Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 23 de abril de 2016

Multidão, sinalizadores e correria: Flamengo chega ao AM para semifinal



Caos total - quase que numa tradução da fixação do Amazonas pelo Flamengo - foi o que marcou a chegada da delegação carioca em Manaus, na noite desta sexta-feira. O time, que enfrenta o Vasco neste domingo, pela semifinal do Carioca, parou o aeroporto Eduardo Gomes com o desembarque regado a sinalizadores, bandeiras e muito - muito! - grito. Segundo a Polícia Militar, mais de 900 pessoas se espalharam pelo saguão e estacionamento para acompanhar a "saga" do time rubro-negro na capital amazonense.

Diferente da chegada do Vasco, que aconteceu horas antes, o desembarque do Flamengo foi muito mais tumultuado e, portanto, exigiu esforço redobrado da segurança do aeroporto, de empresa privada e da PM. Para assegurar a passagem tranquila dos jogadores pelo corredor da torcida, um corredor "secreto" foi formado. Todos os atletas passaram discretamente, sem muita conversa e correram para o ônibus.

Torcida transformou aeroporto em arquibancada (Foto: Mauro Neto/Sejel) 
Torcida transformou aeroporto em arquibancada (Foto: Mauro Neto/Sejel)
O primeiro a aparecer no saguão foi o presidente, Bandeira de Mello. Foi simpático, passou no corredor "oficial", acenou e comemorou a festa num breve: "caramba, hein?", para a imprensa. Quanto aos jogadores, foi difícil parar para fazer qualquer comentário. O goleiro Paulo Victor, um dos mais festejados, só agradeceu o carinho, mas voou para o ônibus. Esse foi, basicamente, o modus operandi do elenco.

Pará e Cirino foram um dos poucos a parar - nem que por dois segundos - para uma foto com a torcida. Guerrero, que saiu da sala de desembarque entoado por gritos eufóricos tentou ser discreto, colocou um boné e, acompanhado de três seguranças, seguiu para o ônibus.

Quando todos embarcaram no veículo foi que o drama começou. A torcida, ensandecida, fez do subsolo do aeroporto uma arquibancada. Disparou sinalizadores e puxou tradicionais cânticos. Mas nem só de paz viveu o desembarque. Um ou outro torcedor mais exaltado deu início à guerra contra o ônibus da delegação. Chutes e "chacoalhadas" assustaram a PM que precisou intervir. Relatos dão conta, inclusive, que foi necessário o uso de spray de pimenta para conter a multidão.

Flamengo desembarca em Manaus (Foto: Isabella Pina)

Flamengo desembarca em Manaus (Foto: Isabella Pina)

Passada "muvuca", quando o motorista finalmente pôde, depois de mais de 10 minutos de espera, dar a partida, os torcedores invadiram a pista e saíram em disparada pela rua para acompanhar o trajeto. Um carro chegou a bater em um dos canteiros na saída do aeroporto. E uma moto, com dois passageiros, caiu. Ninguém ficou ferido, no entanto.

Depois da saga no aeroporto o time seguiu para o hotel que fica hospedado até domingo, dia da semifinal do Carioca contra o Vasco, que acontece às 16h (horário de Brasília), na Arena da Amazônia, em Manaus.

Torcida se apertou nas grades para tentar chegar perto do elenco (Foto: Mauro Neto/Sejel) 
Torcida se apertou nas grades para tentar chegar perto do elenco (Foto: Mauro Neto/Sejel)

Nenhum comentário: