Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Flamengo se recupera, derrota o Vitória em casa e reassume a liderança do NBB 8


Se o ataque do Flamengo emperrou contra o Basquete Cearense no meio da semana, neste sábado, novamente no ginásio do Tijuca, ele voltou a funcionar e comprovou porque é o terceiro mais calibrado do NBB 8. Que pagou o pato foi a equipe do Vitória. Se a situação da equipe baiana já era ruim, ficou ainda mais complicada depois do atropelamento no Rio de Janeiro. Sem nenhum grande destaque individual, o conjunto rubro-negro mostrou mais uma vez que é a principal arma dos cariocas na caminhada rumo ao quinto título do clube na competição. Com uma pontuação bem distribuída - cinco jogadores marcaram 10 ou mais pontos -, os donos da casa só precisaram dos dois primeiros quartos para resolver a parada. Depois de abrir 26 pontos antes do intervalo, a equipe comandada pelo técnico José Neto manteve o mesmo ritmo nos vinte minutos finais para derrotar o Vitória por 101 a 53 (48 a 22) e reassumir a ponta da tabela.

Marcelinho, com 18 pontos, e Olivinha, com um duplo-duplo de 16 pontos e 11 rebotes, foram os maiores pontuadores do Flamengo (Foto: Bruno Lorenzo/LNB)Marcelinho, com 18 pontos, e Olivinha, com 16, foram os maiores pontuadores do Flamengo (Foto: Bruno Lorenzo/LNB)
 
Com 18 pontos, cinco assistências e três rebotes, Marcelinho foi o cestinha do jogo. Além do capitão do Flamengo, ouros quatro jogadores contribuíram com 10 ou mais pontos. Olivinha anotou um duplo-duplo de 16 pontos e 11 rebotes, o americano Jason Robinson, 14, Marquinhos, 13, e Rafael Mineiro, 11. O dominicano Ronald Ramon e o pivô Rafael Mineiro marcaram nove pontos cada. Pelo lado do time baiano, Jason Smith, com 16, e Calvo, com 13, foram os maiores pontuadores.

- Nós conversamos muito nesses últimos dias e tínhamos que manter a tranquilidade para saber que nossa bola ia voltar a cair. Sabemos que nos últimos jogos nosso ataque não funcionou, mas sabíamos que uma hora as bolas iam voltar a cair e foi o que aconteceu contra o Vitória. Por isso essa grande diferença de pontos - afirmou  armador Rafa Luz, que anotou cinco pontos, cinco assistências e três rebotes.

 
O Flamengo só volta a jogar pelo NBB 8 no dia 4 de março, em São Paulo, contra o Pinheiros. Antes, o time rubro-negro viaja para Barquisimeto, na Venezuela, sede de uma das semifinais da Liga das Américas, onde os campeões de 2014 enfrentarão Brasília, no Correcaminos, do Panamá, e no Guaros de Lara, do país anfitrião, de 26 a 28 de fevereiro.

O JOGO
 
Só deu Rafael no primeiro quarto. Primeiro o Luz, que não só comandou o ritmo rubro-negro como anotou cinco pontos e distribuiu três assistências para cestas. Depois o Mineiro, maior pontuador do período com seis pontos. Além deles, responsáveis por 50% dos 22 pontos do Flamengo nos 10 minutos iniciais, Ronald Ramon, Marcelinho, Meyinsse, Jason Robinson e JP Batista completaram o placar, sendo que os quatro últimos tiveram 100% de aproveitamento no período. 

Dispostos a liquidar a partida o mais rápido possível e deixar para trás a derrota para o Basquete Cearense, os rubro-negros voltaram voando no segundo período, fizeram 4 a 0 e ampliaram a vantagem para quinze. O Vitória até esboçou uma reação e diminuiu o prejuízo para 10, mas os donos da casa acordaram novamente, retomaram o controle da parida e foram para o intervalo vencendo por 26 pontos de diferença.  
NBB, Flamengo x Vitória-BA (Foto: Divulgação/NBB)Flamengo passeia em quadra e atropela o Vitória-BA por 101 a 53 no ginásio do Tijuca (Foto: Divulgação/NBB)
 
O Vitória voltou com tudo do vestiário e com duas bolas de três seguidas, uma de Calvo e outra de Jason Smith, diminuiu a vantagem do Flamengo para 20. Mas não deu nem tempo de a equipe do técnico Régis Marrelli se animar. Com uma bola de três e uma jogada de falta e cesta, Marquinhos anotou seis pontos seguidos, aumentou a diferença para 26 novamente e jogou um balde de água fria na reação do time baiano. E o pior é que os donos da casa não pararam por aí. Com uma marcação agressiva e um voluma ofensivo enorme, os donos da casa foram para o último período vencendo por 38 pontos de frente.

Mesmo com o jogo resolvido, o Flamengo não tirou o pé do acelerador e manteve o mesmo ritmo avassalador dos três períodos anteriores. Até que com 50 pontos de vantagem no marcador, o técnico José Neto resolveu poupar alguns titulares e colocou todo mundo para jogar. No final, uma vitória esmagadora por 48 pontos de vantagem.

Nenhum comentário: