Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Após gol parecido com o de Pet, Ayrton vislumbra dar título ao Flamengo


Ayrton Flamengo coletiva (Foto: Fred Gomes)
Ayrton foi o escolhido pelo Flamengo para falar nesta quarta-feira, no Ninho do Urubu. O lateral-direito repetiu muito o verbo "focar" ao abordar a semana de treinos sem jogos oficiais antes da partida do próximo dia 14, contra o Figueirense, em Florianópolis. Proveitosas mesmo foram as declarações referentes ao gol marcado no último domingo, contra o Joinville. Perguntado se o lance lembrou o que deu o quatro tricampeonato carioca ao clube, assinado por Petkovic, em 2001, apontou semelhanças e revelou o desejo de também garantir um caneco ao Rubro-Negro. 

- Tenho treinado bastante para isso. O gol do Pet tem muito mais peso, foi numa decisão e deu título. Foi parecido, mas quem sabe não eu possa dar um título com um golzinho de falta?

Embora o Flamengo tenha amistoso marcado para o próximo domingo, contra a Desportiva, em Cariacica (ES), o jogador não esconde que os treinos da semana estão todos voltados para o duelo com o Figueira. 

- O professor Oswaldo está passando que temos uma parada boa de 10 dias. Vamos trabalhar bastante, ver o que o professor pede e focar no Figueirense, que é nosso objetivo maior. Sabemos das dificuldades de jogar lá, mas temos de buscar a vitória para voltar o mais rapidamente ao G-4 - afirmou.

Perguntado se uma possível sequência de jogos possa ajudá-lo a vencer Pará na concorrência por uma vaga na lateral direita, desconversou. A respeito do relacionamento com o "rival" por posição, disse ter um convívio muito amistoso.

- Quando trabalhamos no dia a dia, todos querem ser titulares. Quem não quer vestir esse manto sagrado? Independentemente de quem vai jogar, o professor sabe quem está melhor. Minha convivência com o Pará é igual a que tenho com todos. Trato todo mundo igual. Nossa amizade é normal. Todo dia estamos juntos, estamos mais aqui do que em casa. Independentemente de quem jogar, a gente procura dar a melhor ajuda para a equipe - concluiu.

Nenhum comentário: