Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

O descolado e o tímido: caras novas exibem personalidades distintas no Flamengo

Arthur Henrique e Antonio Carlos são apresentados pelo Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)

Confiança é tudo. Com certeza você já ouviu essa frase fora do futebol, mas nas quatro linhas o chavão é ainda mais repetido - em entrevistas, na imprensa e até pelo torcedor. No que depender da segurança do zagueiro Antonio Carlos, o Flamengo encontrou uma grande promessa para a posição. O jogador de 22 anos foi apresentado oficialmente nesta tarde - pouco depois do treino da manhã - e, com personalidade, contrastou com o tímido Arthur Henrique. De poucas palavras, o lateral-esquerdo, que tem contrato de apenas quatro meses, foi mais protocolar na chegada.

- Se Muricy me escolheu é porque viu alguma coisa de bom. (Apesar do rebaixamento) me destaquei nos desarmes no Avaí. Sempre olho scout quando o jogo termina, mando minha esposa gravar as partidas e vejo o que fiz de errado. Infelizmente caímos, mas só levo para o outro ano as coisas boas. As ruins deixamos para trás. É como diz a música: o tempo não para. Hoje a minha expectativa é a maior do mundo, como a torcida - disse Antonio Carlos, que chegou a olhar e fazer pose para o fotógrafo do Flamengo enquanto estava falando em entrevista.

Descendente de italiano, Antonio Carlos assinou por uma temporada e chegou, em tese, para disputar o Campeonato Carioca como titular no que seria o time alternativo. A mudança de planos da diretoria não o intimida. Com passagem por seleção de base e destaque nos juniores do Corinthians - era capitão e fez dois gols na final da Copinha de 2012 (veja no vídeo abaixo), na vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, de onde contou ter sido dispensado no infantil após seis anos nas divisões inferiores do rival flamenguista -, o novo defensor do Rubro-Negro vê em Juan uma inspiração para seguir atrás dos seus sonhos: ser titular do Flamengo e chegar à seleção brasileira.

- Trago minha qualidade para ajudar esse grupo. Tenho um espírito de liderança, como o Rodrigo Caetano deixou claro . Desde a pré-temporada até o último jogo do ano vou disputar meu espaço, buscar minha vaga. Vou atrás do meu prato de comida todos os dias, que nem um leão. Como a própria torcida faz na arquibancada - afirmou o zagueiro, contando o que Muricy disse a todos na apresentação ao elenco. - Ele nos disse que fomos escolhidos a dedo.

"Chance de ouro" de Arthur

 Bem à vontade na entrevista, Antonio Carlos chegou a brincar com a responsabilidade de Guerrero e Emerson Sheik ao comentar das suas características.

- Sou um bem sério na zaga, mas se der para sair jogando, vou jogar. Se não der, vamos procurar um desafogo, jogar essa bola para o Guerrero e para o Sheik. Afinal, eles ganham mais para isso, quando aperta lá atrás tem que dar neles - brincou ele, depois ficando mais sério ao perceber a reação do diretor de futebol do Flamengo. - Mas, como falei, vou trabalhar bastante para buscar meu espaço aqui no grupo.

Arthur é tímido, e Antonio bem mais falante e extrovertido (Foto: Raphael Zarko/GloboEsporte.com) 
Arthur é tímido, e Antonio bem mais falante e extrovertido (Foto: Raphael Zarko/GloboEsporte.com)

Olhando para baixo ao responder e com bem menos desenvoltura, Arthur Henrique se definiu como jogador habilidoso, rápido, mas que também chega firme na marcação. Apesar do contrato ir somente até o fim do Carioca, o jogador confia que o Flamengo exerça o direito de preferência para mantê-lo até o fim da temporada. 

- Tenho uma oportunidade de ouro aqui. Quando tive a proposta não pensei duas vezes. Estou onde todo atleta quer estar, no time de maior torcida do Brasil. Chego muito motivado e nem pensei em não ficar e em não jogar. Vou esperar minha oportunidade e aprender bastante. Fiquei quase 10 anos na base do São Paulo, cheguei a treinar com Muricy e me destaquei no América-RN. Quero repetir as boas atuações aqui - afirmou Arthur.

Nenhum comentário: