Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Flamengo se antecipa e quita R$ 20 milhões de empréstimo do Maracanã



Vice-presidente de finanças do Flamengo, Claudio Pracownick (Foto: Raphael Zarko)Em busca de reforços para o futebol, o Flamengo deixou para trás dívida e evitou chance de problemas com o Consórcio Maracanã. O clube quitou nos últimos dias R$ 20 milhões do empréstimo pedido no fim de 2013 com a Odebrecht, que lidera o consórcio que ainda administra o estádio - temporariamente cedido para os Jogos Olímpicos. Na ocasião da assinatura de contrato de dois anos com o estádio, o clube aprovou empréstimo de R$ 27 milhões.

- Nós já pagamos o Maracanã. Foi pago agora. Com recursos do Flamengo, com desconto. Eram R$ 27 milhões de empréstimo. A gente quitou com desconto - disse o vice-presidente do Flamengo, Claudio Pracownick, nesta terça-feira. A entrevista completa com o vice de finanças será publicada na próxima sexta-feira pelo GloboEsporte.  com

 Vice de finanças conversa com governo para entrar em eventual edital no Maracanã (Foto: Raphael Zarko)

 O Flamengo tinha até o fim de dezembro para quitar os valores emprestados pela Odebrecht. Caso não realizasse este pagamento no prazo estabelecido o contrato do Flamengo com o Consórcio poderia ser renovado automaticamente. O clube, entretanto, decidiu se antecipar e aproveitou parcela da renovação de contratos de transmissão de jogos para se livrar desta pendência. No balanço trimestral, divulgado no fim da semana passada, ainda constava cerca de R$ 24 milhões de débito. Mas não há mais esta dívida.

- A dívida com o Maracanã estava prevista para ser paga até o fim do ano. Fizemos uma negociação razoável com a Odebrecht e já pagamos - afirmou o vice de finanças.

Questionado se a rapidez para quitar a dívida - de dezembro do ano passado até março deste ano o Flamengo pagou menos de R$ 3 milhões - poderia influir na negociação com o governo e com a própria Odebrecht, que deve devolver a concessão do estádio, Pracownick respondeu apenas que "tem a ver com um montão de coisa". Após bater o pé e avisar que está fora do estádio até que seja feita nova licitação na qual o Flamengo seja protagonista no estádio, nada mudou para o clube. O vice de finanças, no entanto, admite que o Flamengo conversa com o governo do estado e com potenciais parceiros para assumir o negócio.

- O Flamengo tem expertise para gerir qualquer estádio do país. E de maneira muito mais eficaz. Por necessidade financeira estudamos vários modelos em vários estádios e já operamos vários estádios em amistosos e jogos de campeonato. Mas os termos da licitação é que são relativos. Primeiro tenho que saber: haverá mesmo licitação? Os clubes poderão participar? Haverá necessidade de investimentos? Aí o Flamengo vai julgar se entra sozinho, se entra com parceiros... Há interessados que estamos conversando, mas dar qualquer opinião em cima de algo tão abstrato ainda seria enganar a torcida. O que colocamos ao governo é que temos interesse em avaliar a participação na licitação. E mantemos esse interesse. Estamos dispostos a participar e a contribuir com o estado e para os torcedores - afirmou Pracownick.

Nenhum comentário: