Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Defesa funciona, Flamengo supera Gimnasia e larga na frente na Liga das Américas


O Flamengo estreou com vitória na abertura do grupo C da Liga das Américas, no Panamá. No reencontro com o treinador Gonzalo Garcia, melhor para o time da Gávea, que derrotou o Gimnasia y Esgrima Comodoro Rivadavia, da Argentina, por 66 a 58 (35 a 28). Se a partida teve uma pontuação baixa, muito se deve à boa atuação da defesa do Flamengo, em especial no último quarto, quando o Rubro-negro sofreu apenas três pontos. O cestinha do jogo foi o argentino Sandes, que pontuou 17 vezes, seguido por Marquinhos, autor de 15 pontos para o Flamengo. 

O time carioca volta a jogar neste sábado contra o Aguillas de Tunja, da Colômbia, às 21h15 (de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV3 e acompanhamento em tempo real pelo GloboEsporte.com. No domingo, o Flamengo fecha a sua participação na primeira fase contra Correcaminos, do Panamá, time mandante da chave.

Marcelinho Flamengo Ginmasia Liga das Américas basquete (Foto: Divulgação/Fiba Américas) 
O capitão Marcelinho Machado marcou dez pontos na partida (Foto: Divulgação/Fiba Américas)
 
O Ginmasia começou melhor e logo abriu 8 a 3, graças a duas cestas de três de Mainoldi. O Flamengo não se abateu e foi buscar a virada ainda no primeiro quarto, quando Marquinhos sofreu falta e converteu dois lances livres fazendo 9 a 8.  A partir de então, o Rubro-negro passou a dominar o quarto. A um minuto do fim, Marcelinho acertou o seu primeiro chute de três. Para coroar de vez a boa atuação do time brasileiro no período, Mineiro chutou para três pontos no estouro do cronômetro e definiu o placar do quarto em 21 a 15.

O Flamengo não reduziu o ímpeto no segundo quarto. Com cestas de Marcelinho e JP Batista, o Rubro-negro fez 26 a 16 abrindo dez pontos pela primeira vez no jogo, o que obrigou Gonzalo Garcia a parar a partida. Aos poucos, o Ginmasia foi reagindo, chegando a ficar a dois pontos do empate, após pontos marcados por Aguerre e Clancy. Foi a senha para o Flamengo acordar e voltar a se impor em quadra. A quatro minutos do intervalo, Mineiro acertou belo chute de três. Na sequência, Meyinsse cravou e fez 29 a 20. O Ginmasia ainda ensaiou uma reação no minuto final, mas nada o suficiente para impedir a vitória parcial do Flamengo por 35 a 28.

O terceiro quarto começou animado. Com um minuto jogado, os argentinos já haviam acertado dois chutes de três, um com Schattmann, outro com Mainoldi. O Flamengo respondeu com pontos de Meyinsse e Rafa Luz, mantendo nove pontos de vantagem: 40 a 31. A partir da metade do quarto, porém, o Ginmasia passou a dominar a partida. Envolvido facilmente, o Flamengo viu o time argentino encostar no placar após um chute certeiro para três pontos de De los Santos: 43 a 41. 

E foi o mesmo De los Santos foi quem empatou a partida convertendo dois lances livres na sequência. A partir de então, o jogo passou a ficar lá e cá. Se De los Santos comandava as ações pelo Ginmasia, Marcelinho fazia o mesmo pelo Flamengo. No fim do quarto, prevaleceu a melhor pontaria do time argentino, que foi para o período final vencendo por 55 a 49. 

O Rubro-negro voltou para o último quarto disposto a reverter o placar, pontuando nos dois primeiros minutos com Meyinsse e Rafa Luz. O Ginmasia não deixou por menos e respondeu com duas cestas seguidas do pivô americano Clancy. Nervosos, os times passaram a errar muitos arremessos na metade do quarto. A três minutos do fim, Rafael Mineiro teve a chance de empatar a partida em dois lances livres. Contudo, ele errou os dois arremessos. 

No minuto seguinte, porém, Mineiro se redimiu e fez 58 a 58 numa bandeja. Empolgado, o mesmo Mineiro deu a bola para Meyinsse fazer os dois pontos da virada. A 50 segundo do fim, Rafa Luz roubou bola no meio da quadra e arrancou sozinho para fazer 62 a 58. Para fechar o caixão do time argentino, que não conseguiu mais pontuar no jogo, Meyinsse ainda acertou uma ponte aérea nos segundo finais, fechando o placar em 66 a 58.

Nenhum comentário: