Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 9 de janeiro de 2016

Com Ronald Ramon e Helen na torcida, Fla bate Macaé e faz a quina


Jerome Meyinsse, Flamengo x Macaé, NBB, basquete (Foto: Raphael Bózeo / Macaé Basquete)
A atuação do Flamengo contra o Macaé nesta sexta-feira não chegou a empolgar. Tampouco deve ter enchido os olhos de Helen, campeã mundial com a seleção feminina em 1994 e irmã do armador Rafa Luz, além do dominicano Ronald Ramon, ala-armador recém-contratado pelo Rubro-Negro e apresentado oficialmente antes do jogo, no ginásio Hélio Maurício. Mas pelo menos serviu para confirmar o bom momento da equipe carioca. Mesmo numa noite de pouca inspiração e muitos erros nos arremessos de três pontos – foram seis em 18 tentados (33,3% de aproveitamento) -, o time do técnico José Neto derrotou o Macaé por 96 a 66 (39 a 32), chegou à sua quinta vitória consecutiva no NBB 8 e encerrou sua participação no primeiro turno da competição na cola do líder Paulistano, que venceu a Liga Sorocabana por 84 a 51.

Flamengo e Macaé voltam à quadra na próxima quarta-feira. Enquanto os rubro-negros recebem o Bauru, às 21h (de Brasília), no ginásio do Tijuca, com transmissão ao vivo do SporTV, a equipe do Norte Fluminense recebe o Franca, às 19h30, em casa.

Com 17 pontos e oito rebotes, o pivô americano Jerome Meyinsse foi o cestinha e o principal nome do Flamengo na partida. Marquinhos, com 14, Marcelinho, com 13, Jason Robinson, com 12, JP Batista, com 11, e Rafa Luz, com 10, foram os destaques da vitória rubro-negra. Pelo lado do Macaé, Caleb Brown, com 14, Eddy, com 10, e Matheus Fontes, com nove, foram os maiores pontuadores.



                               Jerome Meyinsse foi o maior pontuador da partida (Foto: Raphael Bózeo / Macaé Basquete



Ronald Ramon, Flamengo x Macaé (Foto: Raphael Bózeo / Macaé Basquete) 
Ronald Ramon foi apresentado à torcida e vestiu a camisa 10 do Flamengo (Foto: Raphael Bózeo / Macaé Basquete)
 
O jogo

Um primeiro quarto de poucos pontos e muitos erros. Principalmente nas bolas de três. Se do lado do Flamengo foram cinco desperdícios em seis arremessos tentados e apenas 16,7% de aproveitamento, o desempenho do lado do Macaé não foi tão melhor assim. Os visitantes erraram uma bola a menos e terminaram o quarto com 20%. Com a pontaria de longa distância descalibrada, o que acabou fazendo a diferença no período foram as bolas de dois. Enquanto os donos da casa acertaram oito em 12 (66,7%), a equipe do Norte Fluminense aproveitou apenas seis em 11 (55,4%).

Helen, Flamengo x Macaé, NBB (Foto: Marcello Pires)Com um quinteto quase todo reserva – apenas Jason Robinson começou o quarto -, o Flamengo voltou bem melhor, fez 9 a 2 nos primeiros dois minutos e meio e abriu 30 a 18. Parecia que o time de José Neto deslancharia de vez, mas foi só impressão. A má pontaria nas bolas de três do primeiro período voltou a incomodar, e a vantagem caiu para sete antes do intervalo. A situação só não foi pior porque o Macaé abusou dos erros. Os visitantes acertaram um arremesso em seis tentados nas bolas de três e apenas quatro em 12 nos chutes de dois.

O terceiro quarto começou truncado e com muitas reclamações. Logo no início, José Neto foi punido com uma técnica após reclamar de uma falta não marcada sobre Marquinhos. O banco rubro-negro tomou duas técnicas, o que culminou na desclassificação de Diego Falcão. O Macaé aproveitou o momento turbulento, e a diferença que chegou a ser de 11 pontos caiu para seis. Se a arbitragem continuava confusa, voltando atrás em algumas marcações, os donos da casa resolveram jogar. Bastaram quatro minutos de um bom basquete para a diferença subir novamente, desta vez para 16 pontos. Caleb Brown ainda teve tempo de converter dois lances livres para cortar o prejuízo para 14 ao fim do período.
  
                                                                                                                       Helen prestigiou a partida (Foto: Marcello Pires)

O atual tricampeão decidiu resolver de uma vez a parada e não dar chance ao azar. Com uma corrida de 7 a 2 nos primeiros dois minutos, o Flamengo abriu 22 pontos de frente e praticamente acabou com qualquer possibilidade de uma reação por parte da equipe de Macaé. Com o resultado nas mãos, os donos da casa se soltaram e só tiveram que deixar o tempo correr para vencer a quinta seguida no NBB 8.


Nenhum comentário: