Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Lucas Paquetá cresce, Conca seca: Flamengo trata dupla na maca e na alimentação

A serviço da seleção brasileira sub-20 para a disputa do Sul-Americano no Equador, Lucas Paquetá é o camisa 10 do técnico Rogério Micale e vive a esperança de um ano com a bola no pé também no Flamengo. Vai depender de Zé Ricardo. Mas fora de campo, o clube faz dieta minuciosa para o jogador crescer: foram seis quilos - dois deles de massa muscular - ganhos no ano passado. 

A dieta é mais ou menos o contrário do que um famoso concorrente tem nessa pré-temporada do Flamengo. Conca, atração rubro-negra, chamou a atenção na chegada ao Rio pela camisa larga que vestia - que denotava o peso acima do habitual no atleta. Ainda em fase inicial de atividades de fisioterapia, o argentino também tem tratamento especial do Rubro-Negro. 

montagem-lucas-paqueta (Foto: editoria de arte)As várias fases de Paquetá: jogador segue ganhando massa muscular para jogar no Flamengo (Foto: editoria de arte)
 
Prejudicado pelo longo período de inatividade - o argentino não entra em campo desde agosto de 2016 -, Conca passa, num primeiro momento, por um processo de readequação alimentar. Com o auxílio dos profissionais do Centro de Excelência em Perfomance do Flamengo, o meia de 33 anos usa também suplemento rico em ômega-3, gordura que, entre outros benefícios, tem ação anti-inflamatória.

Se Conca precisa perder peso - em meio ao tratamento da cirurgia no joelho -, Paquetá vive segundo processo de crescimento e amadurecimento muscular no Flamengo. Em 2016, aos 19 anos, ele passou a trabalhar de vez com o elenco profissional. Ficou mais forte para suportar marcação dura e evitar lesões simples.

Darío Conca desembarca no Rio para defender o Flamengo (Foto: Alexandre Durão)Darío Conca desembarca no Rio para defender o Flamengo (Foto: Alexandre Durão)


- O futebol é um jogo muito truncado, que exige muito da força física. Sou um jogador que gosta de organizar o jogo, criar jogadas e também chego para finalizar.  Com o trabalho de musculação e alimentação que o Flamengo fez pra mim, me sinto com mais força física, fazendo com que consiga disputar divididas em condições iguais com os adversários. Esse é um ponto que estou sempre buscando para evoluir cada vez mais - disse Paquetá, que nesta quarta-feira estreia com a Seleção no Sul-Americano contra o Equador, às 22h15 (de Brasília). 

O retorno de Conca, que está emprestado pelo Shanghai SIPG até dezembro deste ano, ainda está distante. O Flamengo não faz previsão. O chefe do departamento médico Márcio Tannure mostrou animação com os primeiros trabalhos de fisioterapia com o jogador.

- Ele é um atleta superprofissional. A gente espera que possa encurtar o tempo para a recuperação dele, sabendo que ele vem de uma lesão que não é simples, que requer um tempo de tratamento, de recondicionamento. Não é simplesmente tratar a lesão e preparar para voltar. São duas fases distintas, mas a gente espera que isso aconteça o mais breve possível - afirmou.

Nenhum comentário: