Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Polêmica pessoal, lesões e renovação: os intensos 6 meses de Armero no Flamengo



Armero, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
Seis meses. Cinco jogos. Duas assistências. Muita história para contar... fora de campo. Este é o resumo da curta vida e obra de Armero no Flamengo. Contratado por empréstimo da Udinese-ITA em abril deste ano como a solução dos problemas da lateral esquerda do time, o colombiano não conseguiu emplacar uma sequência. Teve a companhia insistente das lesões e viu a posição de titular ser tomada pelo jovem Jorge. E a vida de Armero que já não era fácil, piorou. Na última semana, o jogador teve o seu nome atrelado a um escândalo sexual divulgado por um jornal carioca. 

Pablo Armero - 29 anos

Contrato com o Fla: dez/2015
Contrato com Udinese: dez/2017

Lesões no Fla:
Dores no púbis (anterior à chegada)
Estiramento na coxa direita
Ruptura do adutor da coxa esquerda

Armero é avesso a entrevistas. Sofreu com as críticas durante todo o período lesionado sem falar com a imprensa. Entretanto, resolveu quebrar o silêncio ao ter a vida exposta. De acordo com o colunista Léo Dias, do jornal O DIA, o lateral teria sido flagrado na cama com duas prostitutas pelo sogro e esposa. O jornalista ainda relata agressões. Armero fez questão de negar o escândalo ao lado da mulher, Maria Elena, com quem é casado há cinco anos. Os dois têm dois filhos: Brandon e Pablo, de dois e seis anos, respectivamente.

Armero e família - Flamengo (Foto: Chandy Teixeira)
- Eu não queria falar sobre isso. Todo mundo me conhece. Nada disso é verdade. É tudo uma calúnia muito grande. Não se faz isso com uma família. Para mim, foi muito triste. Aqui não aconteceu absolutamente nada. Eu não faço mal a ninguém. Não é justo falar isso de mim. Usaram a minha imagem e da minha família para dizer uma mentira. Não fui procurado. Acho que quiseram se aproveitar da minha situação. Estou me recuperando para voltar ao meu time, voltar a jogar no Flamengo e fazer o que eu mais gosto - disse o jogador de 29 anos. A esposa também o defende. 

A situação delicada a que Armero se refere é a terceira lesão praticamente consecutiva desde que chegou ao Flamengo. A atual é considerada grave. O lateral sofreu ruptura do músculo adutor da coxa esquerda durante o Fla-Flu, no último dia 6 de setembro. O problema é grau 3, o mais grave. Existe inclusive a possibilidade de não jogar mais nesta temporada. Armero admite o incômodo com a ausência do time, mas prefere um prognóstico otimista.

- Estou chateado. Eu quero dar mais, mas infelizmente tive uma lesão grave. Por isso não posso ajudar. Eu gosto de ajudar, de crescer com meu time. O Flamengo tem um grupo muito bom, sabe como sou, alegre, que gosta de vencer. Eu acredito que posso dar mais quando estiver 100%. Quero dar essa satisfação a torcida que espera mais de mim. Mas eu joguei muito pouco. Estou fazendo de tudo para voltar o mais rápido possível. E eu quero muito voltar este ano. Meus companheiros perguntam, me dão força. Acho que antes de acabar o campeonato vou estar à disposição - vislumbrou.

Armero quer ficar, mas rechaça redução salarial
O empréstimo do lateral com o Flamengo termina no fim de dezembro. O clube ainda não manifestou qualquer interesse na renovação. Armero diz que pretende continuar no clube e que até aceita contrato de curto prazo. Porém, uma hipotética redução salarial é completamente rechaçada pelo colombiano:

- É um tema delicado. Quero continuar no Flamengo. Eu jogo por amor, gosto de futebol. Mas trabalho com isso. Futebol é o meu salário. Se me propuseram um bom salário é porque sabem que sou um grande jogador, jogador de seleção colombiana, já joguei mundial... Isso tudo é um mérito. Tenho família. Posso dizer que aceitaria contratos de seis meses ou até menos. Mas redução salarial é difícil.

"Motivo de alegria", diz Armero sobre Jorge
A "simples" recuperação da lesão na coxa esquerda não garante a volta automática de Armero ao time titular. Hoje Jorge é o dono da posição. Aliás, a avaliação dentro do Flamengo é que o colombiano atualmente é opção para a lateral esquerda. Inclusive, nas últimas vezes que figurou na equipe titular foi por impossibilidade do jovem.

- É o meu companheiro. Tecnicamente ele é muito bom. É um motivo de alegria observar ele. É um grande jogador. Do lado pessoal, gosto dele. A cada jogo, a cada treino, ele vai melhorar ainda mais. Parabéns para ele e também para o grupo - afirmou Armero.

Armero apresentação Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo) 
Armero fez apenas cinco jogos desde que chegou ao Flamengo, em abril deste ano (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Saudades do "armeration"
Além de estar em campo, Armero tem saudade da sua marca registrada: o armeration. A famosa dancinha irreverente no momento de comemoração dos gols. O colombiano relembra a aptidão para chegar ao ataque e crava que o ritmo vai voltar.  

- Sinto falta dessa comemoração. Todo mundo me conhece como uma pessoa alegre dentro do campo. Eu sou um lateral que gosta de fazer assistências. Essa é a minha importância. Mas eu também gosto de fazer gols. Espero estar recuperado ainda este ano para marcar gols para a torcida e ter o "armeration" de volta. Aliás, ele vai voltar.

Nenhum comentário: