Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

César Martins aposta em Muricy, Juan e no time: "Será o meu ano e o do Flamengo"


César Martins concede coletiva no Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
Após ótimo 2013 com a Ponte Preta vice-campeã da Sul-Americana e uma transferência internacional para o Benfica, César Martins chegou ao Flamengo na temporada passada como aposta e não vingou. O próprio defensor de 23 anos admite o desempenho ruim, porém enumera razões que o impediram de iniciar bem. Otimista, aposta em Muricy Ramalho, Juan e na oportunidade de participar da pré-temporada como fatores preponderantes para viver um grande ano tanto individualmente como coletivamente.

- Cheguei com uma lesão (na parte posterior do joelho direito), vinha de férias e não pude aproveitar a pré-temporada do Benfica. Além disso, cheguei e não esperei nem uma semana para jogar (foi apresentado no dia 21 e já foi titular no 26). Não vou falar que me prejudicou, mas atrapalhou um pouco. Não fui bem, não foi o que eu esperava. Espero poder render muito mais, foi o pior ano da minha carreira, que tem quatro ou cinco anos. Mas agora vou fazer pré-temporada e tenho certeza que esse ano vai ser não apenas o ano do Flamengo, mas vai ser o meu também.

A confiança é grande, assim como a demonstração de descontentamento com o futebol que apresentou em 2015. Crê que é preciso evoluir em diversos aspectos.

- Na bola definitiva não fui bem como quando joguei por Sorocaba (Atlético), Ponte e Benfica. Preciso melhorar posicionamento, parte física e tática. Em 2015, não saiu nada como eu esperava. Tenho que fazer tudo que não fiz no ano passado e, para isso, terei a pré-temporada, que vai me ajudar muito.

Confira abaixo um bate-papo em que exaltou muito o trabalho de Muricy Ramalho e a experiência do zagueiro Juan:

Com contrato até junho, espera renovar?

Gostaria muito, mas depende do Benfica, do Flamengo. Tenho que mostrar em campo que quero ficar. Se não mostrar serviço, o Flamengo vai me devolver, e o Benfica não vai me querer e vai me mandar para outro time.

Importância de jogar com Juan

Isso vai ser muito importante não só para mim, mas para o Antônio Carlos, garoto que vem do Avaí e que já acompanho há um tempo em outros clubes. Parece que é um ano mais novo que eu e vai aprender muito também (César é apenas dois meses mais velho que Antônio). Joguei com o Luisão no Benfica, aprendi muito e peguei muita experiência. Hoje eu nem imaginava estar com o Juan. Vou procurar tentar pegar tudo de bom dele nessa temporada. Quem sabe não vou estar jogando do lado do Juan? Vai ser maravilhoso.

É possível corrigir os erros no jogo aéreo apresentados em 2015?

Conseguiremos acertar, sim. Com mudança de técnicos, muda posicionamento de área e muda tudo. Atrapalha (a mudança de técnicos) porque muda a marcação. Uns gostam por zona, outros da individual. E tenho certeza que vamos ficar o ano todo com um treinador só.

Você falou em ficar o ano todo com o Muricy. O que espera dele?

Estou muito ansioso mesmo, já joguei contra ele, que é um ótimo treinador. Vi muitos jogos dele na época do São Paulo. Um cara como ele, que ganhou tantas coisas, sabe o caminho certo. Tenho certeza que vai passar o caminho pra gente. Espero que ele possa ficar até o final do campeonato e acho que a gente não vai precisar mais de treinador por muito tempo. É um orgulho poder trabalhar com ele.

Necessidade de resposta imediata

Quando se vai para um time grande do tamanho do Flamengo, você tem que arrebentar. Não querem saber se você estava parado ou lesionado. E é assim mesmo. Por isso estou animado por fazer pré-temporada.

Onde o Flamengo pode chegar em 2016?

Vejo o Flamengo, com o time que está montando, competitivo para estar entre os quatro primeiros. Em 2015, tivemos altos e baixos, mas temos que elevar nossas atuações em campo e nos cobrar mais. Vai ser tudo diferente em 2016. Queremos dar títulos pra nação. Conquistar vaga na Libertadores é legal, mas, se Deus quiser, seremos campeões brasileiros.

Nenhum comentário: