Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Fervendo! Flamengo supera calor, atropela o Caxias e fecha 2016 com 10ª vitória


No dia mais quente do ano no Rio de Janeiro, com sensação térmica superior aos 47ºC, o Flamengo mostrou que segue fervendo no NBB. Mesmo com o termômetro apontando 30ºC à noite, o Rubro-Negro não poupou esforços na quadra do Tijuca Tênis Clube para manter a folga na liderança da competição nacional. Com destaque para o cestinha JP Batista (20 pontos) e Marcelinho, a equipe comandada por José Neto dominou o Caxias do Sul desde o primeiro quarto, mostrou vigor físico para atropelar no segundo tempo e se despediu de 2016 com 94 a 60 no placar, a maior diferença de pontuação da temporada. 

Com o resultado, o Flamengo segue isolado na liderança do NBB, com 21 pontos e 10 vitórias em 11 jogos disputados. O Caxias, na outra ponta da tabela, mantém-se na lanterna com 14 pontos e somente um triunfo 

As duas equipes voltam à quadra apenas em 2017. O Caxias recebe o vasco sanitário às 17h do dia 7 de janeiro em jogo válido pela 13ª rodada. O Flamengo retorna só no dia 12, em duelo contra o Minas, na casa do adversário, às 19h (horários de Brasília), pela 15ª rodada.  

Flamengo x Caxias do Sul basquete NBB (Foto: Bruno Lorenzo/LNB) 
Ronald Ramon foi um dos destaques do Flamengo na vitória elástica sobre o Caxias (Foto: Bruno Lorenzo/LNB)



Domínio nos rebotes põe Fla em vantagem
 
Marcelinho Machado Flamengo x Caxias NBB basquete (Foto: Bruno Lorenzo/LNB)Sem Marquinhos, poupado devido a dores na canela esquerda, o Flamengo começou com Olivinha, Marcelinho, Lelê, Ronald Ramon e JP Batista. O Caxias, por sua vez, teve Diego, Vinícius, Marcão, R. Stabile e Arthur no quinteto inicial. 

O domínio absoluto do Flamengo nos rebotes (15 na parcial, 11 deles defensivos) se refletiu no placar do primeiro quarto. JP Batista, em boas infiltrações, e Marcelinho, em duas bolas de três, foram os principais pontuadores no quarto. Olivinha, que acertou dois lances livres e levantou a torcida ao salvar uma bola nas placas publicitárias e depois dar uma assistência para JP, foi outro destaque. A diferença no placar chegou a 11 pontos (18 a 7), e o técnico Rodrigo Barbosa pediu tempo. 

Marcelinho Machado resistiu bem ao calor e à marcação rival (Foto: Bruno Lorenzo/LNB)
 
O Caxias respondeu apertando na defesa, e o Flamengo não conseguiu pontuar até o fim do quarto. Carioca, que começou no banco, apareceu bem na armação de contra-ataques e finalizações de bandeja. Uma bola de três de Stabile deu ainda mais fôlego à reação da equipe, que terminou a parcial perdendo por apenas quatro pontos: 18 a 14.

O Caxias seguiu apertando no segundo quarto, tendo Carioca e Diego como principais armas ofensivas. Quando a diferença no placar caiu para dois pontos, Marcelinho Machado acertou a mão no tiro de três e acordou o grupo e a torcida. JP Batista emplacou boa sequência, e o Fla abriu de novo sete pontos de frente (31 a 24). Rodrigo Barbosa parou o jogo de novo. Desta vez, porém, o Rubro-Negro não se abateu. A maré estava favorável, e Olivinha teve sucesso da linha dos três. Ronald Ramon, em lance livre, marcou o que seria o último ponto do primeiro tempo: 43 a 32.

3º quarto avassalador define placar
 
O Flamengo voltou avassalador do intervalo. Com bolas de três de Lelê e Ronald Ramon, rapidamente abriu 13 a 3 na parcial (56 a 35 no acumulado) e levou o técnico do Caxias a parar novamente o jogo. A conversa não surtiu efeito. Pelo contrário. O Flamengo seguiu com um ritmo impressionante e atropelou em quadra, abrindo quase 40 pontos de vantagem - mesmo com um quinteto quase todo reserva nos minutos finais. Arthur, que deixou a quadra após cometer falta antidesportiva, ouviu muitos xingamentos da torcida rubro-negra ao se dirigir ao vestiário. No placar, 76 a 37, graças aos impressionantes 33 a 5 para o Fla na parcial.

Com tamanha vantagem, José Neto manteve apenas Ronald Ramon do quinteto titular no início do último quarto. Diante dos reservas adversários, o Caxias saiu da apatia, melhorou na defesa e venceu o quarto (23 a 18), mas não foi o bastante. O Fla venceu por 94 a 60, a maior diferença de placar entre todos os clubes na temporada.

Ficha do jogo
 
Flamengo: Marcelinho (17), Lelê (9), Ramon (12), JP Batista (20) e Olivinha (9). Entraram: Pedrinho (5), Mineiro (2), Danilo (0), Humberto (11), Léo Bispo (4) e João Vitor (5). Técnico: José Neto.

Caxiasdo Sul: Diego (10), Vinícius (0), Marcão (6), Stabile (3) e Arthur (8). Entraram: Carioca (17), Douglas (4), Guto (2), Dida (10) e Rech (0). Técnico: Rodrigo Barbosa.

Nenhum comentário: