Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

LNB prepara dossiê para levar ao STJD sobre lance entre Tyrone e Marcelinho


A polêmica entre Marcelinho e Tyrone terá novos capítulos. Na partida entre Flamengo e Mogi, na noite de terça, o americano fez uma entrada dura no jogador rubro-negro. A arbitragem do jogo nada fez. O Departamento Técnico da Liga Nacional de Basquete, porém, está preparando um dossiê com a edição dos vídeos, relatório de árbitro e outros documentos necessários para encaminhar para o presidente da Comissão Disciplinar. Na sequência, o dossiê será enviado para o procurador do STJD.   

A vitória do Fla sobre o Mogi ficou marcada por uma confusão no início do terceiro quarto após um lance envolvendo Marcelinho e Tyrone. Na jogada, o ala-pivô do Mogi acaba pisando sobre o tornozelo esquerdo do jogador do Fla, que tentava um arremesso de dois pontos. Logo após a partida, Marcelinho acusou o americano de ter sido desleal (veja como foi o lance no vídeo acima). Ainda que o árbitro da partida não perceba algum lance desleal na partida, o Departamento Técnico da LNB pode encaminhar o caso para a Procuradoria. Caso seja necessário, o caso vai a julgamento, como está previsto no artigo 412 do regulamento da competição. Antes, em uma partida entre Liga Sorocabana e Caxias, um lance com Jefferson Sobral percorreu o mesmo caminho.

“Qualquer atitude antidesportiva ou que seja considerada inadequada praticada por atletas, técnicos ou qualquer profissional identificado, relacionado ou não para a partida estará sujeita a remessa à procuradoria, que avaliará se é caso de julgamento ou não pela Comissão Disciplinar, mesmo que a má conduta seja identificada apenas posteriormente através de vídeo”, diz o artigo.

Logo após a partida, Marcelinho acusou o americano de ter sido desleal.

Marcelinho confusão Tyrone Flamengo Mogi (Foto: Reprodução) 
Lance aconteceu no terceiro quarto da partida entre Mogi e Flamengo nesta terça-feira (Foto: Reprodução)

– Ele [Tyrone] é sujo. Ele bota o pé embaixo, dá voadora, bate joelho com joelho. Isso todo mundo já sabe. Mas eu não posso garantir a minha segurança. Alguém tem de garantir. Eu estou aqui para jogar basquete. Eu jogo basquete há mais de 30 anos, na bola. Agora, se o cara entra para fazer isso e passa em branco e ainda passam a mão na cabeça dele... Ainda falam que eu abri a perna no arremesso... Aí, realmente, eu não sei o que fazer para jogar.  O Tyrone foi desleal naquele lance, foi desleal no playoff do ano passado. Então se tem um histórico, todo mundo tem de saber quem é. E não é assim que funciona – disse Marcelinho.

O americano, por sua vez, rebateu.

– Eu jogo duro. Não faço jogo sujo. Não brigo ou dou soco durante o jogo. Isso se chama basquete. É um jogo de contato. Quem não quer isso faz outro esporte ou se aposenta. Jogo esse esporte há 20 anos e nunca vi ninguém chorar tanto de contato – disse Tyrone, por meio da assessoria de imprensa do Mogi.

Leia mais: Com tranquilidade, Flamengo vence o Mogi fora de casa em jogo com polêmica

A jogada aconteceu logo depois do intervalo, quando Marcelinho tentava o arremesso de dois pontos e é atingido no tornozelo esquerdo por Tyrone. O lance gerou confusão e interrompeu o jogo por alguns minutos. O fisioterapeuta do Flamengo e irmão de Marcelinho, Ricardo Machado, se revoltou, teve de ser contido pelos companheiros de comissão técnica e foi desqualificado. A arbitragem não deu falta de Tyrone e assinalou duas faltas técnicas contra a equipe carioca, uma sobre Marcelinho e outra sobre o banco de reservas.

 Duda Machado também critica Tyrone

Duda Machado instagram MArcelinho Tyrone (Foto: Reprodução/Instagram)Quem também entrou na polêmica foi o outro irmão de Marcelinho, o ala-armador Duda Machado, do Basquete Cearense. Em sua conta em uma rede social, ele criticou Tyrone.

– Quantas vezes vamos ver esse tipo de atitude do mesmo “atleta”?! Quantas vezes vamos ver jogadores profissionais e de caráter se machucarem por causa de pessoas assim?! Absurdo mais uma vez a mesma coisa se repetindo e de que adianta a gente falar se quem tem que fazer alguma coisa não faz nada! – escreveu Duda.

Duda Machado ainda disse que, há dois anos, teve de passar por duas cirurgias no punho esquerdo por causa de Tyrone. Ele ainda lembrou incidentes anteriores do americano do Mogi com o armador Davi Rossetto, do Basquete Cearense, e o ala-pivô Guilherme Giovannoni, do Brasília. Ele termina o texto pedindo que “alguma coisa seja feita” para que os “atletas de verdade” tenham segurança para realizar seus trabalhos. Duda recebeu o apoio de Ricardo Fischer, do Flamengo, nas redes sociais.
- Assino embaixo, Duda.

VEJA A TABELA E A CLASSIFICAÇÃO COMPLETA DO NBB 2016/2017



 Duda Machado se manifestou sobre o fato por meio das redes sociais (Foto: Reprodução/Instagram)

Nenhum comentário: