sábado, 23 de maio de 2020

Flamengo aproveita brecha contratual para anunciar lateral-direito; Marcos Braz entra em cena para fechar negócio



O Flamengo aproveita o período sem futebol no Brasil para resolver algumas situações referentes ao elenco. A prioridade do clube Rubro-Negro é confirmar a manutenção do técnico Jorge Jesus. Após a renovação do Mister, o Fla poderá também resolver um problema crônico no plantel.

Com Rafinha afirmado na lateral direita, o clube busca um reserva para o experiente atleta, talvez a única posição em que o Mais Querido não tenha, no mínimo, dois jogadores de bom nível. Segundo a informação de Hernán Feler, da TNT Sports, o Flamengo está negociando com o lateral Fabricio Bustos, do Independiente.

O nome que já foi ligado ao clube carioca em outras oportunidades estaria mais próximo do Ninho do Urubu pois os argentinos enfrentam uma grave crise financeira e, por isso, estariam dispostos a vender o atleta, assim como o zagueiro Alan Franco, outra das promessas do Rojo.

Com contrato em vigor com o Independiente até junho de 2022, o lateral de 24 anos está avaliado em 4,8 milhões de euros (aproximadamente R$ 29 milhões) pelo Transfermarkt, site especialista em transferências. Até o momento, Jorge Jesus chegou a testar até o atacante Berrío improvisado na lateral.

Na última temporada, Fabricio Bustos somou 25 jogos com a camisa do Independiente e 4 assistências. O atleta foi campeão da Copa Sul-Americana em 2017 contra o próprio Flamengo.



Vigilância Sanitária emite nota sobre reunião com o Flamengo: 'O clube se comprometeu a atender as normas'



A agitada semana do Flamengo se encerrou na última sexta-feira, já que jogadores estão de folga neste fim de semana, sábado e domingo, após treinos no Ninho do Urubu - apesar de não estar oficialmente autorizado pela prefeitura e governo do Rio de Janeiro. Na última tarde, por exemplo, um representante do clube teve que ir à sede da Vigilância Sanitária para prestar esclarecimentos após o veto à entrada da fiscalização no CT, quinta última.

Via assessoria de imprensa, a Vigilância Sanitária emitiu uma nota na qual explica a motivação da visita, que foi devido a uma "denúncia de descumprimento ao Decreto RIO 47.282/20, referente a normas de restrição de aglomeração, medida essencial ao enfrentamento da pandemia" do novo coronavírus. Além disso, diz que o Fla e comprometeu a atender as normas:

- O clube (Flamengo) se comprometeu a atender as normas sanitárias fundamentais para a prevenção de riscos à saúde pública - diz trecho da nota.

O Rubro-Negro chegou a ser multado pelo veto à fiscalização, através da prefeitura: R$ 2.967,00 por desrespeitar o Código Sanitário do município.

Veja o comunicado da Vigilância Sanitária na íntegra:

"Fiscais da Subsecretaria de Vigilância Sanitária, pasta vinculada à Secretaria Municipal de Saúde, e da Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização da Secretaria Municipal de Fazenda estiveram na tarde desta quinta-feira, 21/05, no Centro de Treinamento do Clube de Regatas do Flamengo para conferir denúncia de descumprimento ao Decreto RIO 47.282/20, referente a normas de restrição de aglomeração, medida essencial ao enfrentamento da pandemia da COVID-19. Na chegada, a equipe foi impedida de entrar sob alegação de não haver funcionário do setor administrativo para acompanhar a inspeção, infringindo o Código Sanitário do Município do Rio de Janeiro (inciso X, Art. 30 do Decreto 45.585/18). Diante disso, o estabelecimento foi autuado e o responsável notificado a comparecer na sede da Vigilância nesta sexta, 22, para prestar esclarecimentos quanto à denúncia e também ao fato ocorrido.

Representantes do Clube de Regatas do Flamengo estiveram na Vigilância Sanitária nesta sexta-feira, 22/02, para esclarecer por que fiscais do órgão e da Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização da Secretaria Municipal de Fazenda foram impedidos na quinta, 21/05, de entrar no centro de treinamento que, por isso, acabou multado. No encontro, técnicos da Vigilância reforçaram a importância do cumprimento do Decreto RIO 47.282/20, com medidas de enfrentamento à pandemia de Covid-19, como a restrição de aglomeração. O clube se comprometeu a atender as normas sanitárias fundamentais para a prevenção de riscos à saúde pública."




Campanha do Flamengo já atuou em 40 comunidades do Rio; veja números



No início de abril, o Flamengo, em parceria com o SOS Favela/Viva Rio, lançou a campanha "Nação Solidária: Flamengo campeão dentro e fora de campo", com objetivo de ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade nas comunidades carentes do Rio de Janeiro. E, neste sábado, o clube divulgou os números mais recentes das doações.

Até o momento, o clube arrecadou cerca de R$ 105 mil em doações, que foram transformadas em cestas básicas, álcool em gel e máscaras de proteção. As ações já foram realizadas em 40 comunidades do Rio e Grande Rio.

O projeto, além de realizar entregas de alimentos, produtos de higiene pessoal e equipamentos de proteção, também está distribuindo cartões de alimentação para ambulantes que trabalham no Maracanã. Ao todo, 922 trabalhadores informais que se cadastraram no programa irão receber o auxílio no valor de R$ 55. Vale lembrar que, com a suspensão de jogos no estádio, essas pessoas foram diretamente impactadas em suas rendas mensais.



Gerente de Responsabilidade Social do Fla, Camila Nascimento destacou a importância dessa campanha em meio à pandemia do novo coronavírus:

- No combate ao coronavírus, a solidariedade se tornou uma arma poderosa contra os efeitos que a pandemia está provocando. As arrecadações de alimentos têm feito a diferença na mesa de muitas famílias, que perderam sua geração de renda, estão com as crianças em casa, sem a merenda escolar, e agora dependem de apoio para prover sua subsistência.



- As pessoas recebem a orientação de levar bem as mãos, mas sequer têm água encanada em casa, como observamos em muitas favelas do Rio de Janeiro. De positivo, o que fica é a união de todos. A gratidão de quem recebe e o engajamento de quem apoia - completou a gerente rubro-negra.

Confira os números do "Nação Solidária" até o momento:

- Valor arrecadado: R$ 104.133,45
- Famílias atendidas: 2.031
- Álcool em gel 500 ml: 8.021
- Máscaras de proteção: 4.000


- Comunidades atendidas: 40



Além de atletas, Flamengo estuda examinar ambientes e superfícies do CT contra coronavírus


De volta aos treinos, o Flamengo estuda uma forma de aperfeiçoar seu plano de ação no Ninho do Urubu. O clube planeja realizar exames de Covid-19 também em ambientes e superfícies do centro de treinamento, de forma a saber se há alguma carga viral no CT.

O procedimento consiste em coletar amostras com swabs (cotonetes estéreis específicos para testes) dos locais utilizados pelos jogadores após os treinos. Depois disso, o material será enviado para análise para verificar se o coronavírus foi encontrado em algum ambiente ou material utilizado.

Com o resultado, o clube poderá se certificar ainda mais da biossegurança oferecida no Ninho e até ajustar o protocolo elaborado pelo doutor Marcio Tannure, chefe do departamento médico, caso seja necessário.

Os jogadores, nesta semana, já se manifestaram publicamente apoiando o retorno aos treinos e afirmando que se sentiam seguros com as condições oferecidas.

O Flamengo voltou às atividades na segunda-feira, primeiro com testes e avaliações físicas, depois com trabalhos no campo, respeitando o plano de ação criado.

Nos primeiros exames de Covid-19, 38 pessoas tiveram resultado positivo. Destas, três eram jogadores. Nesta semana, dois se recuperaram, mas um quarto jogador deu positivo no teste de segunda.

Saiba quanto custa o aparelho importado pelo Flamengo para auxiliar no combate à Covid-19


O Flamengo, através de seu departamento médico, vem se esforçando ao máximo para tornar o ambiente do Ninho do Urubu seguro aos atletas e profissionais envolvidos no dia a dia do futebol no retorno do elenco aos treinos. Um dos investimentos foi na importação do PortCov, sistema de desinfecção que será instalado no CT. O aparelho, desenvolvido em Portugal e com quatro versões, custa de R$ 63 mil (modelo basic) a R$ 105 mil (premium).

O aparelho, que mede a temperatura dos colaboradores, desinfeta sapatos, roupas e mãos, já foi importado e sua chegada ao Ninho é aguardada até o início de junho. Contudo, o time profissional já retomou as atividades no CT nesta semana, com o departamento adotando 13 medidas para evitar o contágio do novo coronavírus entre jogadores e profissionais.

O modelo mais simples é o basic, que dispõe de "pulverização por patamares controlada por sensor de altura, desinfecção de mãos, tapete desinfectante de calçado, rampa de acessos, depósito de 13 litros e display de 3,5 polegadas". Para o plus, há a adição de sensor de temperatura - esta versão custa R$ 70 mil.

O modelo plus+, a custo de R$ 95 mil, oferece câmera térmica para controle de temperatura - no lugar do sensor - e um display maior, de 7 polegadas.

A versão mais completa do sistema de desinfecção (premium) ainda conta com acabamento em inox, tapete exterior, e depósito com capacidade de 26 litros.

O aparelho conta com a declaração de adequação ao serviço dada pela TUV Rheinland Portugal, reunindo "de forma satisfatória as prescrições mínimas de segurança e de saúde para a utilização pelos trabalhadores de equipamentos de trabalho", estando de acordo com as disposições da Diretiva "Equipamento de Trabalho" (n.º 89/655/CEE e sua alteração) e com a legislação nacional que a transpõe.



Diego fala sobre volta do Flamengo aos treinos


O jogador usou o Twitter para manifestar seu posicionamento perante o retorno das atividades em meio à pandemia da Covid-19.

“Nada nos distancia mais do que o ódio e intolerância à opiniões contrárias. Numa época em que precisamos de união, mesmo à distância, isso fica ainda mais evidente... todos no departamento de futebol, incluindo médicos, jogadores e dirigentes, estão unidos para tomar as melhores decisões possíveis neste momento”, declarou.

“Eu me sinto seguro para retornar pois o Flamengo está investindo cada vez mais em estrutura e na ciência para garantir a segurança necessária ao retorno. Não se trata de uma afronta, mas algo bastante debatido internamente. Toda a estrutura oferecida a nós foi a motivação para a nossa decisão. Se não fosse desse jeito, jamais voltaríamos. Continue fazendo o recomendável na quarentena e busque o máximo de informação que puder, de pessoas e órgãos confiáveis”, afirmou o meia.

“Estamos, também, cientes que a realidade preventiva disponível para nós é muito diferente da que a população do nosso país e muitos no mundo inteiro tem. Infelizmente! Buscamos diariamente, de alguma forma, minimizar isso com a nossa relevância adquirida com a pratica esportiva, que conquistamos junto a você ao longo das nossas carreiras.


Que nenhuma questão ou opinião política nos faça julgar as pessoas e esquecer as causas. Venceremos juntos - com distância recomendada - mais uma vez!”, completou.






sexta-feira, 22 de maio de 2020

Crivella acena com retorno de clubes do Rio aos treinos na segunda-feira



O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, afirmou que os clubes estarão liberados para retornar aos treinos a partir da próxima segunda-feira. Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira, Crivella falou que a volta às atividades em meio à pandemia do novo coronavírus só acontecerá mediante a execução de um protocolo minucioso de segurança.  

- Nós estamos propondo uma estratégia de retorno, os clubes que puderem obedecer isso, então a partir do dia 25 poderão (retornar aos treinos). Reitero o apelo para que as medidas sejam obedecidas - declarou.

O prefeito adiantou que terá uma reunião com os clubes para detalhar como devem ser os protocolos de segurança nesta retomada.

- A estratégia é rigorosa, ela é muito rigorosa. No domingo me reúno com os clubes. Agora faço apelo, reitero apelo, porque já fiz antes, para que as medidas sejam obedecidas. Se os clubes não respeitam, então as pessoas em casa também ficam desalentadas, desestimuladas a respeitar - disse.

Secretário de Ordem Pública, Gutemberg de Paula Fonseca também anunciou que haverá uma testagem nas comunidades próximas aos CT's dos clubes.

- Ainda não temos uma data. Esse protocolo será apresentado em uma reunião do comitê científico no fim de semana. Os clubes testarão de 30 a 50 pessoas por dia, incluindo atletas e parentes, funcionários e moradores de comunidades vizinhas as áreas de treinamento - destacou.

O protocolo de segurança estabelece medidas como a proibição dos atletas se deslocarem de ônibus (cada um terá de ir em seu carro para o estádio). A Ferj ainda negociada com a Rede D'Or a parceria de uso de leitos privados.



Elenco se posiciona a favor da volta aos treinos e agradece ao Flamengo 'pelos cuidados e responsabilidade'



Após o Flamengo publicar nota afirmando que os jogadores e membros da comissão técnica sentiam-se seguros em retomar as atividades no Ninho do Urubu, os próprios atletas começaram a se posicionar, por meio de suas redes sociais, a favor do retorno aos treinos - que, por ora, não tem autorização da Prefeitura para acontecer. O atacante Gabriel Barbosa foi o primeiro a publicar uma mensagem e agradeceu ao apoio dado pelo Rubro-Negro neste momento.

- Feliz em voltar fazer o que amo.. Obrigado Flamengo por todos cuidados e responsabilidade nesse momento difícil. Mas, tenho certeza que vamos superar isso juntos - publicou o camisa 9 e artilheiro do Flamengo nesta sexta-feira.

O zagueiro Gustavo Henrique, contratado nesta temporada, foi outro a se manifestar nas redes sociais. A tendência é de que outros os líderes do elenco e demais atletas publiquem textos semelhantes, com a decisão sendo individual.









quinta-feira, 21 de maio de 2020

Jesus e jogadores declaram apoio em reunião, e Flamengo prepara “hospital” particular no Ninho


Do lado de fora do Ninho do Urubu, questionamentos e dúvidas após manifestações de autoridades. Do lado de dentro, unidade e consenso a respeito da voltar dos treinamentos. Esta é a realidade do Flamengo na primeira semana de trabalhos após o isolamento por conta da Covid-19.

Em reunião nesta quinta-feira, no centro de treinamento, o chefe do departamento médico, Márcio Tannure, voltou a esmiuçar os protocolos de segurança e próximos passos do clubes no combate ao coronavírus. Como contrapartida, recebeu verbalmente o apoio de Jorge Jesus e de lideranças do elenco.

Os jogadores, inclusive, estão produzindo um texto para postagem em redes sociais nesta sexta-feira, declarando apoio ao clube na volta. Não há uma obrigatoriedade, os mais experientes disseram que “posta quem quiser”, mas a tendência é de adesão em massa caso o martelo seja realmente batido.

Jogadores e funcionários estão satisfeitos e surpresos com o trabalho realizado nestes primeiros quatro dias. Além de todo o protocolo de isolamento, o Flamengo disponibilizou testes ao longo da semana para funcionários e familiares visando o controle do dia a dia dos atletas mesmo fora do CT.

"Hospital particular" nos planos

O clube prepara ainda um novo passo para tornar o ambiente do Ninho ainda mais seguro com a construção de uma espécie de hospital de emergência. O Flamengo negocia a compra de equipamentos para exames de radiografia e tomografia.

Além disso, o desejo é também de que um infectologista passe a compor o departamento médico rubro-negro. A intenção do clube é desafogar o sistema de saúde público para evitar questionamentos e também não depender de fatores externos.

Tais medidas e o feedback diário têm chamado a atenção positivamente dos jogadores, que mudaram drasticamente a rotina no CT. Cada um se troca para os treinamentos em quarto individual no hotel da concentração e há um controle do contato em ambiente fechado.

Do lado de dentro do Ninho, a primeira semana de trabalhos tem sido aprovada pelos envolvidos.

Prefeitura recua no tom, e Witzel diz que responsabilidade é dos dirigentes

O Flamengo voltou às atividades na segunda-feira, primeiro com novos testes de Covid-19, depois avaliações físicas no campo. A Prefeitura do Rio se mostrou contrária à iniciativa e chegou a dizer que as atividades estavam proibidas, mas depois recuou no tom.

Em reunião do clube com a Prefeitura na última quarta-feira, o infectologista Amílcar Tanure, membro do comitê de crise montado pela Prefeitura, elogiou o protocolo de testagem do Flamengo e disse acreditar que o clube pode ser uma referência para outras empresas numa eventual retomada.

O governador do estado, Wilson Witzel, também se manifestou de forma mais comedida, afirmando que a responsabilidade pela retomada "é dos dirigentes e não do estado".







Vencemos... O governador Wilson Witzel adotou um tom brando e "liberou" os treinos do Flamengo

O governador Wilson Witzel adotou um tom brando e "liberou" os treinos do Flamengo, ainda que as medidas restritivas vigorem no Estado do Rio de Janeiro durante a pandemia da Covid-19. 

Em entrevista à "CNN", Witzel disse não ser contra o retorno e repassou a responsabilidade para os clubes. O governante, no entanto, não havia incluído essas atividades em seu último decreto sobre atividades essenciais. A quarentena está vigente até o dia 31 de maio.

"É uma questão que desde o começo gerou polêmica. O que eu disse que sou contra são os treinos sem preocupação dos dirigentes. Da mesma forma como os atletas vão ter a preocupação dos dirigentes, a responsabilidade é deles", disse. 

O governador reforçou que esta decisão está na mão dos clubes, o que contraria seu próprio decreto de isolamento: 

"Os atletas têm de estar protegidas, a carreira é deles. A decisão tem de ser das entidades associativas. Nunca fui contra, só não pode ter plateia. Nunca fui contra o Famengo jogar de novo, muito menos o Fluminense, o Vasco e o Botafogo. Responsabilidade é dos clubes com seus atletas".



É isso Flamengo, vamos treinar



Após a Prefeitura reforçar que os treinos não estão autorizados no Rio de Janeiro, o Flamengo manteve a programação, e os jogadores se apresentaram hoje (21) no CT George Helal, o Ninho do Urubu. 

O clube não tem registrado as práticas nas redes sociais e a imprensa está vetada. Este é o terceiro dia de atividades no Ninho do Urubu. Após o elenco ser submetido a exames na segunda-feira, os jogadores foram aos campos e trabalharam com bola na terça e ontem.




Próximo de renovar, Jesus quer a permanência de medalhão no Fla e Marcos Braz entra em cena para garantir a renovação do meio-campista



Assim que os treinos voltarem normalmente no Ninho do Urubu, Jorge Jesus, Marcos Braz e Rodolfo Landim terão que decidir se um dos destaques do Flamengo nas últimas quatro temporadas renova ou não com o Mais Querido. O atleta tem o carinho de todos no clube, inclusive do técnico português, porém, sua idade e seu salário podem dificultar a sua permanência no atual Campeão Brasileiro e da Libertadores. 


Diego chegou ao Flamengo em 2016 e foi um dos responsáveis por fazer o time a voltar a brigar por títulos e se tornar novamente um dos clubes protagonistas do Brasil. 

A liderança do meio-campista junto ao elenco faz com que Jorge Jesus insista em pedir sua renovação para a diretoria. No entanto, a alta cúpula está indecisa, pois o atleta já tem uma certa idade, não está mais no time titular e recebe um alto salário. Outro ponto que joga contra o meia é que com a pandemia do Coronavírus, o Fla tem tido dificuldades para manter alguns funcionários. Isso pode ser um fator determinante quando os dirigentes derem a palavra final ao comandante português. 

De acordo com o perfil Paparazzo Rubro-Negro, que traz informações exclusivas do Ninho do Urubu, caso a diretoria atenda o pedido de Jorge Jesus e decida ficar com Diego, o Rubro-Negro deverá oferecer um contrato curto e com uma boa redução salarial. A diretoria fará outras reuniões em breve para decidir se o camisa 10 continua com o grupo nos próximos anos. 

Há uma certa pressa dentro dos bastidores do clube. Por mais que Diego demonstre carinho e, pelas conversas, deseje estender seu vínculo, existe um temor que um outro time o seduza e ele assine um pré-contrato em julho desse ano. Por isso, Marcos Braz cobra uma decisão rápida para poder entrar em ação mais uma vez a favor do atual heptacampeão Brasileiro.




Defensor fica seduzido com proposta e deseja deixar o Flamengo; Jorge Jesus é quem vai bater o martelo sobre venda ao Fenerbahce


Flamengo, aos poucos, está retornando aos treinamentos. Ainda existe a possibilidade de o elenco viajar para Brasília e realizar uma espécie de pré-temporada antes da retomada dos jogos do Campeonato Carioca. O presidente Rodolfo Landim é quem está conduzindo as negociações com os órgãos responsáveis e existe a expectativa que o cenário seja finalmente decidido nos próximos dias. 
Os dirigentes do Fla também estão analisando o elenco e quais jogadores ainda podem ser negociados. O jornalista Gustavo Henrique informou na tarde desta quarta-feira (20), que a negociação para a ida de Caio Roqque ao Fenerbahce avançou. O lateral-esquerdo é considerado uma das maiores joias do Mengão e se destaca da base desde muito jovem. 

Ainda de acordo com o repórter, o atleta está muito empolgado para defender o clube Turco e a diretoria do Flamengo analisa o cenário. Como no profissional o elenco já tem jogadores qualificados para a posição, a transação tem boas chances de acontecer. Com apenas 18 anos, a promessa ficou entusiasmada com a possibilidade de atuar pela primeira vez no futebol europeu. 

Os representantes do lateral já conversam com o Fenerbahce há pelo menos duas semanas e as conversas foram intensificadas. Vale lembrar que o Flamengo renovou em março com o jogador e seu vínculo vai até dezembro de 2024. A multa rescisória da joia é bastante elevada para o mercado e gira em torno 70 milhões de euros (R$ 439 milhões na cotação atual).  

A tendência é que o futuro de Caio Roque seja decidido ainda neste mês. Os dirigentes do time da Turquia querem definir rapidamente a situação e aguardam uma resposta oficial por parte dos dirigentes do Mais Querido do Brasil.  

quarta-feira, 20 de maio de 2020

Jogadores do Flamengo treinam no campo do Ninho do Urubu.



"A Ferj apoia o que seja realizado com cautela, responsabilidade e rigorosa observância de protocolos, baseado em fundamentação médica coerente, lógica e cientificamente construída que permita e ofereça bio segurança, não ocasione prejuízos a terceiros, concorra para a promoção da saúde individual e coletiva e não interfira no combate à disseminação da COVID-19.

Importante ressaltar que exercícios fazem parte da fisioterapia que por definição é uma ciência da saúde aplicada ao estudo, diagnóstico, prevenção e tratamento de disfunções cinéticas funcionais de órgãos e sistemas.

Conhecendo o protocolo médico seguido e os procedimentos realizados, não se vislumbra contraindicações e há que se imaginar muito mais segurança e menor risco do que em pessoas num supermercado ou farmácia."


terça-feira, 19 de maio de 2020

Após negociar Rafael Santos, Fla encaminha venda de atacante para o Olímpia, do Paraguai; negócio deve gerar economia de R$ 300 mil na folha salarial

A diretoria do Flamengo começa a liberar alguns jogadores que não estão nos planos de Jorge Jesus para o segundo semestre. O zagueiro Rafael Santos foi cedido para o Apoel, do Chipre, por empréstimo de dois anos. O atleta foi revelado no Ninho do Urubu, mas nunca teve sequência no profissional e os dirigentes flamenguistas entenderam que sua saída era melhor para todas as partes. 

Outro jogador que está se despedindo do Mengão é o atacante Orlando Berrío. De acordo com apuração do jornalista Wilson Pimentel, do portal “Esporte News Mundo”, o colombiano deve ser confirmado como novo reforço do Olímpia, do Paraguai. O medalhão já estava na lista de negociáveis do Mais Querido desde o começo do ano e atuou pouco nesta temporada. 

O atleta foi contratado pelo Fla em 2017, chegou a render no início com bons jogos, principalmente contra o Botafogo, pela Copa do Brasil daquele ano. No entanto, conviveu com muitas lesões e foi perdendo espaço. Com a chegada de Jorge Jesus, ele ficou ainda mais encostado e, por muitas vezes, não era nem relacionado para algumas partidas, principalmente na Copa Libertadores da América. 

Ainda de acordo com a reportagem, a diretoria do Olímpia ofereceu um salário ao jogador de 30 mil dólares (R$ 172 mil), e contrato até 2023. No Flamengo, o colombiano cerca de R$ 300 mil e a cúpula do Rubro-Negro torce para que a negociação, desta vez, realmente seja concretizada. Com isso, o clube carioca terá um “respiro” na folha salarial nesta temporada. 




Com 100% dos resultados negativos para Covid-19, Flamengo tem segundo dia de atividades no Ninho




O Flamengo testou atletas, funcionários e integrantes da comissão técnica na segunda-feira e, nesta manhã, informou que 100% dos resultados foram negativos para Covid-19. Assim, as atividades acontecem no CT George Helal pela segundo dia consecutivo. Os atletas serão submetidos à avaliações físicas.

Segundo a nota do clube, nesta terça-feira, está sendo no Ninho do Urubu respeitado 'o protocolo acordado com a FERJ e realiza todos os procedimentos seguindo as medidas de higiene e distanciamento", chamado de "Jogo Seguro".

Jair Bolsonaro se reúne com Landim e Campello, presidentes de Flamengo e vasco



Com a possibilidade de levar os treinos para Brasília durante a pandemia, Flamengo e vasco se reuniram na manhã desta terça-feira com o presidente da república Jair Bolsonaro. Representando o Flamengo, participaram do encontro em Brasília o presidente Rodolfo Landim, o chefe do departamento médico Márcio Tannure e o diretor de marketing Alexsander Santos. O presidente Alexandre Campello foi o representante do vasco.


A reunião teve como objetivo o avanço nas tratativas para que os clubes treinem no Mané Garrincha, em Brasília, durante a pandemia. A empresa que administra o estádio o ofereceu à federação e às equipes do Rio três semanas atrás.

Em Brasília, Flamengo e Vasco não teriam nem o governo nem o município como empecilho na tentativa de voltar aos treinos. No Rio de Janeiro, o prefeito Marcelo Crivella informou nesta terça-feira que a volta o retorno das atividades ainda não foi autorizado. A ideia de levar a preparação para o Mané Garrincha encontra respaldo no em Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal, que é flamenguista fervoroso, mas tem boa relação com ambas as diretorias.

Durante o encontro, Bolsonaro recebeu de presente a camisa branca da nova coleção de uniformes do Flamengo, lançada este mês. Inclusive, a vestiu e posou para foto. O senador Flávio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, também participou do encontro.

Flamengo teme pela reação do elenco

O Flamengo entende que essa é uma ideia ainda carente de evolução - mais uma reunião será realizada nesta quarta-feira para debater o assunto, por exemplo. O temor do departamento de futebol do clube diz respeito a reação dos jogadores. Por isso, o Fla cogita, inclusive, bancar a ida das famílias dos atletas para a capital federal durante esse período de treinos.

vasco tem protocolo pronto e testado

No vasco, as conversas com autoridades governamentais e sanitárias são comandadas pelo presidente Campello - nenhum outro dirigente dos departamentos de futebol e médico esteve em Brasília. Recentemente, o clube testou em São Januário o protocolo elaborado para a retomada das atividades. O entendimento é de que as medidas são eficientes para reduzir a chance de contágio do novo coronavírus entre jogadores, funcionários e membros da comissão técnica. Por ora, não há nenhuma data prevista para a retomada.





segunda-feira, 18 de maio de 2020

Com reprise da final da Libertadores, Flamengo ganha mais de 17 mil novos seguidores nas redes sociais



Mais do que rever a conquista da Libertadores de 2019, a reprise da vitória do Flamengo sobre o River Plate no último domingo rendeu também bons números nas redes sociais do clube. De acordo com os números divulgados, somente no dia da transmissão pela Globo o Flamengo ganhou 17.279 novos seguidores em seus canais oficiais.

Segundo o clube, o engajamento gerado durante a partida representou 22% do total registrado em todo o mês de maio. Para aproveitar a reprise, o Flamengo planejou ações nas redes sociais e colocou o capitão Everton Ribeiro para interagir com os torcedores durante a partida.

Do início do ano até o dia 30 de abril, o Flamengo foi o quinto clube do mundo com mais interações nas redes sociais: um total de 308 milhões.

Veja alguns números divulgados pelo Flamengo:

  • 3.554.568 interações
  • 2.747.096 visualizações de vídeo
  • 17.379 seguidores.