Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

terça-feira, 7 de março de 2017

Sem entrar em acordo com Furacão, Inter desiste da contratação de Cirino


Marcelo Cirino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Divulgação Flamengo)
Enfim, a novela Marcelo Cirino terminou. Mas com final infeliz para o Inter. Depois de o Flamengo inscrever o atacante na Libertadores com a camisa 29, na tarde desta segunda-feira, a direção colorada confirmou a desistência na contratação do jogador, justamente no momento que o clube gaúcho se mostrava mais "esperançoso" para um desfecho positivo. Cirino se reapresenta ao grupo na quarta-feira.

O imbróglio que envolvia a negociação com Atlético-PR, Flamengo e o grupo de investidores Doyyen se arrastava desde dezembro. Entre avanços e retrocessos, os dirigentes colorados adentraram o fim de semana motivados com novos desdobramentos a seu favor. Em entrevista após o Gre-Nal de sábado, o vice de futebol Roberto Melo disse estar "mais esperançoso".

Porém, mais uma reviravolta encerrou as tratativas, e Marcelo deve seguir no Flamengo, mesmo liberado pelos cariocas para negociar sua saída. Ele está em Maringá, no interior do Paraná, onde celebrou o nascimento da filha Flavia ao lado da mulher, Isadora.

O último entrave na negociação ocorreu entre Inter e Atlético-PR. Mas envolvia outro jogador. Além de comprar 25% dos direitos de Cirino, o Colorado cederia por empréstimo o volante Eduardo Henrique ao Furacão. Os paranaenses desejavam um contrato de dois anos, mas os gaúchos pretendiam apenas um. O negócio acabou desfeito.

Cirino seria contratado por empréstimo por dois anos. A direção colorada ainda exigia que o atacante chegasse ao Beira-Rio já com o valor fixado pelos 50% dos direitos do Furacão. Tal desejo incomodou os paranaenses, e as conversas se complicaram. Na Gávea, também havia irritação com a demora na negociação e constantes reviravoltas do caso. 

Antes de Cirino, o Inter contratou Roberson, Carlos e William Pottker para o ataque. Este último, um dos artilheiros do último Brasileirão com 14 gols – junto a Fred, do Atlético-MG, e Diego Souza, do Sport –, só se apresentará após o término da participação da Ponte Preta no Paulistão.


Nenhum comentário: