Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Após retomar Morro da Viúva, Fla projeta nova licitação em até 3 meses


predio Morro da Viuva, sede do Flamengo (Foto: Vicente Seda / Globoesporte.com)
Com a aprovação de 90% do Conselho Deliberativo, o Flamengo aprovou na última terça-feira o distrato com a REX - braço imobiliário do grupo EBX - relativo ao contrato para a construção de um hotel na sede do Morro da Viúva. A partir de agora o clube retoma o controle do imóvel e dá início a um novo processo de licitação. As empresas interessadas na exploração do prédio seguem com a intenção de manter o projeto do ramo da hotelaria ou residencial.

De acordo com o vice de patrimônio Alexandre Wrobel, a situação do prédio é melhor do que há três anos, quando foi assinado o contrato com a EBX, de Eike Batista, já que hoje Flamengo possui certidões negativas e o imóvel está desocupado.

- Nossa intenção é que daqui a 60 ou 90 dias demos início ao processo de licitação. Já fomos procurados por empresas, e vamos apresentar o modelo aos interessados e ao Conselho. A licitação será feita nos mesmos moldes da anterior.

Ainda segundo Wrobel, o distrato não representará prejuízo financeiro ao Flamengo, já que o clube não precisará devolver as luvas pagas pela EBX na ocasião da assinatura do contrato. Durante a reunião do Conselho Deliberativo da última quarta-feira, a oposição pediu uma questão de ordem sobre o seguro do contrato, estipulado em R$ 80 milhões, o que causou uma discussão acalorada.

O assunto do seguro não estava na pauta da reunião, mas acabou por ser discutido, já que o seguro era aplicável caso a obra fosse iniciada. Alexandre Wrobel contestou:

- O que aconteceu foi uma prospecção estrutural, as obras não começaram. Além disso, acho que devemos olhar para a frente, pensar numa nova licitação de um imóvel valorizado, um negócio atrativo e já com interessados - ponderou o vice de patrimônio.

Nenhum comentário: