Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

CBF pede prazo de 48 horas para dar resposta sobre a Liga Sul-Minas-Rio


Secretário-geral da CBF, Walter Feldman (Foto: Felippe Costa)
Representantes dos clubes participantes da Liga Sul-Minas-Rio participaram nesta quinta-feira de uma reunião na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para tentar o seu apoio. Depois do encontro, dirigentes de Atlético-MG, Atlético-PR, Flamengo, Fluminense, Cruzeiro, Coritiba e Avaí saíram otimistas quanto à realização com o aval da CBF, apesar de a entidade ter pedido um prazo de dois dias para dar uma resposta. Para o executivo-chefe da Liga, Alexandre Kalil, a competição deve nascer com a chancela.

– A reunião foi surpreendentemente espetacular. A Liga está formada, e temos que colocá-la em cinco ou seis datas no primeiro semestre. O problema era político, não jurídico. O assunto está na rua, é legal e histórico, então o presidente (da CBF, Marco Polo Del Nero) ficou de me comunicar (a resposta). Ele falou que está de acordo, que é um avanço – disse Kalil, explicando como cuidará do torneio. – Vou tomar conta da Liga, ou seja, trabalhar e vender esse produto. Os clubes passam por um momento difícil, e a Liga é um passo histórico e definitivo. 

O secretário-geral da CBF, Walter Feldman, mostrou-se menos empolgado que o ex-presidente do Atlético-MG, mas acredita que Del Nero veja com bons olhos a ideia da Copa Sul-Minas-Rio.

– Ele recebeu a documentação e a confecção da competição, comprometendo-se a estudar em conjunto com a área jurídica para se posicionar. Foi uma reunião muito tranquila. O presidente reconhece que existe uma experiência boa com a Copa do Nordeste e com a Copa Verde. Nós temos que evitar o conflito que muitas vezes acontece, por isso nos colocamos à disposição. É cedo dizer que será aprovado, mas ele vai estudar em conjunto com alguns departamentos.

Os presidentes de Flamengo e Fluminense ressaltaram mais uma vez a necessidade de os clubes se unirem, criticando mais uma vez o modelo dos estaduais.

– Entregamos os estatutos e o pedido de autorização da CBF. A recepção foi ótima. É a criação de um instrumento para valorizar o futebol, e ela (CBF) prometeu dar a resposta em 48 horas. O presidente pediu o prazo, mas não existe nada que possa impedir esse projeto. Não queremos substituir os estaduais. (A Liga) será jogada paralelamente, e Flamengo e Fluminense optaram por jogar o estadual com times mistos. Em 2016, ele não é prioridade para o Flamengo. Vamos disputar porque somos obrigados, então precisamos lutar pelos nossos valores – disse Eduardo Bandeira de Mello, mandatário rubro-negro.

Peter Siemsen, do Tricolor, ainda lembrou do potencial econômico do torneio.

– É bom ver os clubes unidos trabalhando para melhorar o futebol. O foco era falar com o presidente. Ele (Del Nero) gostou porque existe uma união entre os clubes. Ele me pareceu muito favorável. Podemos trabalhar com a TV, pois são jogos com apelo. Está todo mundo empolgado com a competição. 

A Liga Sul-Minas-Rio conta com 15 clubes: América-MG, Avaí, Atlético-MG, Atlético-PR, Chapecoense, Coritiba, Criciúma, Cruzeiro, Figueirense, Fluminense, Flamengo, Internacional, Joinville, Grêmio e Paraná. A primeira edição, no entanto, contaria apenas com 10 participantes – Paraná e América-MG, que se filiaram por último, se juntariam a Chapecoense, Criciúma e Joinville, o grupo que ficaria fora em 2016.

Linha do tempo
. 16/07 – Clubes aprovam Sul-Minas com dupla Fla-Flu, e nova reunião é marcada
. 17/07 – Projeto da Sul-Minas com dupla Fla-Flu se espelha em formato da Champions
. 28/08 – Fla e Flu se aproximam, e Liga Sul-Minas já tem até fórmula de disputa definida
. 10/09 – Com Fla e Flu, nasce a Liga Sul-Minas-Rio
. 11/09 – Ferj marca reunião sem Fla e Flu sobre Sul-Minas-Rio, e confirma estudar Rio-SP
. 24/09 – Clubes definem Liga Sul-Minas-Rio de fevereiro a abril, com dois grupos de cinco
. 29/09 – Rubens Lopes reforça críticas à Liga Sul-Minas-Rio: "Elitista e prejudicial"

Nenhum comentário: