Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

terça-feira, 6 de junho de 2017

Dirigente fala em corrigir erros, espera Rhodolfo e não descarta saídas no Flamengo

Rodrigo Caetano nos  Everton Ribeiro foi apresentado pelo Flamengo na tarde desta terça-feira, na Gávea, e deve ser um dos últimos reforços do clube para a temporada. Esse, pelo menos, é o planejamento do diretor executivo Rodrigo Caetano, que quer anunciar “mais um ou dois” jogadores nos próximos dias. 

Quem está mais perto de ser contratado pelo Rubro-Negro é o zagueiro Rhodolfo. Rodrigo Caetano confirma que espera fechar com o defensor, que está no Besiktas, o quanto antes. Além dele, os atacantes Maicon Bolt, do Lokomotiv Moscou, da Rússia (a informação foi revelada pela Rádio Transamerica e confirmada pelo GloboEsporte.com), ou Geuvânio, do Tianjin Quanjian, da China, devem ser os reforços para o restante da temporada. 

Enquanto isso, o Flamengo não descarta perder jogadores. A prioridade, porém, segundo Rodrigo Caetano, é reforçar o elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro e da Sul-Americana, já que não é mais possível inscrever novos atletas na Copa do Brasil.

 Rodrigo Caetano nos "braços" da torcida


- Nós, nesse momento, priorizamos qualificar o elenco. Ter mais opções. Porque sabemos que todo esse calendário que temos pela frente não vai nos dar nenhuma folga no meio de semana. Isso vai nos cobrar caro e temos de estar preparados para ter um elenco de alto nível. A janela está abrindo. Talvez alguns jogadores nossos possam ser alvos de alguma negociação. E o clube vai avaliar se é vantajoso ou não. Não tem nada programado, não. Quanto a reforços, se chegarem mais, serão um ou dois (Rhodolfo e mais um), não mais do que isso – explicou Rodrigo Caetano ao Globo Esporte .com.

Cuellar, Mancuello, Donatti e Gabriel são jogadores que o Fla estuda negociar se receber a tal "proposta vantajosa" a qual o diretor de futebol se refere. 

A chegada de Éverton Ribeiro também serviu para tentar aliviar as “dores” da torcida rubro-negra após a eliminação na Libertadores. No Aeroporto Santos Dumont, depois de o jogador entrar no carro para seguir para a Gávea, Rodrigo Caetano foi cercado por torcedores. Se a saída ainda na fase de grupos da competição gerou protestos, dessa vez foi só festa. 

O diretor-executivo do Flamengo viajou para Dubai durante a negociação com Éverton Ribeiro para agilizar a liberação do meia do Al Ahli. O empresário do jogador, Robson Ferreira, destacou a importância da viagem, assim como o próprio reforço do Flamengo. Os discursos surtiram efeito, mas Rodrigo Caetano diz que a eliminação não influenciou na contratação, mas admitiu erros. 

- Os reforços que o Flamengo está trazendo são bem pontuais e já era algo definido lá atrás, apesar da eliminação, que, volto a dizer, ainda é muito dolorida, é uma ferida aberta. Todos sabíamos que tínhamos condições de ir mais longe. Infelizmente, em algum momento nós pecamos. E esse erro nos custou muito caro. Mas também fomos campeões invictos no estadual. Poucos valorizam. Se tivéssemos perdido seria bem dimensionada essa decepção. O Flamengo foi campeão invicto. Temos ainda no ano apenas três derrotas, infelizmente três derrotas que nos custaram essa eliminação. Vamos seguir nosso trabalho, corrigindo aquilo que se deva corrigir, melhorando sempre que possível nosso elenco e acreditando, sim, que temos uma boa perspectiva – completou o dirigente. 

Apesar da festa de parte da torcida no Santos Dumont, com gritos de “Ei, ei, ei, o Rodrigo é nosso rei” e “Ah, ah, ah, Rodrigo traz o Neymar”, nas redes sociais o tom foi diferente. Diversos rubro-negros criticaram a postura.

Para contratar Rhodolfo, o Flamengo pagará cerca de 1,5 milhão de euros ao Besiktas. As negociações com Geuvânio são um pouco mais complexas, porque o jogador tem uma cláusula de exclusividade para voltar ao Santos caso jogue novamente no Brasil. Bolt tem caminho mais livre, porque a situação financeira do Lokomotiv não é boa.

Nenhum comentário: