Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 21 de janeiro de 2017

Zé vê coisas positivas na derrota, mas destaca: ''Precisamos fazer ajustes''

O trabalho está apenas começando. É assim que Zé Ricardo analisa a derrota por 2 a 1 no amistoso diante do Vila Nova. Durante o duelo no Serra Dourada, o técnico do Flamengo testou dois times. Com mais tempo de pré-temporada em andamento do que os cariocas, a equipe da casa mostrou bem mais ritmo, algo que fez a diferença na opinião do treinador. No entanto, ele admite que é preciso ajustes até a próxima semana, quando o Rubro-Negro fará sua estreia no Campeonato Carioca, contra o Boavista, sábado, em Natal. 

- Realmente a gente percebeu que tem uma diferença de alguns dias para o adversário, que tem uma característica bastante interessante, que é a velocidade e trabalha muito em transição. Nos esperou em alguns momentos do jogo e conseguiu suas principais ações nos contra-ataques. Alguns ensinamentos precisam ficar mais evidentes, porém de uma forma geral eu vi coisas positivas, que a gente deve tirar de lição, mas com certeza temos de fazer ajustes, porque na semana que vem temos a estreia do Carioca e precisamos evoluir para que a gente possa apresentar um nível de jogo melhor - disse Zé Ricardo.

Zé Ricardo Vila Nova Flamengo (Foto: Gilvan de Souza /Flamengo) 
Zé Ricardo antes da derrota do Flamengo para o Vila Nova (Foto: Gilvan de Souza /Flamengo)

Confira outros tópicos da entrevista:

Substituição de todos os titulares no intervalo

Na verdade, o planejamento previa isso, a gente não queria correr risco para que algum atleta sofresse uma sobrecarga maior. Viemos de 10 dias com alguns treinos em carga integral, então não era bom expor o time a mais de 45 minutos e também para observar o elenco. Temos ajustes a fazer, mas há coisas positivas para se tirar desse confronto em Goiânia

Utilização de Conca e Romulo

São dois importantes reforços, assim como o Trauco. São reforços que colocamos como prioridades e conseguimos a contratação deles. Sem dúvida alguma contamos muito com eles na sequência dessa temporada toda. Tanto Romulo quanto Trauco estão em condições melhores. Conca tem que cumprir etapas, e a gente só pode pensar nele para o meio do ano ou antes quem sabe.

Teste para Romulo em jogo-treino

Sobre o Romulo, temos um jogo-treino na quarta-feira. Se cumprir todas etapas, devemos aproveitá-lo na estreia do Carioca. Se estiver bem, deve participar do jogo com o Boavista.

Trauco

O Trauco veio muito bem recomendado, fizemos um trabalho de análise e observação muito grande em cima desse jogador. Depois da troca de informações com alguns profissionais do Peru, chegamos à conclusão de que era o atleta ideal para trazermos. Foi muito bem no tempo de preparação que fez conosco nesses primeiros dias. Hoje mostrou personalidade e com certeza será um jogador importante na temporada.

Adryan útil

Adryan é atleta do Flamengo, e, como atleta do Flamengo que ele é, vou dar oportunidades a ele na medida do possível. Enquanto estiver aqui conosco, com certeza vai ser bastante útil pra gente.

Mancuello aberto pelo lado direito

Foi uma primeira experiência, conversamos bastante, há período de adaptação na posição dele. Extremamente inteligente, participativo e cooperativo. Vão ser dadas oportunidades. Pelo tempo de adaptação e inteligência, acho que consegue fazer a função. Com ele mais próximo do Diego, com certeza tem coisa boa pra sair, mas não vou abrir mão de trabalhar com jogadores de outras características por ali, criando versatilidade com outra maneira de jogar.

Mudança de característica do jogo na etapa final

Na verdade até pela características dos atletas que entraram no segundo quadro, atletas mais leves como Gabriel, Cirino, Adryan, Ronaldo e Cuéllar, a característica do jogo mudou pela característica dos atletas. A gente sabia que precisava imprimir um ritmo mais forte, porque o Vila Nova conseguia fazer um balanço defensivo melhor, com seus três volantes, e a gente pediu para que fizessem giro de bola e movimentos mais rápidos para que a gente pudesse fazer o desequilíbrio pelo lado de campo. Em alguns momentos conseguimos no primeiro, no segundo tempo ficou um pouquinho melhor. Numa desatenção no canto do campo, com a bola dominada, cedemos um cruzamento, e o Wallyson foi muito feliz na batida. Só temos a parabenizar o Vila Nova pela boa equipe que montou.

Nenhum comentário: