Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quinta-feira, 30 de março de 2017

Flamengo massacra e garante o número 1 na tabela


Uma campanha de primeiro lugar não é feita somente do quinteto titular. Mostrando a pluralidade do seu elenco, o Flamengo jogou com seriedade na penúltima partida da fase de classificação do NBB 9 e atropelou o Minas por 108 a 74 e garantiu a primeira colocação na tabela.


 
O bom aproveitamento nos três pontos do time rubro-negro. O Flamengo começou a partida maltratando a defesa mineira nos arremessos de três pontos com Ronald Ramon e Marcelinho. Danilo Siqueira ajudou a recolocar o Minas no jogo. Mas os pontos de Lelê e Ricardo Fischer ajudaram o Flamengo a terminar com boa diferença no placar –  24 a 17.

O time do Minas se precipita e Marquinhos comanda o Fla. O segundo quarto foi marcado pela ansiedade e as precipitações ofensivas do time do Minas. O Flamengo com isso, contou com a eficiência de Marquinhos para se impor ainda mais no jogo e quase dobrou a diferença no marcador no final do primeiro tempo: 52 a 31.

Marcelinho e Marquinhos desequilibrando nas bolas de três. O Minas continuou mostrando falhas na marcação dos arremessos de três do Flamengo. Melhor para a dupla Marcelinho e Marquinhos que continuaram desequilibrando. O time mineiro contou com a boa atuação do norte-americano Rodgers no quarto, mas a diferença era muito grande a favor do time da Gávea – 82 a 51.

Com a larga vantagem no placar, o último quarto foi marcado pelas boas jogadas tramadas pelos jogadores Lelê, Ricardo Fischer e Rollins. O Minas viu a diferença disparar mais ainda e o Flamengo confirmou uma grande vitória que assegurou o primeiro lugar na tabela.

O time volta à quadra no próximo sábado, contra o Brasília, em Manaus, às 14 horas.


DESTAQUES DO JOGO:

-Marquinhos foi o cestinha do Flamengo e do jogo com 20 pontos. Marcelinho assinalou 19 pontos. Lelê assinalou 16 pontos. Ricardo Fischer terminou com 12 pontos.


 

Nenhum comentário: