Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Armero pode não jogar mais em 2015 e fica em situação delicada no Flamengo


Flamengo x Avaí - Armero (Foto: Alexandre Lago/GloboEsporte.com)
O Flamengo está sem lateral-esquerdo de origem para o próximo jogo, contra o Figueirense pelo Campeonato Brasileiro, na quarta-feira da semana que vem. Com Jorge suspenso pelo terceiro cartão amarelo, a expectativa era que Armero se recuperasse do problema físico que o tirou de ação nas últimas semanas e substituísse o titular. Mas a lesão na coxa direita do colombiano é mais grave do que a imprensa pensava, e ele não só não tem a menor chance de atuar no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, como corre o risco de não jogar mais em 2015.

Armero se machucou durante o Fla-Flu ocorrido em 6 de setembro. Sofreu ruptura do músculo adutor da coxa direita, uma lesão grau 3 - o mais grave dos graus. A previsão de recuperação em casos como esse é de três meses, podendo variar um pouco para mais ou para menos dependendo da evolução do jogador. Como a última rodada do Brasileirão será no dia 6 de dezembro, dia exato em que Armero completa três meses da lesão, ele só voltará a atuar na competição se tiver uma recuperação acima da média.

- A evolução do Armero está ocorrendo dentro do esperado. Pode ser que volte ou não (a atuar neste Brasileirão), pois cada um reage de uma maneira diferente. Então, seria precipitado hoje dar qualquer previsão de volta - disse o chefe do departamento médico do Flamengo, Márcio Tannure, ao GloboEsporte.com.

Essa não é a primeira lesão de Armero desde que chegou ao Flamengo, em abril. No fim de julho ele teve estiramento leve também na coxa direita e parou por alguns jogos. Além disso, desfalcou o time por conta da disputa da Copa América com a Colômbia. O camisa 2 fez três partidas como titular com a camisa rubro-negra antes de ir para o Chile. Enquanto estava com sua seleção, acabou abrindo espaço para o garoto Jorge, que foi promovido dos juniores, agarrou a chance e não saiu mais da equipe.

Nesse ponto houve muito mais mérito de Jorge, que atropelou a concorrência, do que demérito de Armero. O problema é que as lesões estão fazendo o colombiano desperdiçar algumas oportunidades. Ele só conseguiu jogar no returno, por conta da convocação de Jorge para a seleção brasileira sub-23, contra Avaí e Fluminense, quando se machucou. Contra o Atlético-MG na antepenúltima rodada, por exemplo, Jorge sentiu indisposição na véspera do duelo e desfalcou a equipe. No entanto, quem o substituiu foi Everton, de forma improvisada, uma vez que Armero estava lesionado. E no próximo jogo ele ainda não estará à disposição, obrigando Oswaldo de Oliveira a improvisar novamente: o meio-campo Jajá, o meia-atacante Everton e o lateral-direito Pará são os favoritos para a vaga.

- A situação para ele não está agradável. É óbvio que ele está incomodado, chateado. Ele foi para o Flamengo com o objetivo de jogar, e de repente está vivendo um momento desse. Mas foi uma situação inesperada que aconteceu. A verdade é que não tem muito o que falar nessa hora. É se concentrar, se recuperar e tentar voltar antes do final do campeonato para poder dar uma mão no que for possível - afirmou o empresário de Armero, Luciano Ramalho.

Poucos jogos e nada de Armeration; renovação delicada
Em seis meses de Flamengo, Armero não teve mau desempenho quando esteve em campo, mas jogou pouco: foram apenas cinco partidas, quatro pelo Brasileiro e uma pela Copa do Brasil. Não marcou gol, mas deu duas assistências, uma para Alecsandro no Fla-Flu do primeiro turno, e outra para Kayke no duelo contra o Avaí no returno. O "Armeration", como ficou conhecida a dança que criou para comemorar gols do seu time, normalmente em momentos importantes, ainda não saiu no Flamengo, a não ser de forma rápida em um ou dois treinos, o que evidencia o quão apagada está sendo a passagem dele pelo clube.

O contrato dele com o Fla termina no fim de 2015 - está emprestado pelo Udinese, da Itália. Sobre uma possível renovação, o diretor executivo de futebol rubro-negro, Rodrigo Caetano, prefere não comentar o planejamento para 2016 por enquanto. E o empresário Luciano Ramalho diz que é cedo para tratar do tema, faltando ainda três meses para o fim do ano.

Armero Flamengo (Foto: Fred Gomes / GloboEsporte.com) 
Armero deixando treino por conta de lesão; a da foto foi a primeira dele no Fla (Foto: Fred Gomes / GloboEsporte.com)
 
- Falar de renovação neste momento é muito prematuro. A expectativa criada em cima dele, pela bagagem que tem, e também a expectiva que ele criou por voltar a disputar o Brasileiro em alto nível foram muito grandes. Até agora ficou um certo vazio. Mas falar de renovação agora é prematuro - declarou o agente do colombiano.

Se depender da presença de Armero em campo nesta temporada, é provável que o lateral-esquerdo não renove com o Flamengo. Mas algo que pode contar a favor dele é uma possível negociação de Jorge, alvo de interesse de clubes europeus, no ano que vem. O camisa 2 seria um bom nome para assumir a posição, só que com uma ressalva que hoje parece complicada: desde que consiga recuperar de vez a forma física e emplacar uma sequência de jogos.

Nenhum comentário: