Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 10 de dezembro de 2016

Flamengo abre 19 pontos e bate Macaé para manter 100% no NBB



Flamengo x Macaé - NBB 2016/17 basquete (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Mesmo sem contar com Marcelinho Machado, suspenso por uma partida depois de uma desavença com a arbitragem na vitória sobre o Franca na última rodada do NBB, o Flamengo derrotou o Macaé na tarde deste sábado, por 85 a 66, e continua invicto na competição nacional. Já são sete vitórias em sete jogos. Os tricampeões tiveram muita dificuldade, principalmente no segundo quarto, mas contaram com boa atuação do cestinha da partida, Marquinhos com 23 pontos, para abrir vantagem de 19 no último quarto. Simmons foi o destaque do lado azul, com 17 pontos.

- Se a gente olhar a colocação do Macaé, eles estão lá embaixo. Mas se formos ver os jogos deles, vemos que eles jogaram bem em todos, com muita raça. O time entendeu isso para esse jogo. Jogando em casa, temos a obrigação de ganhar e temos que jogar sem pensar em outra coisa a não ser ganhar. Soubemos ler bem o jogo, aquilo que ele tava pedindo, às vezes um jogo precisa de mais energia, e eles aproveitaram muito a energia que eles têm. Eles são a segunda melhor equipe em rebote ofensivo. Sabíamos que íamos sofrer com isso hoje e não podemos mais cometer esse tipo de erro. O time foi brioso e depois controlamos melhor os contra-ataques para sair com a vitória - comentou o técnico José Neto.

As duas equipes voltam à quadra na próxima quarta-feira. O Macaé recebe o vasco sanitário, às 19h30, e o Flamengo vai até Caxias do Sul para encarar os gaúchos, às 20h05.

O jogo
 
Quando a bola subiu, foi o Macaé quem saiu na frente. Pezão acertou um arremesso de dois. Mas o Flamengo respondeu prontamente. Fischer e Marquinhos mostraram que estavam afiados da linha dos três e deram o troco: 6 a 2. Aí quem apareceu foi Olivinha. Primeiro acertando dois lances livres, depois um chute de quadra e, para completar, uma bandeja fácil: 14 a 8. Os donos da casa dominavam. Schneider até tentou encostar com uma bola de três, mas JP Batista e Pedrinho não permitiram. Fim do primeiro quarto e vantagem de nove pontos: 22 a 13. 

Breu. Apagão no segundo quarto. O Flamengo parou de jogar e ficou olhando o Macaé virar o placar: 31 a 30. Com dez pontos de Rafa Moreira e oito de Simmons, o time da Região dos Lagos dominou a parcial. José Neto parou o jogo uma vez. Nada feito. O time cometeu a quinta falta, e Marquinhos reclamou da arbitragem. O técnico rubro-negro parou de novo. Foi aí que Marquinhos assumiu o time. Sofreu falta e converteu os dois lances livres. Em seguida, Lelê fez mais dois: 34 a 31. Chegou a hora de o treinador do Macaé, Leonardo Costa, pedir um tempo. Deu certo. Simmons aproveitou bobeada de Olivinha e, no contra-ataque, diminuiu: 34 a 33. Ganhando por um ponto, o Flamengo tinha a última jogada. José Neto conversou com seus comandados, e Marquinhos não decepcionou. Acertou de dois no estouro do cronômetro, e a equipe foi para o intervalo com uma vantagem de três pontos: 36 a 33. 

Flamengo x Macaé - NBB 2016/17 basquete (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Olivinha leva o Flamengo ao ataque sob os olhares de JP Batista (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Olivinha voltou do intervalo mostrando seu cartão de visitas. Acertou uma bola de três logo de cara. Mas Pitico e Schneider responderam para o Macaé, de curta e longa distância: 45 a 42. Era lá e cá. Fischer abriu vantagem da linha dos três, mas Erick respondeu na mesma moeda. Lelê acertou um chute, e Simmons devolveu os dois pontos com um tapinha no rebote. Para fechar o quarto, Lelê fez de três: 63 a 56. 

No início do quarto final, Pezão marcou duas vezes para o Macaé, mas o Flamengo não acusou o golpe e abriu vantagem, com JP Batista e Mineiro dentro do garrafão, e Marquinhos certeiro da linha dos três: 70 a 60. Pitico diminuiu, e na sequência Pedrinho cometeu falta técnica por simulação. Lance livre e posse de bola para o Macaé, que anotou o ponto, mas desperdiçou o ataque. Custou caro. Fischer e Marquinhos, ambos na bandeja, colocaram o Flamengo 11 pontos na frente: 74 a 63. Ramon voltou à quadra e levantou a torcida no Tijuca com uma bola de três de muito longe. No mesmo clima, Olivinha deu um tocaço em Pitico. 

No minuto final, Ramon e Schneider se desentenderam, e a arbitragem marcou falta antidesportiva para os dois. Com a bola em jogo, Ramon sofreu nova falta. O técnico do Macaé pediu tempo para acalmar os ânimos. Na volta, o armador rubro-negro acertou os dois lances livres: 83 a 64. Olivinha ainda anotou mais dois, e Lupa diminuiu para dar números finais: 85 a 66.  

Ficha técnica

Flamengo: Fischer (10), Ramon (10), Marquinhos (23), JP Batista (11) e Olivinha (11). Entraram: Pedrinho (9), Lelê (9), Mineiro (2), Danilo (0), Léo Bispo (0) e João Vitor (0). Técnico: José Neto.

Macaé: Simmons (17), Pitico (6), Schneider (13), Pezão (11) e Lupa (4). Entraram: Thiaguinho (0), Rafa Moreira (10), Erick (5), Igor (0), Silva Júnior (0). Técnico: Leonardo Costa.

Nenhum comentário: