Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

"O erro mais feliz": do único passe que não acertou, Paquetá assinou a pintura


Na inspirada tarde rubro-negra deste domingo, um garoto roubou a cena em fácil vitória que teve gols dos badalados Diego, Guerrero e Mancuello. Lucas Paquetá, de 19 anos, assinou uma pintura ao encobrir Rafael Santos e fechar a conta do Flamengo em 4 a 0 diante do Madureira.

Não foi destaque apenas pelo gol, mas pela qualidade da atuação. Até o momento do golaço, não havia errado um passe sequer. E o solitário erro o beneficiou, como o próprio conta na descrição do lance. 

Lucas Paquetá Flamengo x Madureira (Foto: Gilvan de Souza/Divulgação Flamengo) 
Lucas Paquetá tenta a sorte e acerta o gol contra o Madureira (Foto: Gilvan de Souza/Divulgação Flamengo)
 
- Recebi a bola e tentei achar um passe no Mancuello. Foi um pouco forte, e o goleiro saiu muito da área e tirou a bola. Ela voltou para os meus pés, percebi que ele estava adiantado e arrisquei a finalização por cima.

Números de Paquetá:

17 passes
Passe errado: 1
Falta cometida: 1
Falta recebida: 1
Roubada de bola: 1
Desarme: 1
Finalização: 1
Gol: 1

Errar a bola para o Mancuello resultou no lance mais bonito da partida.

- Foi o meu erro mais feliz da minha vida (risos).

"O que é isso, Juvena?"
 
O golaço rendeu elogios de Diego, que postou em seu Instagram: "Que isso, Juvena. Que gol foi esse?". Na linguagem da bola, "juvena" é juvenil, garoto. E o camisa 35, principal contratação da gestão Bandeira de Mello, já apostara em Paquetá desde o ano passado.

- Paquetá é diferenciado, fácil de ver a qualidade que tem, visão de jogo e a própria força. Sem dúvida vai chegar o momento dele. Tem espaço aqui. Ele, com as atitudes certas, pode acelerar isso. Vai ajudar muito o Flamengo - afirmou, em coletiva concedida em 11 de novembro de 2016.

Diego brinca com Paquetá via Instagram (Foto: Reprodução)Diego brinca com Paquetá via Instagram (Foto: Reprodução)
 

Natural de Paquetá, Lucas Tolentino Coelho de Lima é velho conhecido de Zé Ricardo, que o treinou ainda na categoria infantil. Após o jogo, o treinador lembrou as dificuldades passadas pelo pupilo, que tinha um problema ósseo que quase o fez ser dispensado.

Após forte trabalho de suplementação alimentar e trabalho específico, ganhou 23cm dos 15 aos 18 anos - hoje tem 1,80m - e massa muscular.

- Garoto que tem uma história muito bonita no clube, com alguns momentos até muito difíceis. Superou nas categorias menores, e eu o conheço desde o infantil. Fico feliz de participar desse momento dele, porque sabemos o quanto trabalhou para chegar até aqui. Tomara que consiga se manter em bom nível depois de voltar da Seleção já com um gol e que isso aumente a confiança dele para nos ajudar na temporada - disse Zé.

Confira abaixo outras declarações de Paquetá, que atuou por 30 minutos, seu recorde utilização no time profissional até então - tem três jogos e 64 minutos jogados.
 
Busca pelos familiares na arquibancada
A emoção foi muito grande, não tem coisa igual. É o primeiro de muitos, se Deus quiser. Meus familiares estavam aqui na arquibancada, tentei chegar neles, mas foi difícil. É para eles e para essa nação maravilhosa. Quero ajudar muito nesse ano.

Abraço em Zé Ricardo no gol
Gratidão, porque é um professor que me conhece desde a base, então vem me dando oportunidades. Quero ajudar a equipe do Flamengo com vitórias e títulos.

Bem ao lado de Vizeu, amigo e companheiro de seleção sub-20
A gente sempre sonhou com isso (atuarem bem juntos), conversamos muito na concentração, e o dia de hoje foi uma prova disso. Ajudamos o Flamengo, fizemos nosso papel e temos de continuar mantendo o foco para dar bastante alegrias ao Flamengo.

Nenhum comentário: