Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 28 de janeiro de 2017

Com peruanos(seleção) inspirados, Flamengo vence Boavista na estreia do Carioca


Teve até um pequeno susto, mas a estreia do Flamengo na Taça Guanabara teve final feliz. Com os peruanos inspirados, o Rubro-Negro venceu o Boavista por 4 a 1 neste sábado à noite, na Arena das Dunas, em Natal, com dois gols de Guerrero, um de Trauco e um de Diego. Mosquito marcou para o time comandado pelo técnico Joel Santana.

O susto do Flamengo foi apenas no primeiro tempo, quando a equipe sofreu seguidos contra-ataques do Boavista. O jogo aberto, inclusive, foi para o intervalo empatado em 1 a 1. Os visitantes, porém, não conseguiram manter o ritmo no segundo tempo e viram o Rubro-Negro abrir vantagem.

Na próxima rodada, o Flamengo encara o Macaé, quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Raulino de Oliveira. No mesmo dia, mas às 16h30 (de Brasília), Boavista e Nova Iguaçu se enfrentam em Bacaxá.

O jogo
 
O Flamengo ficou todo o primeiro tempo tentando furar, de todo jeito, o bloqueio do Boavista. A principal dificuldade estava na ausência de jogadores pelos lados: Cirino viajou a Curitiba e deve ir para o Atlético-PR e Éverton teve uma indisposição estomacal e deu lugar a Adryan. Assim, o Rubro-Negro apostava demais em cruzamentos na área e jogadas com Diego e Mancuello pelo meio, sempre tentando passes em profundidade para Guerrero. Um desses lances finalmente deu certo, e o atacante abriu o placar após lançamento de Trauco.

Guerrero Flamengo x Boavista (Foto: Alexandre Lago) 
Guerrero fez o primeiro gol do Flamengo na Arena das Dunas (Foto: Alexandre Lago)
 
O Boavista, sem muita responsabilidade, apostou muito em contra-ataques. E até que um deles também deu certo. Já perto do intervalo, quando o Flamengo parecia tranquilo à frente no placar, os visitantes marcaram com Mosquito, nas costas do lateral-esquerdo peruano, estreante da noite. O empate, no fim do primeiro tempo, era o resultado mais justo pelo o que mostraram as duas equipes: muita insistência e pouca efetividade do Flamengo, com mais velocidade do Boavista.

Depois do intervalo, o panorama foi completamente diferente. A qualidade técnica do elenco comandado pelo técnico Zé Ricardo começou a sobressair sobre o adversário e os peruanos decidiram colocar ponto final em qualquer risco de empate ou derrota. Trauco, após belo passe de Mancuello, e Guerrero, de novo de cabeça, depois de cruzamento de Rodinei, decretaram o resultado final do confronto.

Atrás no placar, o Boavista não teve mais forças para dar sequência à tentativa de pressão do primeiro tempo, com constantes contra-ataques. O Flamengo seguiu dominando a partida, criando oportunidades e dando trabalho à defesa adversária. O goleiro Muralha fez apenas uma boa defesa no segundo tempo e garantiu a vitória sem sofrimento do Rubro-Negro. Já perto do fim, Diego, após mais um passe de Trauco, fez o quarto.

Nenhum comentário: