogar, vai ser opção do treinador. Estou aqui para somar, não cheguei para tumultuar. Muita gente fala que chegou para ser titular, nada disso, chego para somar - disse César Martins, cujo contrato de empréstimo com o Flamengo tem duração até junho de 2016.

Goiás x Flamengo: parcial divulgada indica 4,6 mil ingressos já vendidos

De acordo com a diretoria do Goiás, cerca de 4,6 mil ingressos já foram vendidos para o jogo contra o Flamengo, marcado para domingo, às 16h, no Serra Dourada.

Tal número inclui os bilhetes comercializados até o fim da tarde deste sábado no Empório Esmeraldino, na Serrinha, único ponto de venda em Goiânia, e até sexta-feira à noite nos cinco postos disponibilizados em Brasília, onde há grande concentração de flamenguistas.

Apesar do número relativamente baixo de vendas antecipadas, o Goiás projeta 20 mil pagantes para o duelo. Os ingressos custam R$ 100 (arquibancada) e R$ 200 (cadeira).

Carioca Sub-20: Flamengo vence o vasco sanitário, e Botafogo empata com Madureira


Campeão da Taça Guanabara, o Flamengo ficou próximo de disputar também a decisão da Taça Rio do Campeonato Carioca Sub-20. Na tarde deste sábado,no galinheiro de   São Januário, o Mengão derrotou o vasco por 2 a 1 e joga pelo empate no confronto de volta, na Gávea. O Cruz-Maltino precisa triunfar por dois gols para avançar. Se vencer por um de diferença, leva a decisão para os pênaltis.

No outro jogo da semifinal, Madureira e Botafogo empataram por 2 a 2 em Conselheiro Galvão. Nova igualdade beneficia o Alvinegro, que fez melhor campanha. O Madureira precisa vencer por qualquer placar para avançar.

Os dois jogos serão disputados no dia 2 de agosto, domingo, às 15h. Flamengo x vasco acontecerá na Gávea, enquanto Botafogo x Madureira será disputado no Engenhão. Se o Rubro-Negro vencer também a Taça Rio será campeão estadual sem a necessidade dos dois jogos finais.

Próximo da "última partida", goleiro César se diz amadurecido e confiante


Goleiro César em entrevista no Ninho do Urubu (Foto: Felippe Costa)
Perder a vaga de titular é uma fator desagradável na carreira de qualquer jogador, mas para o goleiro César, do Flamengo, o assunto não chega a desanimar. Amigo de Paulo Victor, que deve voltar ao time contra o Santos, no próximo 02, ele se mostra satisfeito com o rendimento em campo e, principalmente, com o amadurecimento que ganhou desde o confronto diante do Atlético-MG, no último dia 20 de junho.

- Bom que ele está se recuperando. Tenho feito o melhor e essa sequência foi boa. A cada jogo fui crescendo e ganhando experiência. Foi importante para evoluir, rever os lances no vídeo. Paulo Victor é um excelente goleiro , tem o respeito de todos e o carinho. Claro que fica o gostinho de quero mais. Porém, vou continuar trabalhando forte.

César, de 23 anos, reconhece que chegou a falhar em alguns lances, mas que isso não o abalou. Além do apoio dos companheiros, a sequência de jogos foi proveitosa para que ele conseguisse de firmar cada vez mais.

- Falhei em determinadas situações, mas precisava trabalhar e analisar os vídeos. O principal era fazer o melhor dentro de campo. Claro que todo jogador precisa de uma sequencia de jogos. Isso vai me dando mais tranquilidade. Sem dúvida é uma responsabilidade, mas é um prazer estar aqui e não fujo disso. Desde o primeiro jogo foi uma crescente. Ainda tem mais um jogo e quero fazer o meu melhor.
 
Quanto ao time, César considera que as últimas vitórias estão fazendo com que a confiança retorne ao grupo e que os resultados começarão a aparecer gradualmente. Segundo ele, a chegada dos reforços também contará bastante.

- Todos os jogos são equilibrados. O futebol está muito nivelado. Estávamos no caminho certo. Mas a ansiedade acabava atrapalhando. Agora com as vitórias e gols, a confiança volta. O Ederson Vai nos ajudar muito nesse sentido.

O Flamengo volta a campo no próximo domingo, ás 16h ( de Brasília), para enfrentar o Goiás, no Serra Dourada, em Goiânia. Para o jogo, Cristóvão Borges não terá Wallace, Emerson Sheik e Armero.

Depois de fazer primeiro treino no Flamengo, Ederson embarca para Itália


Ederson do Flamengo embarca para Itália (Foto: GloboEsporte.com)
O meio-campo Ederson mal chegou e já voltou para a Itália. Mas o torcedor do Flamengo não precisa se preocupar. O novo reforço rubro-negro volta ao país de seu ex-clube, o Lazio, para resolver problemas particulares e de sua mudança para o Brasil. Na próxima quinta-feira, 30 de julho, ele desembarca no Rio de Janeiro em definitivo, junto com a esposa e o filho de quatro anos.

As poucos mais de 24 horas em que esteve no Brasil foram intensas para o jogador. Ele chegou no Rio por volta das 10h da manhã e foi apresentado na Gávea cerca de duas horas depois. Descansou no restante do dia e na manhã deste sábado, Ederson já fez seu primeiro treino com os novos companheiros. No Ninho do Urubu, ele fez um trabalho físico e depois participou do rachão com o restante do elenco.

Ederson assinou contrato com o Flamengo até o fim de 2017. O Rubro-Negro não precisou pagar nada pela transferência na saída do meio-campo do Lazio. A expectativa agora é pela estreia do jogador. Como o Fla ainda não divulgou sua programação para a próxima, não é possível saber se ele treinará na quinta-feira, dia que volta ao Brasil. Se ficar de fora, ele terá apenas dois treinos antes do jogo contra o Santos, no próximo domingo, dia 2 de agosto, no Maracanã.

Esboço prevê todos contra todos, final única e produção na Copa Sul-Minas

Ainda que esteja em discussão se vai ocorrer ou não, a Copa Sul-Minas tem um esboço de como vai ser disputada. A intenção dos clubes, até o momento é de fazer com que todos os participantes, independente da presença ou não do Flamengo e do Fluminense, se enfrentem. Mais do que isso, a intenção é fazer do torneio uma "festa" para o torcedor, com organização e atrativos.

Os representantes dos clubes voltam a se encontrar no dia 7 de agosto, em Porto Alegre. A previsão é de chegar a uma fórmula de disputa e podem até confirmar a realização do torneio. O plano inicial é de que os times sejam divididos em dois grupos. No primeiro turno eles se enfrentam entre eles e na segunda parte os confrontos são das equipes de grupos distintos. Os quatro melhores de cada agrupamento, no somatório das duas fases, fariam mata-mata nas quartas e nas semifinais. A decisão tende a ser uma novidade. A pauta atual prevê que uma cidade seja escolhida previamente para receber a final, em jogo único.

Reunião Copa Sul-Minas  (Foto: João Lucas Cardoso) 
Nova reunião sobre a Copa Sul-Minas acontece no dia 7 de agosto, em Porto Alegre (Foto: João Lucas Cardoso)
 
- Inicialmente 12 clubes, se vierem Flamengo e Fluminense, 14 clubes. Seriam 18 datas e a final em jogo único. É uma final estilo Champions, em uma cidade pré-anunciada, será feito uma produção, um evento paralelo para promover o evento - aponta o vice-presidente do Coritiba, André Luiz Macias, mentor da copa Sul Minas.

Ainda que não tenha confirmação da realização do torneio, tampouco ainda hajam outras discussões a serem feitas, o cartola está otimista e descarta que a competição venha a ocorrer somente na temporada seguinte, em 2017. Além de disputa, a missão curta é fazer da competição também viável.

- Dá tempo, estamos em julho, a final em abril, campeonato em fevereiro. É só organizar e fazer, custa muito, tem gente interessada, mas o lucro pode ser considerável, estamos otimistas. Fica cada vez mais claro que os clubes gastam até 30 vezes mais do que arrecadam nos primeiros quatro meses. Então na próxima reunião vamos avaliar e o nome pode ser vendido, pode ser naming rights. O nome que pagar, leva.

Enquanto as discussão não são retomadas, clubes e entusiastas trabalham nos bastidores. Até a próxima reunião, a tendência é de que esteja formada a associação que seria responsável pela gestão da competição. Macias refuta a ideia de fazer como a Copa Verde ou a Nordeste, que são administradas por uma liga.

- Não há a necessidade de uma liga. Nossos advogados foram felizes em apresentar os caminhos jurídicos. É algo que a gente só faria com a chancela da CBF, uma associação para constituir uma representação jurídica.

Ederson treina pela primeira vez, e Wallace desfalca o Flamengo contra o Goiás


O sábado foi de novidade e má notícia no treino do Flamengo, que aconteceu no Ninho do Urubu, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O zagueiro Wallace, que sentia dores por conta de uma lombalgia, ficou de fora da relação  de jogadores que estarão na viagem para o jogo contra o Goiás, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Serra Dourada, pelo Campeonato Brasileiro. O meia Ederson, apresentado na última sexta-feira, fez seu primeiro trabalho junto com os companheiros.

Ederson Treino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Ederson fez um intenso trabalho físico em seu primeiro treino com o time do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
 
Contratado até o fim de 2017, Ederson chegou ao Rio na manhã desta sexta-feira, às 10h10, e foi direto para a Gávea para sua apresentação. O jogador volta para a Itália ainda nesse sábado para resolver problemas particulares e retorna em definitivo na próxima quinta. No treino, ele aprimorou a parte física ao lado do atacante Emerson Sheik.

Quanto ao zagueiro Wallace, que se recupera de lombalgia, não foi ao em campo, assim como na véspera, e ficou fora da relação de jogadores que vai a Goiânia. Os desfalques ficam por conta de Sheik (suspenso) e Armero (estiramento na coxa direita). Assim, Cristóvão Borges deve levar a campo o seguinte time: César, Ayrton, César Martins (Samir), Marcelo e Jorge; Cáceres, Márcio Araújo e Canteros; Everton, Cirino e Guerrero.

Candidato à presidência do Flamengo, Wallim deixa cargo de vice em agosto

Está definida a saída de Wallim Vasconcellos da vice-presidência de patrimônio do Flamengo. Responsável pela pasta desde o segundo semestre de 2014, ele entregará o cargo no próximo dia 3 de agosto, uma segunda-feira. Candidato à presidência do clube nas eleições marcadas para o fim do ano – após um racha na Chapa Azul, grupo vencedor do pleito em 2012 –, ele diz que só não deixará posto antes porque viajará para o exterior no domingo.

– Pedi para o Eduardo (Bandeira de Mello) marcar uma reunião para o dia 3 de agosto. Gostaria de entregar meu cargo na frente da diretoria com quem fiquei por dois anos e meio. Quero me despedir dos companheiros, não pedir para sair como uma carta fria. É fazer uma coisa educada, continuar uma relação amistoso com o presidente. Não tem nada de briga. Há uma diferença de estilo de gestões – explicou.

Bandeira de Mello e Wallim Vasconcelos, Treino Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
Wallim (à dir.) ressalta relação amistosa com presidente Eduardo Bandeira de Mello(Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

Segundo Wallim, seus pares entendem que a essência da Chapa Azul está na condição de a coletividade prevalecer. Segundo o dirigente, o grupo acha que a corrente favorável a Bandeira acredita apenas num nome, tratando o modelo dos outros companheiros como "personalista".

– A questão é de estilo de gestão. Nós achamos que o grupo é mais forte do que a pessoa, e eles acham que a pessoa (Eduardo Bandeira de Mello) é mais forte do que o grupo. Nossa proposta em 2012 foi que o Flamengo seria gerido por grupo um de pessoas dentro e fora do clube. Aí pessoas começaram a ficar um pouco isoladas, sabendo depois do que estava acontecendo. Para nós, assim ficou mais fraco, mas não tem nada de desvio de ética. Não tem nenhuma dúvida em relação a correção e honestidade (do grupo de Bandeira). Pretendemos manter o que venceu em 2012, ou seja, a ideia de um grupo.

Para sustentar sua argumentação, Wallim garante que não concorrerá à reeleição em 2018 caso seja eleito para comandar o clube no próximo triênio..

– Não vou tentar de jeito nenhum. O único pedido ao meu grupo foi esse (não tentar reeleição). O segundo mandato geralmente é muito pior do que o primeiro, em todas as instâncias políticas. Tudo bem, é possível fazer um segundo mandato fantástico, mas combinamos que, se alguém do nosso grupo quisesse ser (candidato), ele (Eduardo Bandeira de Mello) abriria mão. Espero que, se ganharmos, outro venha e fique por mais três anos. Essa é a beleza do nosso grupo, não é só uma pessoa. Alternância de poder é para mostrar que ele não é personalista. O grupo é o mais importante. O Flamengo nunca foi bem-sucedido com um salvador da pátria, e quem conduziu essa recuperação do Flamengo foi o grupo.

Rodrigo Tostes Flamengo (Foto: Cahê Mota)Wallim mostra confiança para as eleições presidenciais pautando-se no apoio de empresários e, segundo ele, por ter a adesão da maioria dos fundadores da Chapa Azul.

– A Chapa Azul está maciçamente conosco. O Godinho (Flávio) e o Pracownik (Cláudio, vice de administração), que resolveu apoiar o Eduardo, é que não estão. Em uma coletiva na primeira semana de agosto, anunciaremos mais empresários para mostrar que nossa chapa está mais robusta. Muita gente se juntou depois de ver que era viável recuperar o Flamengo.

Atual vice de finanças, Rodrigo Tostes é tratado como pilar da reconstrução financeira rubro-negra, e sua atuação nas eleições é colocada em dúvida. Correligionários de Bandeira de Mello garantem que Tostes está neutro, incerto se seguirá ou não no clube em 2016. Wallim discorda e assegura que se trata de um aliado da agora oposição.

– O Tostes falou com todos na reunião (da última quarta-feira, quando houve a ruptura). Provavelmente estará conosco na coletiva que devemos conceder na primeira semana de agosto. Ele, Landim (Rodolfo, vice de planejamento) e o Bap (Luiz Eduardo Baptista, ex-vice de marketing).

É discutido nos corredores da Gávea a possibilidade de um terceiro "braço azul" ser formado com Gony Arruda, deputado estadual no Ceará. Wallim não descarta e a considera saudável.

– Temos boas relações com o Gony, que é tão rubro-negro como qualquer um de nós. Se vier a ser candidato, pelo menos é garantia de mais uma pessoa honesta e capaz para concorrer. Se tiver um grupo forte, é sadio que tenhamos mais opções para os sócios. É importante não haver polarização. Não sei se terá o Lysias (Itapicurú), mas o Gony é um cara alto nível.

Wallim ainda afirmou não descartar uma eventual composição quando o pleito estiver na iminência de ser realizado, mas o grupo de Bandeira não seria a única opção. Ele acredita que o mesmo poderia ser feito pelos aliados do atual mandatário.

Único sob a ótica de Cristóvão Borges, Guerrero vira liderança positiva no Flamengo


Guerrero, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
A "Guerrero-dependência" é sustentada pelos números. Em três jogos, só vitórias e média de um gol por compromisso. O centroavante, evidentemente, evita o status e nega ser insubstituível. Técnico e capitão do Flamengo, respectivamente, Cristóvão Borges e Wallace repelem a palavra dependência, mas não se furtam de reiterar a singularidade do peruano dentro do elenco. Ambos convergem na certeza de que não há peça semelhante no Ninho do Urubu. O comandante rubro-negro deixou isso claro quando foi convidado a comentar a ausência de Emerson Sheik no jogo deste domingo, contra o Goiás, às 16h (de Brasília), no Serra Dourada.

- Ele (Emerson) vem jogando muito bem, e a gente sabe que tem contribuído. Dá muito trabalho com movimentação e velocidade. A diferença é com a ausência do Guerrero. Sem o Guerrero, a gente tem que mudar a nossa maneira de jogar. Se quisermos manter essa característica de jogar (com um atacante de velocidade), temos outras opções. A falta do Guerrero muda muito por não termos jogadores semelhantes. Muda o sistema. Não tem outro jogador igual ao Emerson, mas tem jogadores com características parecidas - diferenciou.

Wallace já é mais específico e trata da principal mudança que o Rubro-Negro teve com a chegada de Guerrero, além dos gols, é claro. Acredita que, com o 9 peruano, a bola fica mais no setor ofensivo.

- Não sei se é dependência, mas que a gente precisa muito dele é fato, vem muito da característica de jogo. Ele tem esse timing de segurar a bola, esperar os caras que vêm de trás. Trago um número que foi do jogo do Vasco, trocamos 465 passes, e o vasco, 112 (na verdade, foram 427 certos do Fla contra 132 do vasco, com 33 e 29 errados, respectivamente). Foi um número elevado, mas não tinha o cara para segurar a bola - disse.

Guerrero e Cristóvão (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Cristóvão é só elogios ao atacante peruano e ao entrosamento com Emerson Sheik (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
 
O futebol de Guerrero não é o único artigo de luxo trazido pelo jogador, segundo Cristóvão Borges. Apesar do jeito caladão, as atitudes têm feito o jogador de 31 anos tornar-se rapidamente um líder junto ao grupo flamenguista.

- Não o conhecia, só (tinha contato) de jogar contra. É uma pessoa tímida, mas me chama bastante atenção como é concentrado em tudo que faz e como se cobra. Isso é bastante interessante. O ídolo é referência o tempo inteiro, e uma referência positiva assim é importante num lugar onde há muitos jovens, como é o Flamengo. Acrescenta e nos ajuda muito com esse seu comportamento positivo. É importante, um jogador decisivo, goleador. Chegou, sua adaptação foi fácil num ambiente muito bom, saudável. Está integrado, feliz e fazendo gol. Fez gols em todas as partidas, e gols que foram decisivos. É uma contribuição que já sabíamos que ia acontecer e esperamos que isso continue - torceu o zagueiro.

Também agrada a Cristóvão o grande entendimento entre Guerrero e Emerson Sheik, bônus oriundo do tempo em que foram companheiros no Corinthians.

- É importante porque você ganha tempo. São grandes jogadores, experientes, decisivos e respeitados. E ainda chegam com entrosamento, o que é um passo à frente. Estamos nos beneficiando disso. O resultado prático está aí e traz um benefício para todos os jogadores.