Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Três meses de Fla e nenhum jogo: A. Carlos e Arthur, os estranhos no Ninho


Arthur Henrique e Antonio Carlos são apresentados pelo Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)
Rachado com a Ferj, o Flamengo decidiu que disputaria o Carioca 2016 com uma equipe alternativa. Para isso, o clube contratou dois reforços exclusivamente para o tal time misto: o lateral-esquerdo Arthur Henrique, de 21 anos, e o zagueiro Antônio Carlos, de 23. Em janeiro, em respeito a acordos comerciais, a estratégia mudou, e o Rubro-Negro entrou no estadual com o elenco principal. Resultado: três meses e quatro dias após serem apresentados em Mangaratiba, os dois ainda não estrearam.

Arthur, formado na base do São Paulo e ex-América de Natal, sequer foi relacionado para o banco de reservas em nenhum dos 19 jogos oficiais do Flamengo na temporada. Nos treinos abertos à imprensa, só obteve destaque em treino realizado no dia 7 de março, quando fez bonita jogada e recebeu elogios de Muricy Ramalho. Nos últimos dias, quando Chiquinho treina no meio de campo, o jogador aparece na lateral esquerda.

O contrato do lateral com o Rubro-Negro vence em 31 de maio, e o procurador dele, Paulo Pitombeira, ainda não foi procurado para discutir renovação. A intenção do estafe do jogador é se reunir em breve com a diretoria para obter uma posição. Vale destacar, porém, que o vice de futebol do Flamengo, Flávio Godinho, explicou em entrevista ao GloboEsporte.com a necessidade de se ter um elenco robusto para o Brasileirão, principalmente em função da longa maratona de viagens à qual os comandados de Muricy Ramalho serão submetidos.

Antônio Carlos é cria do Fluminense, mas obteve momento de fama com a camisa do Corinthians na final da Copa São Paulo de Futebol de Júnior de 2012. Capitão da equipe, fez os dois gols sobre o próprio Tricolor e foi protagonista na conquista do título. Além do Alvinegro Paulista, o defensor já vestiu as camisas de Oeste e Avaí profissionalmente.

O contrato de Antônio Carlos com o Flamengo é um pouco mais longo, vai até 31 de dezembro. O jogador é vinculado ao Tombense-MG. O zagueiro tem vínculo até dezembro de 2019 com o time que é ligado ao empresário Eduardo Uram. A seu favor, o jovem conta com a possibilidade de César Martins, emprestado ao Fla pelo Benfica até 30 de junho, voltar para Portugal, o que abriria mais espaço. Em compensação, o clube segue em busca de um zagueiro experiente para reforçar a equipe no Brasileiro.

Cinco contratados são titulares 

 Antonio Carlos entrou no segundo tempo do amistoso contra o Santa Cruz (derrota por 3 a 1), ainda na pré-temporada, mas ainda não estreou em partidas oficiais pelo Flamengo. O máximo que conseguiu foi ser relacionado para o banco de reservas na partida contra o Bangu - quando Muricy Ramalho escalou um time reserva - ainda na primeira fase do Campeonato Carioca.

O Flamengo já recebeu consultas de clubes das Séries A e B por Antonio Carlos, mas a situação segue como está até que sejam definidos os planos da comissão técnica para o jogador. O zagueiro perdeu espaço ainda na pré-temporada, quando apresentou resultados físicos abaixo da média do grupo e, por isso, precisou de mais tempo para entrar em forma. Assim, acabou ficando para trás até de Léo Duarte, de 19 anos, que em janeiro foi campeão da mesma Copinha em que Antonio Carlos brilhou há quatro anos. 

A diretoria do Flamengo fez 10 contratações nesta temporada. A última delas, do atacante Fernandinho, que foi regularizado nessa quinta-feira. Metade dos reforços são titulares no time de Muricy Ramalho, outro que chegou neste ano. Rodinei, Juan, Cuéllar, Willian Arão e Mancuello ganharam a vaga rapidamente. Os demais contratados - fora a dupla que ainda não estreou e Fernandinho, que só terá condição de jogo para a Copa do Brasil - são Alex Muralha, que fez uma partida oficial, e Chiquinho, que atuou cinco vezes este ano pelo Flamengo.

Nenhum comentário: